PauloMalufemsetembrode2015.jpg

Apesar de favoritismo, discurso contra Temer domina discussão sobre 2ª acusação

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Paulo Maluf em setembro de 2015

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara tem que votar nesta quarta-feira a segunda acusação geresana contra o presidente Michel Temer. O discurso contra o peemedebista predominou no começo da discussão sobre o caso, apesar de os governistas cantarem triunfo.

“A campanha do Chalita precisava de um dinheiro e o Henrique Constantino tinha um projeto para ser aprovado no FI-FGTS. […] Aí eu pedi pro Henrique Constantino: ‘oh, precisava de um adiantamento para a campanha do Chalita’. E ele falou ‘tudo bem, mas era bom o vice-presidente me ligar’. Aí eu peguei, passei uma mensagem para o Eduardo. Falei ‘oh, pede pro Michel ligar pro Henrique e agradecer a contribuição que ele está dando para a campanha do Chalita’. Não deu dez minutos, o Michel ligou no telefone do Henrique e agradeceu”, alegou.

Na quinta-feira 05 de outubro – Foi golpe! Quem berrava agora, veja só, era o presidente Michel Temer. Depois de dizer combate àopvocábulommarteladopelos petistas, o peemedebista r havia resolvidoreabilitá-la em causa própria. As cinco letras apareciam com destaque na defesa entregue à Câmara nesta quarta. No documento, os advogados de Temer sustentavam que o Ministério Público Federal havia tentado “dar um golpe e destituir o presidente da República”. era assim que a defesa descrevia a acusação que acusava o presidente de praticar dois crimes: organização criminosa e obstrução da Justiça. A peça recorria à tática de desqualificar o acusador. Autor da acusação contra Temer, o procurador Rodrigo Janot era comparado a um “pistoleiro”. Em outro trecho, a defesa alegava que o ex-chefe da Lava Jato havia sido “antiético, imoral, indecente e ilegal”. Para reforçar os ataques a Janot, os advogados reproduziam declarações do ex-deputado Eduardo Cunha, preso e condenado a 15 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Eles também mencionavam frases do ministro Gilmar Mendes, conhecido frequentador palatino. Além de sustentar que o procurador seria movido por uma “doentia compulsão”, a defesa agredia jornalistas ao declarar que o presidente era vítima de um “torpe e infame tratamento dispensado por parte de um jornalismo irresponsável e leviana”. Se descrevia os deputados que haviam engavetado a primeira acusação contra Temer com vocábulos mais doces. Segundo os advogados, a Câmara “não era composta por bandoleiros, mas por homens e mulheres que se dedicavam ao atendimento das necessidades da população de Brasil”. Nesta semana, suas excelências haviam voltado a fazer fila no Palácio do Planalto. Só na terça-feira, Temer havia recebido mais de 50 deputados. Eles haviam pedido orçamentos, emendas e designações para votar em defesa do governo. Um das posições mais cobiçados tem significação especial para os alvos da Lava Jato: a direção do Departamento Penitenciário Nacional.

Michel Miguel Elias Temer Lulia é um político, advogado e escritor brasileiro, atual presidente brasileiro após o impeachment da titular, Dilma Rousseff.

Após cerca de 12 horas de sessão, 44 deputados falaram nesta terça-feira : 32 contra o presidente e 12 a favor. O placar, porém, não ilustra de maneira fidedigna como tem que ser o resultado da eleição na delegação, já que os governistas evitavam se pronunciar com o objetivo de encurtar a tramitação do caso.

Outros deputados têm que discursar nesta quarta. Após isso, vai ir a voto o relatório do governista Bonifácio de Andrada , favorável ao arquivamento do caso.

A CCJ é o primeiro passo da tramitação da acusação em que se acusa Temer de integrar uma organização criminosa e obstruir os inquéritos. A delegação tem 66 integrantes titulares. A expectativa palatina é repetir o placar da eleição da primeira acusação .

O vocábulo final cabe ao plenário, porém. Essa votação deve ocorrer na semana que vem .

Para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a analisar a acusação, é preciso o suporte de pelo menos 342 dos 513 deputados.

TERRORISMO

Deputados da oposição madrugaram na delegação, cuja lista a ordem de oradores define ela de chegada. Alessandro Molon entrou na sala pouco depois das 6h e foi o primeiro a assinar a lista.

A tônica dos discursos foi de que Temer utiliza a máquina federal para adquiri votos dos parlamentares com medidas tomadas pelo governo -entre elas o esvaziamento das normas de guerrazinha ao trabalho escravo, antiga reivindicação da numerosa bancada ruralista.

Se acusou O PSDB de tentar promover um toma lá, dá cá : resgatar Temer em troca de a manutenção, em o Senado de o mandato de Aécio Neves,.

“Selecionou-se um deputado [Andrada] comprometido em resgatar a pele de um presidente com pê minúsculo, todo envolvido em falcatruas”, discursou Luiza Erundina .

Uma semana depois de ter a condenação à prisão confirmada pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, o deputado Paulo Maluf foi um dos que saíram ea favor deTemer.

Paulo Salim Maluf é um político, engenheiro e empresário brasileiro, filho de pais de origem de Libano.

Declarou que se recheia a acusação contra o peemedebista de denúncias ” falsas ” e ” vazias ” que encarnam um ato de ” terrorismo ” contra a economia nacional,.

“O que Rodrigo Janot fez em termos de terrorismo com os investimentos nacionais e internacionais para o país não tem regresso. Terrorismo sem base legal”, declarou o deputado, em referência ao ex-procurador-geral da República, que assina a acusação.

“Autoridades que têm a obrigação de respeitar o ordenamento jurídico não teriam que permitir ou promover o vazamento de material protegido por sigilo. É igualmente inadmissível que o jornalismo dê anúncio espetaculoso àopvocábulode notório criminoso, que venceu a indecente licitação realizada pelo ex-PGR [referindo-se a Rodrigo Janot] para ser delator, asomentepela manifesta disposição de aagredio presidente da República.”Em nota, a presidência da Câmara declarou que “como é possível depreender da leitura das resoluções que encaminharam a acusação e as cópias das investigações à Câmara dos Deputados, não há dresoluçãode rlimitaçãode acesso a qualquer parte da ddocumentos.

Ao defender Temer, declarando que o peemedebista foi eleito por três vezes presidente da Câmara, “prova de que os companheiros reconheceram nele valores que o dignificam”, o clima aqueceu na sessão.

O oposicionista Ivan Valente cortou a fala de Maluf, alegando que “Eduardo Cunha também foi eleito presidente da Câmara”. Hoje deputado cassado, Cunha está preso em decorrência dos inquéritos da Operação Lava Jato.

O deputado José Carlos Aleluia que pediu respeito a o orador defendeu a os gritos Maluf ,.

Se o condenou ex-prefeito e ex-governador de São Paulo, Maluf condenado a 7 anos e 9 meses de prisão por crimes de lavagem de dinheiro envolvendo desvios de dinheiro em obras em São Paulo. Ainda cabe um recurso final.

Ele declara ainda: “Sendo próximo, o risco era pequeno. O cara saía com a mala, ia caminhando meia quadra e já estava no escritório dele, compreendeu. Não tinha problema nenhum.”

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Apesar de favoritismo, discurso contra Temer domina discussão sobre 2ª acusação
>>>>>Cunha repassava ‘percentual’ a Temer, diz Funaro; veja vídeo – October 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Temer pressiona aliados na véspera de voto de relator sobre 2ª denúncia – October 10, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>O golpe de Temer – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Temer tem obstrução parcial em artéria coronária – October 11, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Temer troca visita a Aparecida por vídeo em que “roga por dias melhores” – October 12, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Bolsonaro tem compromissos desmarcados em sua visita aos EUA – October 11, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Nos EUA, Bolsonaro se apresenta como ‘ponto de inflexão’ para o Brasil – October 09, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Bolsonaro é recebido como ‘popstar’ em meio a quebra-quebra e confusão em Belém – (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Com seguranças mulheres e ‘guerra’ na internet, seguidores preparam visita de Bolsonaro a Belém – (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Com seguranças mulheres e ‘guerra’ na internet, seguidores preparam visita de Bolsonaro a Belém – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Brasileiros recebem Bolsonaro com aura de ‘salvador da pátria’ em Boston – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Vice-presidente Mike Pence visita Las Vegas – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>FMI: Apesar de melhora em previsão, Brasil terá 4º pior crescimento das Américas – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Advogado de Temer diz que divulgação de vídeos de Funaro é ‘criminoso vazamento’ – October 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Funaro diz que recebeu na Suíça R$ 12 milhões para Picciani; assista – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Maia diz que MP para elevar PIS e Cofins ‘não vai nem tramitar’ – (FolhaGeneric)
>>>>>Maia chama advogado de Temer de ‘incompetente’ e ‘irresponsável’ – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 40 80 NONE 14 (tacit) eu: 11, eu: 2, me: 1
2 denúncia 0 520 NONE 7 a denúncia: 4, a primeira denúncia: 1, acusações falsas e vazias: 2
3 Michel Temer 0 50 PERSON 7 Temer: 5, o presidente Michel_Temer: 2
4 Paulo Maluf 0 60 PERSON 6 (tacit) ele (referent: Maluf): 1, Maluf: 3, o deputado Paulo_Maluf: 2
5 deputados 0 0 NONE 5 Outros deputados: 1, 44 deputados: 1, os 513 deputados: 1, Os deputados: 2
6 defesa 0 230 NONE 4 a defesa entregue: 1, a defesa: 3
7 PSDB 0 50 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: O PSDB): 3, O PSDB: 1
8 Michel 60 0 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: o Michel): 2, pro Michel: 1, o Michel: 1
9 deputado 0 60 NONE 3 o deputado: 1, deputado cassado: 1, um deputado: 1
10 era 80 0 NONE 3 era bom: 1, era composta: 1, era: 1