SeoulCityHall01.jpg

Coreia do Norte: EUA, Japão, China e Rússia trocam denúncias

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Seoul City Hall 01

De novo, as sirenes de alerta fizeram-se escutar ao começo do dia na ilha japonesa de Hokkaido à passagem de mais um míssil proveniente da Coreia do Norte.

Quando um míssil balístico sobrevoou a ilha de Hokkaido, é o segundo projéctil a sobrevoar território japonês desde 29 de Agosto.Eles passam pelo espaço aéreo internacional, acima de voos comerciais, quando os mísseis da Coreia do Norte sobrevoam o Japão rumo ao Pacífico. Mas qual é o risco de um deles atingir uma aeronave com civis?

Na quarta-feira 06 de setembro quando o meio-irmão de Kim Jong-un havia sido assassinado em um aeroporto internacional neste ano, muitos haviam assinalado motivos medievais: o irmão exilado encarnava uma ameaça e tinha_de ser suprimido.

Coreia do Norte, oficialmente República Popular Democrática da Coreia, é um país do Leste Asiático que ocupa a metade norte da Península da Coreia.

Trata-se do segundo míssil a cruzar o espaço aéreo japonês no espaço de menos de um mês.

General Mark A. Milley reuniu-se esta sexta-feira com Shinzo Abe com a ampliação de nervosismos na península coreana em pano de fundo. General Mark A. Milley é o chefe de estado-maior norte-americano. Shinzo Abe é o primeiro-ministro de Japon.

Os norte-americanos alegam que cabe à China e à Rússia agcomportar-seontra o regime de Pyongyang.

A sul da fronteira, Seoul reagiu arremessando dois mísseis de teste. Segundo as autoridades militares sul-coreanas, o míssil de Noruega teria percorrido uma distância de 3,700km antes de cair no oceano.

Seul ), oficialmente Cidade Especial de Seul, é a capital e a maior metrópole da República da Coreia, mais conhecida como Coreia do Sul.

“Menos de um mês antes de Kim Jong-un ter subido ao poder, assistimos ao homicídio brutal de Khadaffi na TV.

Eles conhecem o que se passou no Iraque, na Líbia e na Síria onde regimes impopulares se os derrubou . O que ele procura é a sobrevivência e estabilidade do regime.

A Coreia do Norte está a perder a corrida às armas convencionais. A solução é instituir armas de devastação maciça, que é precisamente o que ele está a fazer”, alega Glyn Ford do centro de estudos Polint, com sede em Bruxelas.

Respondendo às adenúnciasnorte-americanas de falta de ação, uma alta funcionária governamental cde Chinarrecusouquaisquer responsabilidades.

De lembrar que na passada segunda-feira os 15 elementos do Conselho de Segurança chegaram a acordo para aumentar as sanções contra a Coreia do Norte em resposta ao teste nuclear de 2 de setembro.

O ministério em uma nota divulgada pela agência de notícias norte-coreana KCNA, que se refere aa progressão armamentista do país nos últimos meses declarou: “A adoção de uma nova determinação de sanções impulsionada pelos Estados Unidos constitui uma chance para que a Coreia do Norte comprove que o percurso que selecionou é absolutamente correto”.Experts disseram ceticismo em relação à eefetividadedas sanções, aafirmandoque as medidas não impedem oaaprogressãodos programas nuclear e bbalísticade Pyongyang.

Fonte: Euronews-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Korea, Syria, Russian Federation, Libya, China

Cities: Seoul, Pyongyang

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Coreia do Norte: EUA, Japão, China e Rússia trocam denúncias
>>>>>Coreia do Norte desafia ONU e promete acelerar programas militares – September 13, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Coreia do Norte festeja aniversário sob tensão – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>ONU aprova novo pacote de sanções contra a Coreia do Norte – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Seul planeja ‘unidade de decapitação’ para assustar ditador norte-coreano – September 13, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Defesa antimíssil dos EUA e aliados tem eficácia duvidosa – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>’Bombardeamos tudo que se movia': os ataques que explicam o rancor histórico da Coreia do Norte com os EUA – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Míssil lançado pela Coreia do Norte sobrevoa ilha japonesa de Hokkaido – (Euronews-pt)
>>>>>Os testes de mísseis da Coreia do Norte representam algum risco para os aviões comerciais? – September 15, 2017 (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>NATO avisa Coreia do Norte de que terá uma “resposta global” – September 10, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Putin promove plano sino-russo para a Coreia do Norte – September 06, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Coreia do Norte diz ter feito bomba de hidrogênio capaz de entrar em mísseis – September 03, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump facilita diálogo com Kim ao focar questão nuclear, diz analista – September 02, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Míssil norte-coreano sobrevoa o território do Japão – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>A Coreia do Norte de novo no alvo da comunidade internacional – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Coreia do Norte diz ter realizado teste com bomba de hidrogênio – September 03, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>’Todas as opções estão sobre a mesa’, diz Trump sobre Coreia do Norte – August 29, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Coreia do Sul, França e Rússia pedem medidas mais fortes contra Pyongyang – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Putin diz que crise com Coreia do Norte pode levar a ‘catástrofe’ mundial – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 míssil 0 6 NONE 3 o míssil norte-coreano: 1, um míssil balístico: 1, o segundo míssil: 1
2 Mark A. Milley 0 60 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: General_Mark_A._Milley): 1, General_Mark_A._Milley (apposition: O chefe de estado-maior norte-americano): 1
3 caminho 140 0 NONE 2 o caminho: 2
4 Coreia do Norte 0 0 ORGANIZATION 2 Coreia_do_Norte: 1, A Coreia_do_Norte: 1
5 KCNA 0 0 ORGANIZATION 2 norte-coreana KCNA: 2
6 da República Democrática Coreia 0 0 PERSON 2 República_Popular_Democrática_da_Coreia: 1, (tacit) ele/ela (referent: República_Popular_Democrática_da_Coreia): 1
7 um país de o leste_asiático 0 0 NONE 2 um país de o Leste_Asiático: 2
8 o assassinato brutal de khadaffi 0 120 NONE 1 o assassinato brutal de Khadaffi: 1
9 as acusações norte-americanas de falta de ação 0 100 NONE 1 as acusações norte-americanas de falta de ação: 1
10 o espaço aéreo internacional 0 80 NONE 1 o espaço aéreo internacional: 1