BarcelonaPlatjadeSantSebastiaiBarceloneta.jpg

“Diada” da Catalunha foi demonstração de força dos independentistas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Barcelona Platja de Sant Sebastia i Barceloneta

Centenas de milhares de pessoas demonstraram em Barcelona o seu suporte à causa da independência da Catalunha e o direito à reexecuçãoe um replebiscitoe autodeterminação, proibido pelas instituições esde Espanha

Barcelona é a capital da comunidade autônoma da Catalunha no Reino de Espanha, bem como o segundo município mais populoso do país, com uma população de 1,6 milhão dentro dos limites da cidade.

Os manifestantes berraram vocábulos de ordem em defesa da independência desta Comunidade Autónoma de Espanha e pediram o voto em defesa do sim no plebiscito, que Barcelona deseja realizar no próximo dia um de outubro.

A lei aprovada no Parlament especifica que o povo catalão é soberano. Se a votou com 72 votos a favor e 11abstenções. A oposição abandonou o hemiciclo antes do começo do voto. Nas bancadas, deixou bandeiras catalãs e espaholas.O conflito entre Madrid e uma das Comunidades autónomas mais ricas de Espanha, com cerca de 7,5 milhões de moradoras, é quase tão antigo quanto a união da de Espanha.

Na segunda-feira 21 de agosto um deles continuava em escapada. A polícia catalã falava num jovem de 22 anos, possívelmente responsável p elos atropelamentos em Barcelona e que poderia encontrar-se em território de Francia.

Indicando-se a “Diada, como é conhecido o dia que indica a conquista de Barcelona pelo rei espanhol em 1714 depois de um cerco de 14 meses, tem sido usada nos últimos anos para defender a causa da independência.

Faz 2 meses, uma investigação publicada último por o Centro de Estudos de Opinião de o governo catalão revelava que os partidários de a independência de esta região de Espanha desceram para %41,1 e os que são opostos à autonomia subiram para 49,4%.

Um tribunal ou corte constitucional é o órgão judiciário ou não, cuja principal função é zelar pela correta interpretação e aplicação da Constituição, ou seja, julgar se determinado assunto é constitucional ou inconstitucional.

O Tribunal Constitucional de Espanha interrompeu todas as leis aprovadas pelo Parlamento e pelo Governo da Catalunha para dar cobertura legal ao plebiscito.

Por outro lado, colau responsabiliza o governo de Mariano Rajoy por ter governado as coisas a este extremo com uma política de ameaças e imobilismo que jamais desejou sugeri ou procurar soluções.A oposição mostrou-se escandalizada e, no momento do voto, os deputados da oposição abandonaram a sala deixando nos respetivos lugares bandeiras espanholas, que uma deputada independentista se apressou a retirar.

Os partidos separatistas têm uma maioria de deputados no parlamento regional da Catalunha desde setembro de 2015, o que lhes deu a força necessária, em 2016, para disserem que iriam coordenar este ano um plebiscito sobre a independência, mesmo sem o acordo madrileno.

Fonte: Euronews-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Spain

Cities: Madrid, Barcelona

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>”Diada” da Catalunha foi demonstração de força dos independentistas
>>>>>Parlamento da Catalunha aprova legislação para referendo sobre independência – September 06, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>Barcelona distancia-se dos independentistas e critica Rajoy – (Euronews-pt)
>>>>>Catalunha: Parlamento aprova referendo sobre a independência – September 07, 2017 (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Barcelona 0 0 PLACE 5 Barcelona: 5
2 voto 0 0 NONE 3 o voto: 3
3 oposição 0 70 NONE 2 A oposição: 2
4 os deputados de a oposição 0 15 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: os deputados de a oposição): 2
5 coisas 0 0 NONE 2 as coisas: 2
6 colau 0 0 PERSON 2 colau: 1, (tacit) ele/ela (referent: colau): 1
7 independência 0 0 NONE 2 a independência: 2
8 referendo 0 0 NONE 2 o referendo: 1, um referendo: 1
9 responsável p elos 0 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: responsável p elos): 1, (tacit) ele (referent: responsável p elos): 1
10 órgão 0 0 NONE 2 o órgão judiciário: 2