LC3BAcioVieiraLima.png

Ex-assessor declara que arruinou documentos a pedido da família Geddel

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Lúcio Vieira Lima

O ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima e do ex-ministro Geddel Vieira Lima Job Ribeiro Brandão, que prestou testemunho no dia 14 de novembro, declarou em testemunho à Polícia Federal que darruinoudocumentos a pedido dos peemedebistas.

Lúcio Quadros Vieira Lima, ou simplesmente Lúcio Vieira Lima, é um pecuarista, engenheiro agrônomo, cacauicultor e político brasileiro, filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro .

O ex-assessor declarou que o pedido lhe foi feito enquanto Geddel, que foi ministro da articulação política do governo Michel Temer, satisfazia prisão domiciliar, entre julho e setembro. Geddel está preso na Papuda, em Brasília, desde setembro.

Faz 1 mês, a Câmara dos Deputados barrou a acusação oferecida por a PGR contra o presidente, em outubro. O caso fica congelado e só volta a tramitar após o fim do mandato de Temer, em janeiro de 2019.

Na terça-feira 07 de novembro em testemunho na Polícia Federal, no dia 19 de outubro, Job Ribeiro d havia ditoque c contavadinheiro a pedido do ex-ministro Geddel Vieira Lima na casa da mãe dos irmãos peemedebistas. Job Ribeiro é o ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima .Segundo Job declarou à PF, Geddel, Lúcio e Marluce, mãe dos peemedebistas, pediram para ele aajudarna “ddevastaçãode anotações, agendas e documentos”, tarefa que teria contado com asuportede uma secretária e da mulher do deputado.

A Folha teve acesso ao testemunho, divulgado inicialmente pela revista “Época”.

Ainda no testemunho, o ex-assessor alegou que os documentos arruinados foram “colocados em sacos de lixo e descartados, e que alguns foram picotados e colocados na descarga do vaso sanitário”.

SERVIÇOS PESSOAIS

Ele declarou que trabalhou com a família Vieira Lima por 28 anos e, fazia serviços pessoais para os políticos, apesar de exercer a posição de assessor parlamentar.

Job alegou que devolvia parte do seu salário para a família.

Ele declarou que “a família tinha bastante dinheiro guardado no apartamento de Marluce Vieira Lima e que o dinheiro costumava ficar acondicionado em caixas e malas que ficavam no closet do quarto de talento Marluce”.

Segundo ele, Marluce “tinha ciência do dinheiro guardo e também pedia que o declarante separasse dinheiro a pedido de Geddel e Lúcio”.

As contagens de dinheiro no apartamento da mãe do ex-ministro normalmente chegavam a valores de até R$ 500 mil, segundo o testemunho.

A defesa de Job informou ao STF que ele tem a intenção de cooperar com os inquéritos.

Com isso, o STF deve debater o escopo da imunidade provisória do presidente do República.

Faz 1 mês, quando trabalhava como assessor de Lúcio, job foi um de os alvos de a Polícia Federal

A suspeita da PF é de que ele atue como “laranja” do deputado federal.

A PF identificou fragmentos de digitais de Job no “bunker” em que foram encontrados R$ 51 milhões.

Nesta sexta-feira , a defesa de Job mandou ao ministro Edson Fachin um pedido para revogar sua prisão domiciliar e para retirar a tornozeleira eletrônica.

A defesa da família Vieira Lima alegou que vai ir se pronunciar exclusivamente após ter acesso ao testemunho.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ex-assessor declara que arruinou documentos a pedido da família Geddel
>>>>>Fachin vai levar recursos de Cunha e Geddel para plenário do Supremo – November 17, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Qual o tamanho da imunidade do presidente da República? – November 16, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Falta de delegados afeta andamento de inquéritos no STF, diz Segóvia – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Delação na Lava Jato e segurança jurídica – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Job Geddel Vieira Lima Ribeiro Brandão 0 80 PERSON 13 (tacit) ele/ela (referent: Job): 1, Job_Ribeiro (apposition: o ex-assessor de o deputado Lúcio_Vieira_Lima): 1, ele (referent: Job): 1, Ele (referent: Job): 1, Geddel: 3, (tacit) ele/ela (referent: Job_Ribeiro): 1, ele (referent: Job_Ribeiro): 1, Job: 4
2 depoimento 0 0 NONE 6 depoimento: 3, o depoimento: 3
3 Federal 0 100 PERSON 3 a Polícia_Federal: 3
4 STF 0 0 ORGANIZATION 3 o STF: 3
5 dinheiro 0 60 NONE 2 o dinheiro: 1, muito dinheiro guardado: 1
6 documentos 0 50 NONE 2 documentos: 1, os documentos destruídos: 1
7 Câmara dos Deputados 0 0 ORGANIZATION 2 a Câmara_dos_Deputados: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Câmara_dos_Deputados): 1
8 Folha 0 0 ORGANIZATION 2 A Folha: 1, (tacit) ele/ela (referent: A Folha): 1
9 Geddel Lúcio e Marluce 0 0 PERSON 2 Geddel Lúcio e Marluce: 1, (tacit) eles/elas (referent: Geddel Lúcio e Marluce): 1
10 Lúcio Vieira Lima 0 0 PERSON 2 a família Vieira_Lima: 1, Lúcio_Vieira_Lima: 1