BernieEcclestone2012Bahrain28cropped29.jpg

F-1 soube modificar corrida canadense em acontecimento midiático

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bernie Ecclestone 2012 Bahrain (cropped)

Lewis Hamilton foi genial desde o sábado no circuito Gilles Villeneuve. A volta com a qual conquistou sua 65ª pole position, igualando a marca de Ayrton Senna, merecia por si só um prêmio —o inglês encontrou mais de três décimos de segundo em relação à sua tentativa anterior, com o equipamento já próximo de seu máximo potencial de entrega.

Também no treino, Hamilton quebrou o recorde de volta mais rápida do circuito e o recorde de poles no Canadá por um piloto.

Mas as redes sociais foram inundadas por outra imagem: a da entrega de um capacete de Senna, dado de presente pela família do brasileiro. Ao ser informado pelo âncora oficial de que se tratava de uma peça original, Hamilton desaba, segura o objeto como uma relíquia e cai em lágrimas. Tudo isso sob os aplausos de uma arquibancada lotada e o olhar atencioso das câmeras.

“Estou tremendo e estou sem vocábulos. Alcançar ele e receber isso é uma grande honra”, declarou o emocionado piloto britânico. Após receber o presente, ele tirou o capacete da caixa, deu um beijo, abraçou e o levou como um troféu durante a volta de carro até o paddock.

O momento, cuidadosamente arquitetado para angariar likes, é a apoteose de uma nova relação da F-1 com o público, estabelecida pelo Liberty Media Group, conglomerado que assumiu a gestão da FOM e tirou o controle intelectual do espetáculo das mãos de Bernie Ecclestone no começo do ano.

Bernard Charles “Bernie” Ecclestone é um piloto, empresário e dirigente desportivo britânico.

Ecclestone, como se sabe, foi o grande culpado por ver o potencial mercadológico da F-1 e modificar a categoria, até então uma espécie de desempenho circense, em um bilionário programa televisivo, enchendo os bolsos de pilotos, dos proprietários de equipe e os seus próprios.

Ocorre que a fórmula de Ecclestone envelheceu depressa. Para não perder a exclusividade televisiva, a FOM relutou em colocar seu produto nas redes sociais. Os autódromos viravam bunkers inacessíveis para fãs, e não tardou para o público se distanciar dos GPs. O golpe de piedade foi a lenta migração das transmissões para o pay-per-view em boa parte dos países.

O grupo Liberty tem tentado reverter essa lógica. Seus sucessores compreendem que o negócio deles é promover grandes acontecimentos midiáticos, no costume tipicamente estadunidense do Super Bowl ou das 500 MIlhas de Indianápolis, se Bernie se empenhava em promover corridas. Algo que a F-1 vinha ensaiando em fazer, com modéstia e sem expertise.

Em Montreal, isso foi visto de forma escancarada. Como corrida, não foi das piores: houve ultrapassagens, uma bonita corrida de recuperação de Sebastian Vettel e um desempenho admirável das Force India. O grande momento, porém, ocorreu no pódio.

Para fazer a entrevista com os primeiros colocados, nada de ex-pilotos: o escalado foi o ator britânico Patrick Stewart, figura com pedido tanto erudito quanto popular e juvenil .

Stewart foi de uma desenvoltura admirável, impondo um ar empático e descontraído com os pilotos. Superou-se ao conversar com Daniel Ricciardo, uma das figuras mais carismáticas do grid.

O australiano utilizou a entrevista para realizar sua tradicional comemoração, bebendo champanhe da própria sapatilha. Convidou Stewart a fazer o mesmo, que aceitou, com um desprendimento desconcertante.

O ator justificou: “É o meu primeiro pódio!”. E lá foi ele a enfiar a suada sapatilha alheia na boca, bebendo uma dose generosa de espumante.

Curta a página do Grid no Facebook

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: India, Canada

Cities: Montreal

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>F-1 soube modificar corrida canadense em acontecimento midiático
>>>>>Hamilton ganha presente da família de Senna ao atingir marca do brasileiro – June 10, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Bernie Ecclestone 100 0 PERSON 8 Bernie_Ecclestone: 1, (tacit) ele/ela (referent: Ecclestone): 3, Ecclestone: 2, Bernie: 2
2 eu 0 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
3 Stewart 115 40 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Stewart): 1, Stewart: 3
4 Hamilton 0 70 PERSON 2 Hamilton: 2
5 piloto 60 0 NONE 2 o emocionado piloto britânico: 1, um piloto: 1
6 ator 0 0 NONE 2 o ator britânico: 1, o ator: 1
7 pódio 0 0 NONE 2 o pódio: 1, meu primeiro pódio: 1
8 as piores 0 90 NONE 1 as piores: 1
9 enfiar a suada sapatilha alheia em a boca 0 80 NONE 1 enfiar a suada sapatilha alheia em a boca: 1
10 o golpe de misericórdia 60 70 NONE 1 O golpe de misericórdia: 1