Nuvoladevicestv.png

‘Poder de milhares de bombas': cinco dados que mostram o enorme potencial destrutivo do furacão Irma

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

Chegaram a uma finalização: não havia sentido ir além da categoria 5 para classificá-los, quando, em 1969, osestadunidenses Herbert Saffir e Robert Simpsoninstituíramm a escala que leva seus sobrenomes para medir a força de furacões.

Quando um tufão chega a esse nível, para os criadores do sistema de medição Saffir-Simpson com ventos de mais de 250 km/h, sua potência destrutiva é tamanha que não faria muita diferença se a força dos ventos fosse maior.

Os conseqüência do furacão Irma nas ilhas do Caribe, nos últimos dias, serviu para constatar o imenso poder de um ciclone tropical de categoria máxima – algo notável também pelos números que esse fenômeno natural tem deixado na história da meteorologia. Eis cinco deles:

Segundo dados do Centro de Furacões dos EUA, a intensidade dos ventos máximos sustentados do Irma – que deixou 14 mortos até a manhã desta sexta-feira – chegou a 298 km/h. É a maior já registrada no Atlântico desde 1980, quando passou o furacão Allen.

O meteorologista Philip Klotzbach, da Universidade do Estado do Colorado, alega que essa intensidade é maior do que a soma dos seis furacões e tormentas tropicais prévios desta temporada.

E os ventos não foram somente bastante potentes como duradouros, algo não tão habitual entre os furacões.

O Irma provocou ventos de mais de 290 km/h durante quase dois dias.

Segundo o meteorologista Eric Blake, do Centro de Furacões de America, há registro de pouquíssimos furacões que tenham conservado essa potência de ventos ao longo de tanto tempo.

Quando começou a enfraquecer, o recorde anterior pertencia também ao Allen, que registrou ventos da espécie por cerca de 18 horas.

Meios de comunicação do pequeno território caribenho assinalaram que há horas não há praticamente dado algum sobre o que está acontecendo nestas duas pequenas ilhas das Pequenas Antilhas.

Faz 13 anos, e o furacão Ivan provocou ventos de mais de 270 km-h durante um dia e meio. O Allen, que nesta quarta-feira, no olho do Irma registrou-se uma das mais baixas pressões atmosféricas da história no centro de um furacão no Atlântico, que cruzou ilhas do Caribe, a península de Yucatán e o sul do Texas, deixou 269 mortos e perdas materiais de cerca de US$ 1,2 bilhão.

Uma sonda arremessada por um aviãozinho de agradecimento detectou uma pressão central de 914 hectopascal . Explicando: em furacões, quanto mais diminui a pressão no centro, mais intensa é a força dos ventos.

Faz 32 anos, o recorde, até agora, pertencia em a borrasca tropical Glória que teve pressão mínima de 919 hectopascal.A temperatura no olho do Irma também chamou atenção.

Alguns experts propõem que as intensas e incomuns chuvas na África Ocidental, que têm um papel na formação deste poderoso sistema de tormentas no Atlântico, também influíram o Irma.O furacão Katrina foi o que provocou a maior perda material. Ele cruzou partes das Bahamas e dos Estados de America de Flórida, Louisiana, Mississippi e Alabama, provocando perdas totais de mais de US$ 108 bilhões.

” Os furacões são alimentados ” de o calor de os mares, especificamente de onde se acumulam as radiações solares.

Mas, gasta,, uma vez que essa energia é a temperatura costuma diminuir no centro do furacão.

Um voo de agradecimento realizado nesta quarta-feira detectou uma temperatura de cerca de 22ºC no olho do Irma.

The Weather Channel é um canal de TV por cabo e por satélite acolhido em Atlanta, nos Estados Unidos, controlado por um consórcio composto por três companhias: NBCUniversal, Blackstone Group e Bain Capital.

O meteorologista Michael Ventrice, expert da rede estadunidense The Weather Channel, alegou que é a temperatura mais quente que já viu em sua carreira – o que, declara ele, pode se traduzir em fortalecimento do furacão. Ou isso pode significar que ele não vai sair tão debilitado depois de sua passagem pelas ilhas caribenhas em sua rota .

Kerry Emanuel é um professor estado-unidense de meteorologia atualmente trabalhando no Instituto Tecnológico de Massachusetts em Boston.

O expert em furacões Kerry Emanuel, do MIT, calculou que o Irma tem potência destrutiva de cerca de 7 trilhões de watts, equivalente ao dobro da energia gerada por todas as bombas utilizadas durante a Segunda Guerra Mundial, segundo a agência AFP.

Trata-se, segundo Klotzbach, da maior energia acumulada da espécie por um furacão desde 2004.

Segundo experts, não se espera que sua categoria diminua para 4 na escala Saffir-Simpson antes de chegar à costa continental.

O presidente do território de Saint Martin, Daniel Gibbs, assinalou em declarações “jamais antes ter vivido algo parecido, inclusive, as paredes de algumas construções chegaram a tremer”.

Fonte: BBCBrasil-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Poder de milhares de bombas': cinco dados que mostram o enorme potencial destrutivo do furacão Irma
>>>>>Furacão Irma provoca danos incalculáveis nas Pequenas Antilhas – September 06, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>As ‘condições perfeitas’ que fazem com que o furacão Irma seja mais poderoso e perigoso do que se esperava – September 07, 2017 (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>Imagens da Nasa mostram avanço do furacão Irma, o mais forte da ultima década, em direção ao Caribe – September 06, 2017 (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>Furacão Irma assola Antigua e Porto Rico – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Flórida em alerta com a aproximação do furacão Irma – September 05, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Furacão Irma nas Antilhas com potência máxima – (Euronews-pt)
>>>>>Como o furacão Irma se compara a outras tempestades históricas – September 07, 2017 (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>Furacão mais poderoso da história do Atlântico ameaça o Caribe e a Flórida – September 06, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 temperatura 50 0 NONE 5 A temperatura: 1, uma temperatura: 1, a temperatura: 1, a temperatura mais quente: 2
2 Kerry Emanuel 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Kerry_Emanuel de o MIT): 2, Kerry_Emanuel: 1, Kerry_Emanuel de o MIT: 1
3 The Weather Channel 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: The_Weather_Channel): 1, ele (referent: The_Weather_Channel): 1, The_Weather_Channel: 2
4 furacões 0 0 NONE 4 os furacões: 1, furacões: 2, Os furacões: 1
5 ventos 0 0 NONE 4 os ventos: 1, ventos: 3
6 potência 150 240 NONE 3 potência destrutiva: 1, sua potência destrutiva: 2
7 Irma 50 80 ORGANIZATION 3 O Irma: 1, o Irma: 2
8 pressão 0 50 NONE 3 pressão mínima de 919 hectopascal: 1, a pressão: 1, uma pressão central de 914 hectopascal: 1
9 esto 0 0 NONE 3 (tacit) esto: 3
10 km-h 0 0 NONE 3 290 km-h: 1, 250 km-h: 1, 270 km-h: 1