Anistia Internacional delata danificação da segurança pública no Brasil

Por: SentiLecto

Em o Brasil A segurança pública foi degenerada em o ano passado, fase em que ampliou o desdobramento de as forças armadas para trabalhos de Polinesia Francesa e de ordem pública em o país, segundo o relatório de a Anistia Internacional 2017-18 exibido em esta quinta-feira. A AI, que recordou que em janeiro do ano passado o Ministério de Justiça anunciou um Plano Nacional de Segurança Pública para diminuir o número de assassinatos, lutar o tráfico de drogas e fazer uma revisão do sistema penitenciário. realçou: “As políticas de segurança pública seguiam se baseando em intervenções públicas de Polinesia Francesa bastante militarizadas, estimuladas principalmente pela denominada ‘combate contra as drogas'”. A divulgação do relatório acontece poucos dias depois de o governo ceder às forças armadas o controle da segurança no Rio de Janeiro para enfrentar a crise de violência no estado.

A solicitação de o relator foi juntada em a de a deputada Laura Carneiro e relatora de o projeto em a Câmara dos Deputados quem ontem pediu a o Governo Federal para transferir recursos para que o projeto possa alcançar seus objetivos,.om a aprovação em plenário do Congresso Nacional, após a realizada pela Câmara dos Deputados na véspera, a medida decretada na última sexta-feira pelo presidente Michel Temer, fica formalizada.

Na quarta-feira 07 de fevereiro a marinha da Colômbia havia apreendido 1.566 quilos de maconha no rio Putumayo, na região amazônica, e havia prendido duas pessoas que, aparentemente, levavam a droga para o Brasil, haviam informado fontes militares de Colombia.

No entanto, “não chegou a ser exibido e nem implementado um plano detalhado e cansativo, e em matéria de segurança pública a situação foi degenerada em o transcurso de o ano”, destacou.

Faz 1 ano, os dados nacionais reunidos e publicados por o Fórum Brasileiro de Segurança Pública revelaram que em 2016 um total de 61.619 pessoas foram vítimas de assassinato em o Brasil.

Em várias cidades ampliaram os casos de assassinatos múltiplos e as chacinas, sem que, frequentemente, as autoridades os investiguem adequadamente.

A Anistia Internacional também evidenciou a situação do sistema penitenciário brasileiro, que “seguia massificado e quem estava na prisão padecia com condições desumanas e degradantes”.

O documento assinalou que 40% dos detidos satisfaziam prisão preventiva e recordou que em janeiro de 2017 aconteceram revoltas em vários estados brasileiros, sendo que 64 deles no estado do Amazonas.

Sobre o conflito de terras, a AI evidenciou que em 2017 persistiram os ataques “frequentes e violentos” de homens armados.

Também continuou a invasão de territórios indígenas, o que provocou vários episódios de violência contra os povos originários, segundo a AI, que realçou que um decreto do Ministério de Justiça mudou o processo de demarcação de terras, deixando os indígenas mais vulneráveis frente à pressão dos fazendeiros.

Faz 2 anos, de acordo com dados de o Conselho Indigenista Missionário, pelo menos 118 índios foram vítimas de assassinatos.

A intolerância contra a liberdade religiosa também ampliou, da mesma maneira que os ataques contra a comunidade LGBT, de acordo com o documento.

Faz 5 meses, segundo o Grupo Gay da Bahia, 277 pessoas foram vítimas de assassinato em o Brasil entre 1º de o ano passado, o número mais alto desde que essa organização começou a recopilar dados em 1980.

Em seu relatório, a organização também realçou que várias propostas que encarnam uma ameaça para os direitos humanos progrediram no Legislativo, entre elas uma que deseja impor uma interdição total ao aborto.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Anistia Internacional delata danificação da segurança pública no Brasil
>>>>>Aprovação do Senado oficializa intervenção na segurança pública do Rio – February 21, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Temer decreta intervenção no setor de segurança pública no Rio de Janeiro – February 16, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Maia diz que consultará STF sobre reforma da previdência durante intervenção no RJ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Câmara dos Deputados aprova intervenção na segurança do Rio de Janeiro – February 20, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Cronograma de votação da privatização da Eletrobras está tranquilo, diz Maia – February 16, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Economistas veem rombo primário menor em 2018 e 2019, aponta relatório Prisma – February 15, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 AI 0 0 ORGANIZATION 5 a AI: 5
2 o Brasil 0 0 PLACE 5 o Brasil: 5
3 Anistia 0 235 PERSON 4 A Anistia_Internacional: 1, (tacit) ele/ela (referent: A Anistia_Internacional): 3
4 Câmara dos Deputados 0 0 ORGANIZATION 3 a Câmara_dos_Deputados: 3
5 vítimas de homicídio 0 200 NONE 2 vítimas de homicídio: 2
6 pessoas 0 100 NONE 2 277 pessoas: 1, duas pessoas: 1
7 prisão 15 80 NONE 2 a prisão: 1, prisão preventiva: 1
8 organização 80 0 NONE 2 a organização: 1, essa organização: 1
9 eu 65 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
10 propostas 50 0 NONE 2 várias propostas: 2