Brics pede o fim do protecionismo e apoia reforma da OMC

Por: SentiLecto

Os ministros do Comércio do Brics reiteraram sua defesa do multilateralismo, pediram o fim do protecionismo e reforçaram seu suporte à reforma da Organização Mundial do Comércio , em um documento divulgado nesta terça-feira em Brasília.

O documento, divulgado às vésperas dao11ª cdomodo fórum, que rvai reunirem Brasília os líderes das maiores economias emergentes do mundo ddeclara “CConsentimoque a liberalização do comércio é um elemento eimprescindívelpara liberar o potencial de crescimento e desenvolvimento econômico sustentado”.O comunicado também reitera o compromisso dos cinco países com “um comércio internacional transparente, não discriminatório, aberto, livre e inclusivo” e “suporte total a um sistema comercial multilateral”, que tem a OMC “em sua essência”.

O documento considera “imprescindível que todos os membros da OMC evitem medidas unilaterais e protecionistas, opostas aa almazinha e às rnormasdesse órgão”.

O Brics também reconhece o protagonismo e necessidade de uma reforma da OMC para garantir sua eficácia de permitir enfrentar “os desafios atuais e futuros”, em um cenário mundial de “incerteza e perda de impulso da economia global”.

Essa reforma, declara o documento, deve “conservar a centralidade, os valores centrais e os princípios fundamentais da OMC” e levar em conta “os interesses de todos os seus membros, incluindo os países em desenvolvimento e os menos desenvolvidos”, alega o comunicado.

“Com Bolsonaro já houve uma reunião em Osaka. Agora vai ser uma conversa mais profunda. A agenda vai ser fundamentalmente bilateral e, é claro, questões internacionais e regionais também serão tocadas, levando em conta a situação na Bolívia”, alegou Yuri Ushakov, assessor presidencial para Assuntos Internacionais.

Se divulgaram as finalizações de os ministros de a Comércio em a véspera de o domo anual de o Brics que ocorrerá em Brasília,, com a presença de os presidentes de a Rússia, Vladimir Putin; China, Xi Jinping; e África do Sul, Cyril Ramaphosa; assim como o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, com o presidente Jair Bolsonaro, como anfitrião. EFE

Vladimir Putin alegou nesta segunda-feira que vai conversar com o presidente Jair Bolsonaro sobre a situação na Bolívia durante o domo do Brics, que reúne os líderes de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que será realizada na próxima quarta e quinta-feira, em Brasília. Vladimir Putin é o presidente da Rússia.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Russian Federation, India, China, Brazil

Cities: Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Brics pede o fim do protecionismo e apoia reforma da OMC
>>>>>Bolsonaro e Putin conversarão sobre a Bolívia durante cúpula do Brics – November 11, 2019 (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Brics 0 0 ORGANIZATION 8 (tacit) ele/ela (referent: O Brics): 4, o Brics: 3, O Brics: 1
2 documento 0 0 NONE 4 um documento divulgado: 1, O documento: 1, o documento: 2
3 Brasília 0 0 PLACE 3 Brasília: 3
4 Jair Bolsonaro 0 0 PERSON 3 Bolsonaro: 1, o presidente Jair_Bolsonaro: 2
5 Vladimir Putin 0 0 PERSON 2 Vladimir_Putin (apposition: O presidente de a Rússia): 1, Vladimir_Putin: 1
6 a Bolívia 0 0 PLACE 2 a Bolívia: 2
7 apoio 0 0 NONE 2 seu apoio: 1, apoio total: 1
8 comunicado 0 0 NONE 2 O comunicado: 1, o comunicado: 1
9 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
10 sistema 0 0 NONE 2 um sistema comercial multilateral: 2