Chanceler argentino sobre submarino declara: “É um dia de muito agonia”

Por: SentiLecto

Jorge Faurie reconheceu a “agonia” que depois que a marinha ponderou a chance de ter acontecido uma explosão no submarino San Juan, que está, o país está vivendo nesta quinta-feira sumido há oito dias, avalizada por uma informação que veio de Viena, na Áustria. Jorge Faurie é o chanceler argentino.

– Um submarino militar argentino relatou um mau funcionamento elétrico e quando sumiu na semana passada no sul do Atlântico, voltava para a base, declarou um porta-voz naval nesta segunda-feira, dia em que borrascas complicaram os esforços de busca do barquinho e seus 44 tripulantes. As esperanças de se encontrar o submarino ARA San Juan, que sumiu na quarta-feira no litoral argentino, reduziram nesta segunda-feira, que as chamadas via satélite detectadas no final de semana na verdade não procederam do barquinho, quando a Marinha informou. Mais de uma dúzia de embarcações e aviõezinhos de Argentina, Estados Unidos, Reino Unido, Chile e Brasil se juntaram aos esforços de busca. As autoridades se concentraram na verificação das águas pelos ares, já que as borrascas dificultaram a tarefa para as embarcações. Gabriel Galeazzi, um comandante naval, declarou aos repórteres que o submarino veio à tona e comunicou um problema elétrico antes de sdesaparecera 432 quilômetros do litoral. “O submarino emergiu e relatou um mau funcionamento, e é por isso que seu comando terrestre ordenou que ele voltasse à sua base naval em Mar del Plata”, aalegouGaleazzi ddeclarouque é normal submarinos spadeceremcom o mau funcionamento dos sistemas. Quando há uma pane, explicou: “Um navio de combate tem muitos sistemas auxiliares, para que se passe de um para outro “. Familiares dos tripulantes se reuniram na base naval maranhense à espera de notícias. Captaram-se comunicações de satélite intermitentes em o sábado, e a Marinha declarou que possivelmente partiram do submarino, mas na verdade o ARA San Juan mandou seu último sinal na quarta-feira, declarou Enrique Balbi, porta-voz da Marinha. Os chamados detectados “não corresponderam ao telefone via satélite do submarino San Juan”, alegou ele nesta segunda-feira. Faz 34 anos, se o inaugurou o ARA San Juan, quando era o mais novo de os três submarinos de a frota de a Marinha. Faz 9 anos, construído em a Alemanha, ele passou por uma manutenção em a Argentina. Essa manutenção incluiu a substituição de seus quatro motores a diesel e seus motores elétricos de hélice, de acordo com a publicação especializada Jane’s Sentinel.

“Hoje pela manhã, nosso embaixador na Áustria, Rafael Grossi, nos passou uma informação proveniente da Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares “, relatou Faurie sobre essa organização cuja sede fica em Viena.

Essa informação, segundo o porta-voz da marinha argentina, Enrique Balbi, menciona que se o registrou um “acontecimento anômalo singular curto, violento e não nuclear consistente com uma explosão” na mesma região onde o submarino fez contato pela última vez na quarta-feira, dia 15 de novembro.

Assim, o ministro detalhou que, ao receber essa informação de Grossi, contatou a Chefia de Gabinete do governo argentino e o titular da pasta de Defesa, Oscar Aguad.

Finalmente, e antes de participar de um ato em Buenos Aires junto com o embaixador de Israel, Faurie declarou que, os argentinos vivem, depois que esta notícia da suposta explosão no San Juan veio à tona”um dia de bmuitoaagonia.

Em declarações na emissora “TN” embaixador argentino na Áustria e expert nuclear, relatou o trabalho realizado junto aos técnicos do CTBTO, que se dedicam a monitorar a possível ocorrência de explosões nucleares no planeta. “TN” é grossi.

Pense num automóvel. Há milhões de peças e sistemas que podem falhar e impedir seu funcionamento. A diferença é que neste caso é possível simplesmente parar no canto da estrada, enquanto com submarinos ou aeronaves, que têm estruturas mais complicadas, temos um cenário de maior urgência e obstáculo para evitar uma calamidade.— Tudo depende da última vez em que recarregaram-se as baterias, de quanto tempo se passou até que o oxigênio tenha sido renovado, e do que esteja ocorrendo. Nós não sabemos — alegou à CNN o ex-mergulhador da Marinha dos EUA William Craig Reed.

Este trabalho é feito através de uma rede internacional de estações de detecção de distintas tecnologias sísmicas, outras de “radioisótopos atmosféricos” e outras de espécie hidroacústico, que trabalham com estações de detecção instaladas no fundo dos oceanos.

“Sentar-se com os técnicos para analisar as informações hidroacústicas que eles tinham dos últimos dias, que poderiam ser úteis para nossas buscas, e pudemos obter dados que confirmam a existência de um acontecimento isolado na manhã de 15 de novembro, algumas horas depois da última comunicação entre o San Juan e sua base”, realçou Grossi.

Nesse sentido, o embaixador pediu “muita precaução”, pois esses dados oferecidos pelas estações hidroacústicas “mencionam uma certa caraterística definida pelo movimento da onda hidroacústica, a velocidade que tem e outras caraterísticas”.

O embaixador deduziu: “Os elementos de detecção declaram que aqui houve um fenômeno quase idêntico ao de uma explosão e que ocorreu neste lugar, onde casualmente estava o submarino”.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Austria, Israel, Argentina

Cities: Vienna, San Juan

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Chanceler argentino sobre submarino declara: “É um dia de muito agonia”
>>>>>Submarino argentino desaparecido relatou mau funcionamento elétrico, diz porta-voz – (Extraoglobo-pt)
>>>>>‘Chances de resgate diminuem a cada hora’, diz especialista sobre submarino argentino – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Falta de sinais por submarino desaparecido aumenta angústia na Argentina – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 30 70 NONE 8 (tacit) eu: 8
2 submarino 0 15 NONE 6 Um submarino militar: 1, O submarino: 1, o submarino: 4
3 nós 0 90 NONE 5 Nós: 1, (tacit) nós: 3, nos: 1
4 Jorge Faurie 0 30 PERSON 4 Faurie: 2, (tacit) ele/ela (referent: Faurie): 1, Jorge_Faurie (apposition: O chanceler de a Argentina): 1
5 embaixador 0 0 NONE 4 nosso embaixador: 1, embaixador argentino: 1, o embaixador: 2
6 esta 0 0 NONE 4 esta: 4
7 o San_Juan 0 0 PLACE 4 o San_Juan: 2, o submarino San_Juan: 2
8 funcionamento 0 160 NONE 3 um mau funcionamento: 1, um mau funcionamento elétrico: 1, seu funcionamento: 1
9 sistemas 120 0 NONE 3 sistemas: 1, muitos sistemas auxiliares: 2
10 Enrique Balbi 80 0 PERSON 3 (tacit) ele (referent: Enrique_Balbi): 1, Enrique_Balbi: 2