Cuba condena determinação de OEA sobre Venezuela

Por: SentiLecto

Cuba condenou nesta quinta-feira “energicamente” a determinação sobre a situação na Venezuela aprovada na última assembleia geral da Organização de Estados Americanos , que qualificou de “intromissão inadmissível” que não contribui para o diálogo no país de Sullana.

Pompeo em reunião da organização em Washington declarou: ” mostraria que a OEA fundamenta suas vocábulos com ações e mandaria uma mensagem poderosa ao regime Maduro”.Em uma breve alocução, Almagro insistiu que “a liberdade jamais pode ser nem entregue, nem degenerada, nem relativizada” em defesa de interesses particulares, e adicionou que a liberdade dos povos “é sagrada”.

Na quarta-feira 30 de maio a missão da Venezuela na Organização dos Estados Americanos havia chamado o relatório elaborado por um grupo de experts nomeados pelo secretário-geral da instituição, Luis Almagro, de “ridícula farsa midiática”.

O diretor geral da América Latina e o Caribe do Ministério de Relações Exteriores cubano, Eugenio Martínez, alegou hoje em uma declaração àoijornalismoque a rdeterminação”constitui uma intromissão iinadmissívelnos atemasinternos da Venezuela, transgride o direito internacional e a Carta das Nações Unidas”.

Embora o país já tenha requerido de forma voluntária sua saída em abril de 2017, a determinação, aprovada na terça-feira na 48ª assembleia da OEA, abre a porta para o início de uma via para a suspensão da Venezuela do organismo , um processo que se estima que vá concluir no próximo ano.

Se a aplicou só contra duas nações, a suspensão é a maior maneira de sanção da organismo e : Honduras, em 2009, depois do golpe de Estado que depôs Manuel Zelaya como presidente; e Cuba, após a vitória da revolução de Fidel Castro, em 1959.

Martínez considerou nesta quinta-feira que a resolução vai contra princípios como “a interdição da utilização e da ameaça do utilização da força na soberania, na integridade territorial O utilização da força é o respeito na livre resolução. à não ingerência nos assuntos internos de cada país”.

Um acordo entre o Governo da Venezuela e a oposição “. impediram: “A determinação adotada não contribui para o diálogo na Venezuela”.

O Brasil votou em defesa da medida, bem como Argentina, México, Paraguai, Peru, entre outros países.

Os 11 países que se abstiveram são Suriname, São Cristóvão e Nevis, Trinidade e Tobago, Belize, Uruguai, Antígua e Barbuda, Equador, El Salvador, Granada, Haiti e Nicarágua.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Peru, Mexico, Cuba, Brazil, Argentina

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Cuba condena determinação de OEA sobre Venezuela
>>>>>OEA aprova resolução que abre a porta à suspensão da Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>Estados Unidos pedem que OEA suspenda Venezuela da organização – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Almagro abre Assembleia Geral da OEA e pede continente “livre de ditaduras” – June 04, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Grupo de Lima apresentará resolução sobre a Venezuela na Assembleia da OEA – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Começa Assembleia Geral da OEA em Washington – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Vice-presidente dos EUA pedirá suspensão da Venezuela em Assembleia da OEA – June 02, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Venezuela chama relatório de especialistas da OEA de “farsa midiática” – May 30, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA acusam Maduro de cometer crimes contra a humanidade na Venezuela – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 resolução 120 20 NONE 6 a livre determinação: 1, a resolução: 2, a decisão: 1, A resolução aprovada em a: 1, A resolução adotada: 1
2 Eugenio Martínez 0 60 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Eugenio_Martínez): 2, Martínez: 2, Eugenio_Martínez: 1
3 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
4 países 0 0 NONE 3 Os 11 países: 2, outros países: 1
5 intromissão 0 180 NONE 2 uma intromissão inaceitável: 1, intromissão inaceitável: 1
6 Luis Almagro 0 150 PERSON 2 Almagro: 1, Luis_Almagro de grotesca farsa midiática: 1
7 Cuba 0 0 PLACE 2 (tacit) ele/ela (referent: Cuba): 1, Cuba: 1
8 Estado 0 0 PLACE 2 Estado: 2
9 Venezuela 0 0 ORGANIZATION 2 a Venezuela: 1, a Venezuela aprovada: 1
10 diálogo 0 0 NONE 2 o diálogo: 2