EUA reuniram até agora 450 crianças maiores de 5 anos com seus pais

Por: SentiLecto

O governo dos Estados Unidos reunificou até esta sexta-feira 450 crianças de entre 5 e 17 anos de idade que foram separadas dos seus pais na fronteira, de um total de mais de 2.500 que tem que reunir até o próximo dia 26 de julho.

Durante uma audiência em uma corte federal de San Diego, onde corre um processo exibido contra a gestão do presidente de America, Donald Trump, advogados do governo indicaram que, do total de 2.551 crianças identificadas nessa faixa de idade, somente 1.606 são elegíveis para a reunificação.

– Impediu-se o governo de os Estados Unidos em esta segunda-feira de extraditar pais imigrantes que foram reunidos a os filhos enquanto um tribunal federal analisa o efeito sobre o direito de as crianças de pedir asilo depressa. O governo está trabalhando para satisfazer até 26 de julho uma ordem judicial para reunir cerca de 2.500 crianças imigrantes que foram separadas dos pais por agentes de imigração norte-americanos na fronteira EUA-México. O grupo União Americana pelas Liberdades Civis , que começou o caso que levou à ordem de reunião, ddeclarouem autos nesta segunda-feira que os pais imigrantes dteriam que teruma semana de prazo depois de reencontrarem os filhos para decidirem se qdesejamdeixar o filho nos Estados Unidos para buscar asilo separadamente. A ACLU nos autos de uma corte federal de San Diego escreveu: “Uma estadia de uma semana é uma solução judiciosa e apropriada para fazer com que o trauma impossível que estas famílias padeceram não piore pelo fato de os pais terem tomado uma resolução desinformada sobre o destino de seus filhos”. Em uma audiência acontecida nesta segunda-feira, o juiz Dana Sabraw, califórnio em San Diego, declarou que vai emitir uma suspensão da deportação de pais reunificados até o governo poder responder à solicitação da ACLU. Sabraw deu uma semana para Washington responder e Em 3 dias, vai analisar o pedido de a ACLU. A ACLU utilizou o caso para questionar uma diretriz do governo do presidente Donald Trump que determina a separação de famílias, parte de uma repressão mais abrangente da imigração ilegal. Faz 1 mês, o presidente ordenou a suspensão de a prática devido em o motim público generalizada.Faz 1 mês, Sabraw ordenou que as crianças fossem devolvidas a os pais dentro de prazos específicos, em 26 de junho, e vem supervisionando o processo.- O Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos está trabalhando para satisfazer um prazo estabelecido por tribunal para reunir crianças imigrantes com seus pais na próxima semana, mas não irá tomar atalhos para fazer isto, declarou nesta quinta-feira a chefe do setor. O governo está fazendo esforços para reunir famílias que haviam tentando entrar nos Estados Unidos ilegalmente e foram separadas na fronteira com o México como parte da política de “tolerância zero” do governo Trump sobre imigração. Faz 5 dias, um juiz federal impôs um prazo de 26 de julho para que o governo reunisse as crianças e seus pais, muitos de eles escapando de a violência em a Guatemala, El Salvador e Honduras. A secretária de Segurança Nacional dos EUA, Kirstjen Nielsen declarou: “Nós estamos trabalhando bastante para fazer isto”. Faz 5 dias, Nielsen a o Fórum de Segurança de Aspen, em o Colorado declarou : ” Nós iremos fazer nosso melhor ” “mas não iremos tomar atalhos”. A separação das famílias gerou críticas internacionais e o presidente Donald Trump ordenou que a prática fosse cessada em 20 de junho. Nielsen declarou que a prática tinha objetivo de impedir tráfico de crianças e que o Congresso precisa modificar leis de imigração para que crianças e pais pudessem ser detidos juntos.

Na quinta-feira 12 de julho – O governo dos Estados Unidos precisa persuadi um juiz de que satisfez uma ordem judicial e reuniu as crianças imigrantes com menos de 5 anos que foram separadas dos pais por autoridades imigratórias depois de atravessarem a fronteira dos EUA com México. O governo tem até as 15h locais dpara explicar ao juiz Dana Sabraw, de San Diego, quantas crianças ainda precisavam ser reunidas aos pais e informá-lo se havia cumpridou o prazo de terça-feira para fazê-lo com todos os menores de 5 anos de idade. Na noite de quarta-feira, uma autoridade do governo havia declarado que todas as crianças com menos de 5 anos que eram candidatas à reunificação e estariamcom seus pais até a manhã desta quinta-feira. O grupo União Americana pelas Liberdades Civis , que havia processado o governo por causa de sua política de separações, havia questionado esta afirmação. “Sua declaração era no mínimo vaga”, havia declarado o advogado Lee Gelernt. ” sabíamo que eles haviam perdido o prazo”. Sabraw havia pedido à ACLU que psugirapenalidades no caso de descobrir que o prazo não f havia sidocumprido. Faz 5 dias, o juiz havia ordenado que o governo reunisse as crianças mais jovens separadas de os pais até a terça-feira e todas elas até 26 de julho, em junho. Os dois lados voltariam ao tribunal para delinear os passos para a reunificação das crianças restantes, que encarnavam a maior parte das que haviam sido separadas. No começo dSabraw havia classificado o esforço como “um empreendimento expressivo”. Washington havia declarado que trabalhava em prol da segurança das crianças verificando a ficha criminal dos pais, examinando DNA para confirmar relacionamentos familiares e analisando a habilidade dos adultos para cuidar das crianças. Se o governo jamais tivesse separado as famílias, a ACLU havia declarado que nenhuma destas medidas seria necessária. O governo havia adotado a política de separações familiares como parte de um esforço mais abrangente para desestimular a imigração ilegal no começo deste ano. A administração Trump havia cedido diante da pressão política intensa e Faz 1 mês, havia. Nem todas as famílias imigrantes que haviam sido separadas na fronteira haviam entrado no país ilegalmente.

Tal como fizeram, representantes do Departamento de Justiça realçaram na quinta-feira em um relatório mandado ao juiz federal Dana Sabraw, que nos demais casos os pais têm antecedentes criminais ou abdicaram a esta vantagem, dado que preferem ser extraditados sem os seus filhos, entre outras razões.

A organização assegura que tem conhecimento de que a reunificação dos menores com entre 5 e 18 anos já iniciou, e que esses imigrantes estão em “grave risco” de “serem reunificados apenas para serem imediatamente deportados, sem que saibam todas as informações” sobre suas opções, apesar de serem casos de “vida ou morte”.

Os advogados do governo alegaram hoje que 954 pais já foram entrevistados e receberam a aprovação das autoridades federais e, quando se aproxima o fim do prazo imposto pelo juiz, nesse sentido, esperam que o número de reunificações aumente nos próximos dias.

O juiz Sabraw reconheceu hoje estar “bastante impressionado” com a “grande melhoria” feito pelo governo para satisfazer o prazo estabelecido, pelo menos entre os menores que se os considerou já elegíveis.

Sabraw disse inclusive que vê um panorama “promissor” para que se realize o total de reunificações a tempo e de forma segura para os menores.

Em relação à essa nova diretriz, a ACLU estima que os imigrantes ilegais precisam de tempo suficiente para tomar uma dresoluçãocom base em “informações” e “sem pressão”.

A União Americana de Liberdades Civis , a organização que entrou com o processo coletivo em nome dos pais separados dos seus filhos, requereu ao juiz que o governo entregue a lista dos 136 pais que abdicaram ao seu direito de reunificação para assegurar-se que estes tenham entendido o que isto significa.

Faz 1 mês, o juiz Dana Sabraw ordenou que o governo reunificasse cerca de 3.000 menores que foram separados de as suas famílias após atravessar a fronteira com o México como parte de a política de Trump de ” tolerância zero ” com a imigração ilegal.

Embora finalmente essa cifra ficou diminuída a pouco menos de 60 devido, o governo tinha que entregar 103 menores de cinco anos , segundo o Executivo, a medidas de segurança com os meninos, entre outros motivos.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States, Mexico

Cities: San Diego, Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>EUA reuniram até agora 450 crianças maiores de 5 anos com seus pais
>>>>>Juiz dos EUA interrompe temporariamente deportações de famílias reunificadas – (EfeGeneric)
>>>>>Juiz dos EUA suspende deportações de famílias imigrantes reunificadas – July 16, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>EUA buscam reunir imigrantes mais novos enquanto prazo final se aproxima – July 12, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Juiz diz que EUA precisam reunir famílias imigrantes ou enfrentarão punições – July 10, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Governo dos EUA informa tribunal que famílias imigrantes podem não ser reunidas dentro de prazo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA dificilmente reunirão todas as crianças imigrantes aos pais no prazo, dizem ativistas – July 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA estão transferindo imigrantes detidos para locais mais próximos dos filhos, diz secretário – July 05, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Juiz determina que EUA forneçam lista de crianças imigrantes separadas – July 07, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Governo dos EUA não cumpre prazo e devolve 34 crianças separadas a seus pais – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>EUA precisam provar a juiz que reuniram crianças imigrantes abaixo de 5 anos com pais – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Governo dos EUA diz que busca cumprir prazo para reunir imigrantes – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 governo 70 0 NONE 12 O governo: 5, o governo: 7
2 pais 0 110 NONE 11 954 pais: 1, seus pais: 2, os pais imigrantes: 1, os 136 pais: 1, pais separados: 1, os pais: 4, pais imigrantes: 1
3 Dana Sabraw 0 0 PERSON 10 O juiz Sabraw: 1, o juiz Dana_Sabraw de o Tribunal_do_Distrito_Sul_da_Califórnia: 1, (tacit) ele/ela (referent: Sabraw): 2, Dana_Sabraw: 1, O juiz Dana_Sabraw: 1, Sabraw: 4
4 crianças 0 0 NONE 9 as crianças: 1, 2.551 crianças identificadas: 1, as crianças restantes: 1, as crianças imigrantes: 1, crianças: 2, 2.500 crianças imigrantes: 2, 450 crianças: 1
5 juiz 12 40 NONE 6 Um juiz federal: 1, o juiz: 3, o juiz federal: 1, um juiz: 1
6 prazo 0 20 NONE 6 um prazo: 1, o prazo: 4, prazo: 1
7 ACLU 0 0 ORGANIZATION 6 A ACLU: 2, a ACLU: 4
8 famílias 0 155 NONE 5 famílias: 2, famílias imigrantes: 1, as famílias: 1, estas famílias: 1
9 eu 40 30 NONE 5 (tacit) eu: 5
10 nós 100 0 NONE 5 nos: 1, (tacit) nós: 2, Nós: 2