Ex-líder rebelde colombiano e candidato presidencial irá passar por cirurgia cardíaca

Por: SentiLecto

– Em 2 meses, o líder de o partido político colombiano de a Farc que é um candidato presidencial por o partido, a reencarnação desarmada de o grupo de guerrilha Forças Amadas Revolucionárias da Colômbia, para as votações irá passar por uma cirurgia cardíaca, informou o grupo em comunicado nesta sexta-feira. Colombiano da Farc é o ex-comandante rebelde marxista Rodrigo Londoño. Conhecido por seu nome de combate Timochenko, ele foi hospitalizado na quinta-feira com dores no peito. O candidato das Farc ao Senado Carlos Antonio Lozada declarou a repórteres nesta sexta-feira do lado de fora da Shaio Clinic, em Bogotá, que Londoño estava consciente e confiante de que a cirurgia irá correr bem. O grupo não forneceu detalhes sobre quando a cirurgia será feita. O hospital informou em comunicado que médicos estabeleceram que a cirurgia é necessária após exames e revisão do histórico clínico de Londoño. Londoño, de 59 anos, tem problemas cardíacos há tempos e enquanto o grupo estava negociando, passou por uma cirurgia anterior em Cuba os termos de um acordo de paz de 2016 com o governo. Informou o grupo, se o levou para a clínica após sua rotina diária de exercícios em a quinta-feira. As Farc conservaram sua sigla em espanhol após desmobilização, mas modificaram seu nome para Força Alternativa Revolucionária do Comum. Londoño interrompeu acontecimentos de campanha no mês passado por preocupações com segurança após manifestantes nervosos perturbarem paradas da campanha. As Farc ficaram conhecidas durante seu longo conflito armado por sequestros, ataques a bomba e deslocamentos forçados. Muitos colombianos acreditam que seus membros teriam que estar presos, não em campanha, e pesquisas de opinião recentes mencionaram que Londoño tem somente 1 por cento de suporte. O partido tem focado em uma plataforma política de guerrazinha à pobreza.

– Rodrigo Londoño conhecido como Timochenko, foi hospitalizado na quinta-feira na capital da Colômbia com dores no peito e está sob comentário médico, informou a legenda em comunicado. Rodrigo Londoño é o candidato presidencial do partido oriundo das Farc. Timochenko, que no final de 2016 assinou um acordo de paz com o governo de Colombia, padece de problemas cardíacos e enquanto negociava o acordo, passou por uma cirurgia em Cuba. Levou-se o ex-líder rebelde a um clínica com dores em o peito após realizar sua rotina de exercícios diários, informou o grupo. Timochenko está concorrendo à Presidência pelo novo partido político do grupo, que mconservousuas famosas iniciais amodificandoseu nome para Força Alternativa Revolucionária do Comum.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Cuba, Colombia

Cities: Bogota

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ex-líder rebelde colombiano e candidato presidencial irá passar por cirurgia cardíaca
>>>>>Candidato de partido das Farc à Presidência da Colômbia é hospitalizado com dores no peito – March 02, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Rodrigo Londoño 40 0 PERSON 10 Londoño de 59 anos e: 1, (tacit) ele/ela (referent: Londoño de 59 anos e): 2, Londoño: 4, Rodrigo_Londoño (apposition: O candidato presidencial de o partido oriundo de as Farc): 1, Rodrigo_Londoño: 2
2 Timochenko 0 75 PERSON 6 Timochenko: 2, (tacit) ele/ela (referent: Timochenko que em o e): 3, Timochenko que em o e: 1
3 grupo 70 0 NONE 6 o grupo: 5, O grupo: 1
4 cirurgia 60 0 NONE 6 uma cirurgia cardíaca: 1, a cirurgia: 3, uma cirurgia anterior: 1, uma cirurgia: 1
5 comunicado 0 0 NONE 4 comunicado: 4
6 Farc 0 40 ORGANIZATION 3 (tacit) eles/elas (referent: As Farc): 1, As Farc: 2
7 clínica 0 0 NONE 3 A clínica: 1, o hospital: 1, um hospital: 1
8 dores 0 0 NONE 3 dores: 3
9 peito 0 0 NONE 3 o peito: 3
10 problemas 0 160 NONE 2 problemas cardíacos: 2