Filhos de Khashoggi pedem inquérito independente sobre seu desaparecimento

Por: SentiLecto

Os filhos do jornalista saudita Jamal Khashoggi, sumido desde o último dia 2, depois de entrar no consulado de seu país, em Istambul , pediram nesta terça-feira uma delegação “internacional, independente e imparcial” para elucidar o caso de seu pai.

“Estamos investigando o caso em todas suas dimensões. Isto ocorreu em nosso país. É inimaginável que fiquemos calados em um caso assim. Não é um fato habitual”, disse Erdogan aos jornalistas, durante seu voo de volta de uma viagem oficial a Hungria. O presidente de Turquia não desejou comentar as acusações de amigos e companheiros de ofício de Khashoggi, onde asseguram que o jornalista foi assassinado e esquartejado dentro do consulado, mas reconheceu que está “inquietado”.

Na segunda-feira 08 de outubro Tayyip Erdogan havia desafiado Riad a confirmar sua afirmação de que o jornalista saudita Jamal Khashoggi, que estava sumido desde passada, havia saído do consulado da Arábia Saudita em Istambul. Tayyip Erdogan é o presidente da Turquia.

Os filhos do jornalista, através de um comunicado declararam: “Nós pedimos a formação, de forma urgente, de uma delegação internacional, independente e imparcial para investigar a verdade sobre o seu desaparecimento e as notícias contraditórias sobre sua morte”.

Trata-se da primeira nota que os familiares próximos de Khashoggi divulgam desde o que se o divulgou após seu desaparecimento, através da conta de o Twitter de um dos seus filhos, Abdullah Jamal Khashoggi, e publicada pelo jornal de America “The Washington Post”, onde escrevia o jornalista.

A nota declara: “Os filhos do jornalista Jamal Khashoggi, seguimos com muita preocupação as notícias contraditórias sobre seu destino após perder a comunicação com ele há duas semanas”.

Na sua vez, erdogan alegou que se compartilha sua preocupação com o presidente de os Estados Unidos, Donald Trump.

“A família agora está tentando superar o abalo e juntar-se” nestes “momentos difíceis e se afastar da politização de seu caso”, adicionou o texto.

De acordo com a mídia de America, a Arábia Saudita planeja reconhecer que Khashoggi faleceu sob sua custódia em um interrogatório que saiu do controle das autoridades no consulado saudita em Istambul.

– Companhias de mídia estão se retirando de uma conferência de investimentos na Arábia Saudita, diante da crescente indignação com o desaparecimento do jornalista dentro de um consulado saudita na Turquia no começo do mês. A Zanny Minton Beddoes não vai participar da conferência Future Investment Initiative em Riad, declarou a porta-voz Lauren Hackett. Zanny Minton Beddoes é editora-chefe da revista The Economist. Andrew Ross Sorkin, âncora da CNBC e jornalista de negócios do New York Times, tuitou que ele também não participará da conferência, declarando estar “horrivelmente aflito com o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi e relatos de seu homicídio”. O jornal The New York Times Co também decidiu deixar o acontecimento como patrocinador de mídia, declarou a porta-voz Eileen Murphy. O Financial Times declarou em comunicado que está revendo seu envolvimento como parceiro de mídia. A Viacom, cujo presidente-executivo Bob Bakish está programado para falar na conferência, declarou que está monitorando de perto a situação na Arábia Saudita. Outras companhias programadas para participarem da conferência incluem al medio estadounidense CNN e a Bloomberg, de acordo com o site do acontecimento. Faz 14 dias, o desaparecimento de o jornalista de o Washington Post, Jamal Khashoggi arremessou uma sombra sobre a conferência de três dias conhecida como ” Davos em o deserto que deve iniciar em o dia 23 de outubro. “, que deve iniciar no dia 23 de outubro. O Post pertence ao fundador e presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos. O acontecimento, em seu segundo ano, atrai parte da elite empresarial do mundo, incluindo os principais chefes de Wall Street e executivos de companhias multinacionais de mídia, tecnologia e serviços financeiros. Autoridades de Turquia afirmaram que se assassinou Khashoggi dentro do consulado saudita em Istambul, onde foi buscar documentos para seu casamento. Riad declarou que as alegações são infundadas. Os presidentes-executivos do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, e da Mastercard, Ajay Banga, estão escalados para falar no acontecimento. Representantes de ambas as companhias não responderam aos pedidos de observações. ABANDONANDO PROJETOS O desaparecimento de Khashoggi levou autoridades e líderes empresariais a abandonar outro dos grandes projetos do príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman. Na quarta-feira, Ernest Moniz declarou que interrompeu seu papel no conselho da planejada megaempresa NEOM, da Arábia Saudita, até que se saiba mais sobre o que ocorreu. Ernest Moniz é o ex-secretário de Energia dos EUA. O bilionário britânico Richard Branson declarou na véspera que a Virgin interromperá os debates com o Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita sobre um investimento planejado de 1 bilhão de dólares em empreendimentos espaciais do grupo, à luz de eacontecimentosenvolvendo jornalistas sauditas Jamal Khashoggi. Branson declarou: “O que teria acontecido na Turquia em torno do desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi, se confirmado verdadeiro, mudaria claramente a habilidade de qualquer um de nós no Ocidente de fazer negócios com o governo saudita”. Branson também declarou que interromperá sua direção em dois projetos de turismo sauditas em torno do Mar Vermelho, mencionando o desaparecimento de Khashoggi, jornalista do Washington Post.Uma comissão da Arábia Saudita desembarcou na Turquia como parte de um inquérito conjunto sobre o desaparecimento do ilustre jornalista saudita Jamal Khashoggi, declararam três fontes de Turquia nesta sexta-feira.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Saudi Arabia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Filhos de Khashoggi pedem inquérito independente sobre seu desaparecimento
>>>>>Erdogan diz estar “preocupado” com desaparecimento de jornalista saudita – October 11, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Erdogan desafia Riad a provar que jornalista desaparecido saiu de consulado na Turquia – October 08, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Turquia pede permissão para fazer buscas em consulado saudita em Istambul – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>ONU cobra Turquia e Arábia Saudita a investigarem desaparecimento de jornalista – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Empresas de mídia e jornalistas abandonam evento saudita após o desaparecimento de Khashoggi – October 12, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>A.Saudita permite buscas em consulado em que jornalista desapareceu na Turquia – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Turquia diz que irá realizar busca em consulado onde jornalista saudita desapareceu – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Legista saudita chegou a Istambul no dia em que jornalista sumiu, diz jornal – (EfeGeneric)
>>>>>Equipe saudita desembarca na Turquia para investigação sobre Khashoggi, dizem fontes – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 110 NONE 6 Nós: 1, nós: 1, (tacit) nós: 4
2 Jamal Khashoggi 0 60 PERSON 6 Jamal_Khashoggi: 6
3 consulado 0 0 NONE 5 o consulado: 1, o consulado saudita: 1, um consulado saudita: 1, consulado saudita: 1, consulado: 1
4 Lauren Hackett 0 120 PERSON 4 porta-voz Lauren_Hackett: 1, ele (referent: porta-voz Lauren_Hackett): 1, (tacit) ele/ela (referent: porta-voz Lauren_Hackett): 2
5 jornalista 50 70 NONE 4 o jornalista: 2, o jornalista saudita: 2
6 Istambul 0 0 PLACE 4 Istambul: 4
7 Richard Branson 0 0 PERSON 4 Richard_Branson: 1, Branson: 2, (tacit) ele/ela (referent: Branson): 1
8 a Arábia_Saudita 0 0 PLACE 4 a Arábia_Saudita: 4
9 Riad 0 0 PERSON 3 Riad: 2, desafiado Riad: 1
10 a Turquia 0 0 PLACE 3 a Turquia: 3