HarveyWeinstein2010Time100Shankbone.jpg

França repensa atitudes envolvendo assédio sexual após escândalo Weinstein, declara ministra

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Harvey Weinstein 2010 Time 100 Shankbone

O escândalo envolvendo o produtor de cinema Harvey Weinstein está forçando uma nova análise de atitudes em relação a assédio sexual na França, que tem frequentemente debatido assédios sexuais durante a última década após escândalos envolvendo políticos franceses, um país que aprecia sua autoimagem como terra da sedução e romance, declarou a ministra encarregada de reprimir a violência contra as mulheres. Diversas mulheres acusaram Weinstein de assédios e abusos sexuais em incidentes datados desde a década de 1980 , incluindo três mulheres que declaram ter sido estupradas. O produtor nega ter feito sexo não consensual com qualquer uma delas.

Ele e seu irmão, Bob Weinstein, são co-presidentes da The Weinstein Company, sua companhia de produção cinematográfica, desde 2005.

Se os publicou mais de 300 mil registros de assédios ou abusos sexuais em o Twitter sob a hashtag em francês balancetonporc, ou squealonyourpig, em inglês, em a semana passada, embora conservadores declaram que a nova tendência encarna um ataque a o estilo de vida francês em nome do puritanismo a o estilo de Noruega.o.

Foi assim que a hashtag #MeToo inundou as redes e expôs milhares de casos de abuso sexual nos Estados Unidos e no mundo, atingindodepressae o topo da lista detemass mais comentados do Twitter.

Na quinta-feira 05 de outubro Emmanuel Macron, que aos 39 anos havia levado juventude e forcita à Presidência da França, também e estavaganhando a rfamade uutilizaruma linguagem aaguçadae às vezes inadequada.

Marlene Schiappa em entrevista na Reuters nesta sexta-feira declarou: “Nós realmente estamos em um ponto de mudança, com o caso Weinstein como um gatilho”. Marlene Schiappa é a ministra da Igualdade de Gêneros.

O caso se realça pela magnitude —foram dezenas de vítimas em cerca de 30 anos de atuação impune.

Seis anos atrás, um escândalo sexual forçou o ex-ministro das Finanças de Francia Dominique Strauss-Kahn a abdicar como chefe do Fundo Monetário Internacional, gerando uma rodada de exames de consciência na França sobre abusos sexuais que não são ditos ou passam despercebidos nos mais altos escalões de poder.

Um deputado de o partido Em Marcha ! , de o presidente Emmanuel Macron , sua ex-assistente , acusou Christophe Arend e administrador de campanha de assédio sexual , relatou a Franceinfo em esta sexta-feira.

O partido informou em comunicado que uma presunção beneficia Arend de inocência até que se confirme o oposto que ele havia preenchido uma queixa de ” acusação caluniosa ” contra a acusadora.

“Qualquer maneira de violência e assédio é insuportável. Cabe à Justiça e sexclusivamentea ela iluminar a questão”, informou o partido.

A ministra da Igualdade de Gêneros declarou que o escândalo Weinstein pode ter um efeito mais duradouro na França porque fez com que mulheres de todos as classes sociais delatassem abusos e assédios em trabalhos e espaços públicos, não exclusivamente nos corredores do poder.

“Mas isto tem um efeito maior, quando isto tem a ver com o cinema, porque as pessoas se identificam com atores e atrizes”, adicionou, descrevendo a onda de depoimentos nas redes sociais como uma “liberação”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>França repensa atitudes envolvendo assédio sexual após escândalo Weinstein, declara ministra
>>>>>#MeToo: como o caso Weinstein gerou uma onda de condenação a abusos – October 18, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Harvey Weinstein 0 120 PERSON 5 o escândalo Weinstein: 1, o caso Weinstein: 1, Weinstein: 1, (tacit) ele/ela (referent: o escândalo Weinstein): 1, Bob_Weinstein: 1
2 mulheres 0 80 NONE 4 mulheres: 1, três mulheres: 2, diversas mulheres: 1
3 a França 0 0 PLACE 4 a França: 4
4 abusos 0 180 NONE 3 abusos sexuais: 3
5 Emmanuel Macron 0 140 PERSON 3 o presidente Emmanuel_Macron: 1, Emmanuel_Macron: 2
6 Twitter 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: o Twitter): 2, o Twitter: 1
7 escândalo 0 140 NONE 2 O escândalo: 1, um escândalo sexual: 1
8 assédios 0 80 NONE 2 assédios: 2
9 Christophe Arend 50 50 PERSON 2 Arend: 1, Christophe_Arend: 1
10 redes 0 40 NONE 2 as redes sociais: 1, as redes: 1