Itália pede que se evitem confrontos que atrasem votações em a Venezuela

Por: SentiLecto

Enzo Moavero Milanesi explicou nesta terça-feira que a posição do governo sobre a crise na Venezuela consiste em evitar confrontos que atrasem a organização das votações no país. Enzo Moavero Milanesi é o ministro de Relações Exteriores da Itália.

Milanesi foi hoje ao Parlamento para explicar o comportamento da Itália de não reconhecer Juan Guaidó como presidente da Venezuela depois da sua autoproclamação. O ministro iniciou o discurso declarando que a Itália “considera que as votações presidenciais de maio do ano passado na Venezuela não atribuem legitimidade democrática a quem saiu vitorioso, ou seja Nicolás Maduro” e recordou que o embaixador de Italia não participou da cerimônia de posse.

O Grupo de Lima se reuniu na segunda-feira em Ottawa e decidiu não considerar a alternativa militar para forçar a saída de Maduro.

Faz 1 mês, Juan Guaidó, havia mandado uma carta a o secretário-geral de as Nações Unidas, António Guterres, requerendo que havia atido ” dispositivos de suporte ” para fazer frente em a crise humanitária em o país caribenho, em o domingo 27 de janeiro o presidente de o Parlamento e autoproclamado presidente de a Venezuela.A postura do governo de Italia é a de “pedir o mais rápido possível novas votações presidenciais, livres transparentes e que sejam realizadas em condições de democracia e justiça”. Milanesi explicou que a Itália faz parte do Grupo Internacional de Contato sobre a Venezuela que deduziu que é preciso “favorecer um processo político que concorde em votações presidenciais democráticas levando a uma solução pacífica da crise”.

“Vai servir para atrasar o processo e, por isso, não acreditamos que seja uma assistência válida”, adicionou.

“A situação é complicada, incerta e existem graves riscos. É preciso prevenir que se chegue àogcombatecivil”, defendeu. O discurso Milanesi, que mandou um texto àoijornalismoide Italia através dos seus emissários, ddeclarandonão ecompreender”as razões da posição política” da Itália, no Parlamento aocorreum dia depois da divulgação da carta de Guaidó. O líder inimigo de Venezuelade Venezuela concluía alegando que o país precisa que a Itália esteja do seu lado.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Italy

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Itália pede que se evitem confrontos que atrasem votações em a Venezuela
>>>>>Ernesto Araújo afirma que Grupo de Contato sobre Venezuela “não é útil” – February 08, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>França reconhece Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Guterres diz que ONU não tomará parte na crise da Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Canadá anuncia ajuda econômica à Venezuela em reunião do Grupo de Lima – February 04, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Parlamento Europeu reconhece Juan Guaidó como presidente da Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Merkel afirma que solução para Venezuela passa por “eleições livres” – February 01, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>UE pede imediata libertação de equipe da Agência Efe na Venezuela – January 31, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>UE exige que Maduro convoque eleições “nos próximos dias” na Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Três jornalistas da Efe são detidos por autoridades venezuelanas em Caracas – January 31, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Espanha condena detenção em Caracas de equipe de jornalistas da Agência Efe – January 31, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Merkel envia mensagem de condolências a Bolsonaro por tragédia de Brumadinho – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China diz que EUA devem arcar com consequências de sanções à Venezuela; Kremlin denuncia interferência – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Chanceler da Espanha reitera que UE rejeita intervenção militar na Venezuela – February 01, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>UE anuncia grupo de contato com a América Latina para crise na Venezuela – January 31, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Potências europeias indicam estar prontas para reconhecer Guaidó na Venezuela – January 26, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Venezuela acusa EUA de apoiar “golpe de estado” e rechaça antecipar eleições – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Venezuela 80 0 ORGANIZATION 5 a Venezuela: 4, (tacit) ele/ela (referent: a Venezuela): 1
2 a Itália 60 0 PLACE 5 a Itália: 4, (tacit) ele/ela (referent: a Itália): 1
3 Milanesi 50 0 PERSON 5 Milanesi: 2, (tacit) ele/ela (referent: Milanesi): 3
4 eleições 240 0 NONE 3 as eleições presidenciais: 1, eleições presidenciais democráticas: 1, novas eleições presidenciais livres transparentes: 1
5 legitimidade 260 0 NONE 2 legitimidade democrática: 2
6 o discurso milanesi através_dos seus emissários as razões de a posição política 120 0 NONE 2 O discurso Milanesi através_dos seus emissários as razões de a posição política: 2
7 Grupo de Lima 0 0 ORGANIZATION 2 O Grupo_de_Lima: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Grupo_de_Lima): 1
8 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 2 o Parlamento: 2
9 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
10 país 0 0 NONE 2 o país: 2