Justiça aceita acusação e suspeitos de matar Marielle viram réus

Por: SentiLecto

O policial militar aposentado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio de Queiroz se tornaram réus sob denúncia de terem assassinado a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes e vão responder por duplo assassinato triplamente qualificado informou à Justiça do Rio de Janeiro nesta sexta-feira.

Ambos são suspeitos de ligação com milícias que têm participação de PMs da ativa. Há a suspeita de que Lessa tenha recebido 200 mil reais para matar a parlamentar. Lessa e Queiroz, que vão responder à ação penal por duplo hassassinatotriplamente qualificado –motivo torpe, emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima–, tentativa de hassassinatocontra a assessora que sobreviveu e também por crime de receptação, foram presos nesta semana acusados de participação direta nos ahomicídios oacontecidosa cerca de um ano.

“Essa motivação para o crime é decorrente da atuação política dela na defesa das causas, mas não inviabiliza o possível mando mediante pagamento por promessa de recompensa”, avaliou a promotora.

Na resolução, o juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri do Rio, já tinha autorizado em personalidade urgente e liminar, o pedido de transferência dos acusados para estabelecimento penal federal de segurança máxima e a inclusão de ambos no regime disciplinar distinguido .

Faz 2 anos, carga de 60 fuzis que vieram de os Estados Unidos, foi apreendida em um galpão de o terminal de o aeroporto de o Galeão, pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, em 2017 um.A mãe da vereadora assassinada, Marinete Silva declarou: “Enquanto não mostrarem quem mandou matar a Marielle, a gente não sossegará”.

O juiz determinou também o arresto de todos os bens móveis e imóveis em nome dos dois acusados “ até o limite dos valores solicitados a título de indenização pelo Ministério Público”.

O MP suspeita que Ronnie Lessa, preso no mesmo condomínio onde mora o presidente Jair Bolsonaro, estaria tentando esconder e ocultar patrimônio através de laranjas.

Por outro lado, a operação deflagrada nessa terça-feira precisou ser antecipado por haver a suspeita do vazamento de sua execução programada inicialmente para essa quarta feira.

Os dois suspeitos permaneceram em silêncio desde a prisão na terça-feira. Os advogados negam que seus clientes tenham participados dos crimes.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Justiça aceita acusação e suspeitos de matar Marielle viram réus
>>>>>MP diz que atuação política de Marielle motivou assassinato e não descarta mandante – March 12, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Suspeitos do assassinato de Marielle Franco são presos no Rio de Janeiro – March 12, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>Polícia do Rio faz maior apreensão de fuzis em endereço ligado a suspeito de matar Marielle – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Suspeitos de matar Marielle serão transferidos para presídio fora do Rio – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 MP 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: O MP): 2, O MP: 1
2 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
3 Ronnie Lessa 0 0 PERSON 2 Lessa: 1, Ronnie_Lessa: 1
4 carga de 60 fuzis 0 0 NONE 2 carga de 60 fuzis: 2
5 milícias 0 0 NONE 2 milícias: 2
6 os dois suspeitos 0 80 NONE 1 Os dois suspeitos: 1
7 o crime 0 80 NONE 1 o crime: 1
8 os crimes 0 80 NONE 1 os crimes: 1
9 preso 0 80 NONE 1 preso: 1
10 suspeitos de ligação 0 80 NONE 1 suspeitos de ligação: 1