Líder catalão declara a chefe do governo de Espanhade Espanha que não descarta independência

Por: SentiLecto

O líder independentista catalão Joaquim Torra, que expôs o direito de autodeterminação da Catalunha, um tema sobre o qual Sánchez respondeu que “há bastante pouco a se falar”, já que não está admirado na Constituição, declarou nesta segunda-feira ao socialista Pedro Sánchez que o seu governo “não descarta fórmula alguma para chegar na independência”, um tema sobre o qual ele admitiu que os dois tiveram posições anômalo. O socialista Pedro Sánchez é o chefe espanhol.Em entrevista coletiva ao término do encontro que ocorreu em Madri, Torra explicou que, ambos consentiram que a situação da Catalunha tem que ser abordada do ponto de vista político e declarou que foi possível “falar de tudo” e abrir uma relação “bilateral” que vai continuar em uma segunda reunião em Barcelona, que deve ocorrer “em breve”.

Até agora Sánchez sediou dois embarcações de resgate de imigrantes recusadas em portos de países vizinhos, designou uma salinha dominada por mulheres e prometeu treinar juízes em questões de gênero.Em 1 ano, que coincidiu com as comemorações de o orgulho LGBTI em Madri, a medida vai entrar em forcita em janeiro de 2019, declarou a porta-voz de o governo, Isabel Celaá, após sua aprovação em uma reunião de salinha em esta sexta-feira.

Na quinta-feira 14 de junho o novo governo espanhol havia declarado estar aberto a transferir separatistas catalães presos para mais perto de casa, no último gesto de boa vontade para tentar resolver a crise de secessão através do diálogo.

O presidente regional catalão insistiu que qualquer “solução política” passa por reconhecer a autodeterminação, “que tem o suporte de 80% dos catalães”. Nas últimas votações regionais os independentistas conseguiram 47,52% dos votos, contra os 43,45 conseguidos pelos partidos que defendem a permanência da Catalunha como parte da Espanha. Além disso, Torra exigiu a Sánchez que acabe com “a perseguição judicial e política contra o separatismo” e reivindicou o fim “à perseguição de ideias”.

O encontro gerou grande expectativa, já que não havia uma agenda estabelecida O encontro é o primeiro entre os dois governantes., mas o governo espanhol anunciou na semana passada que nenhum assunto estaria vetado. Há dois anos, um líder da Catalunha não ia ao Palácio da Moncloa, sede do Executivo de Espanha.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Spain

Cities: Barcelona

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Líder catalão declara a chefe do governo de Espanhade Espanha que não descarta independência
>>>>>Governo da Espanha restitui tratamento de infertilidade a lésbicas e solteiras – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Pedro Sánchez 0 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Sánchez): 3, o socialista Pedro_Sánchez (apposition: o chefe de o Executivo_da_Espanha): 1, Sánchez: 2
2 Joaquim Torra 0 0 PERSON 2 catalão Joaquim_Torra: 1, Torra: 1
3 Madri 0 0 PLACE 2 Madri: 2
4 assunto 0 0 NONE 2 um assunto: 1, nenhum tema: 1
5 gabinete 0 0 NONE 2 gabinete: 1, um gabinete dominado: 1
6 partidos 0 0 NONE 2 os partidos: 2
7 estar aberto a transferir separatistas catalães presos para mais perto_de casa em o último gesto de boa_vontade para tentar resolver a crise de secessão através_do diálogo 95 80 NONE 1 estar aberto a transferir separatistas catalães presos para mais perto_de casa em o último gesto de boa_vontade para tentar resolver a crise de secessão através_do diálogo: 1
8 dois barcos de resgate de imigrantes recusados 0 60 NONE 1 dois barcos de resgate de imigrantes recusados: 1
9 qual 0 20 NONE 1 qual: 1
10 as comemorações de o orgulho lgbti 140 0 NONE 1 as comemorações de o orgulho LGBTI: 1