NightinCC3B3rdoba.jpg

Maior central sindical argentina se mobiliza e ameaça com nova greve geral

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Puerto Madero bs as

A Confederação Geral do Trabalho , a maior central sindical argentina, coordenou nesta terça-feira uma grande mobilização em Buenos Aires para queixar-se contra as políticas do governo de Mauricio Macri e ameaçou convidar uma nova greve geral de abrangência nacional.

Argentina, oficialmente República Argentina, é o segundo maior país da América do Sul em território e o terceiro em população, constituída como uma federação de 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, capital do país.

Faz 3 meses, milhares de integrantes de os sindicatos de a CGT, a os quais se uniram membros de agremiações de outras centrais operárias e de organizações sociais e políticas, marcharam até a Praça, e montaram o ato em frente à sede do Executivo argentino.

Dezenas de milhares de trabalhadores foram unidos em a Plaza de Mayo criticando Macri que está tentando reduzi preços trabalhistas para atrair investimentos, e recuperar uma economia que emergiu de recessão em a segunda metade de o ano passado.

Juan Carlos Schmid, um dos três secretários-gerais da central anunciou: “Esta CGT resolveu convidar para 25 de setembro seu Comitê Central para reiniciar um plano de luta que admire uma greve geral, plenários regionais, reuniões com legisladores e todas as medidas necessárias para defender o interesse dos trabalhadores”.

A paralisação seria a segunda greve geral comandada pela CGT contra o governo de Macri, após a coordenada em abril, se for convidada, e poderia ocorrer faltando poucas semanas para as votações legislativas, marcadas para 22 de outubro.

Na sua vez, macri declarou à Reuters em entrevista neste mês que seu governo estava negociando acordos trabalhistas setor por setor, ao invés de tentar passar uma reforma trabalhista como a aprovada no Brasil.

No ato, Schmid, o único orador presente e que faz parte da ala mais radical da CGT, anunciou a lista de demandas da central, que é contrária às reformas trabalhista e previdenciária, lembrou que há 14 milhões de pobres na Argentina e que um em cada três cidadãos “não chegam ao fim do mês”.

O dirigente recusou as denúncias contra as agremiações de que “atentam contra as companhias, de que são um freio para os investimentos e encarnam o atraso no país”, e informou que “sempre vão acontecer conflitos nas ruas” se não forem garantidos direitos fundamentais, como trabalho, moradia e saúde.

No meio do protesto sindical, Macri se reuniu na tarde desta terça-feira na sede do Executivo com jovens do programa governamental “Primeiro Trabalho”.

Já o ministro de Trabalho, Jorge Triaca, argumentou que a mobilização de hoje da CGT é “desnecessária”, “inoportuna” e tem “teor político”, e sublinhou que a taxa de desemprego foi conservada estável em os últimos meses.

De acordo aos dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística e Censos, a taxa de desemprego no primeiro trimestre do ano na Argentina foi de 9,2%.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Argentina

Cities: Buenos Aires

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Maior central sindical argentina se mobiliza e ameaça com nova greve geral
>>>>>Sindicatos da Argentina protestam contra perda de empregos e políticas de Macri – August 23, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Macri contradiz expectativas negativas e consolida força política – August 20, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Macri rejeita uso da força para lidar com crise da Venezuela – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Mauricio Macri 0 120 PERSON 4 macri: 1, Macri: 3
2 a Argentina 0 30 PLACE 3 Argentina: 1, a Argentina: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Argentina): 1
3 CGT 72 0 ORGANIZATION 3 a CGT: 2, Esta CGT: 1
4 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
5 a taxa de desemprego 0 80 NONE 2 a taxa de desemprego: 2
6 mobilização 50 70 NONE 2 uma grande mobilização: 1, a mobilização: 1
7 Buenos_Aires 0 0 PLACE 2 Buenos_Aires: 2
8 milhares de integrantes de os sindicatos de a cgt 0 0 NONE 2 Milhares de integrantes de os sindicatos de a CGT: 2
9 Trabalho 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: Trabalho): 2
10 a sede de o executivo 0 0 NONE 2 a sede de o Executivo: 2