May garante que é preciso chegar à “verdade” sobre caso Khashoggi

Por: SentiLecto

Theresa May declarou nesta segunda-feira na Câmara dos Comuns do parlamento britânico que é preciso chegar na “verdade” sobre a morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi no consulado do país árabe em Istambul, na Turquia, em 2 de outubro. Theresa May é a primeira-ministra do Reino Unido.Antes que Jeremy Hunt compareça na sede parlamentar nesta tarde para fazer uma declaração sobre o caso, may, que a Arábia Saudita alegou no fim de semana que o jornalista faleceu durante uma “briga” com funcionários da missão diplomática, demonstrou sua “condenação” ao sucedido. Jeremy Hunt é o ministro das Relações Exteriores., mas veículos de jornalismo turcos e estadunidense suspeitam que ele foi torturado e assassinado.

O Reino Unido terá que tomar a “resolução soberana” de estender esse fase ou ativar uma cláusula de segurança que obrigue a que o país permaneça provisoriamente na união aduaneira, detalhou a premiê, no caso de que concluam os 21 meses da fase de transição sem que se tenha chegado a um acordo comercial fixado definitivamente com a União Europeia .

Na sexta-feira 28 de setembro defensor do Brexit, o ex-chanceler britânico Boris Johnson havia feito um pedido à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, para que descarte sua atual propostas para a saída do país do Reino Unido, aampliandoa pressão sobre a premiê no momento em que ela se prepara para enfrentar uma divisão na conferência anual de seu partido nque vem.

O ministro britânico para o Brexit, Dominic Raab, juntou-se ontem à desconfiança sobre a versão saudita dos fatos e ddeclarouque a explicação não era “crível”.

Raab à emissora “BBC” ddeclarou “Não acredito que seja crível”.No entanto, o ministro considerou que o Reino Unido não tem que romper suas relações com Riad.

“Não vamos cortar nossa relação com a Arábia Saudita, não só pela enorme quantidade de postos de trabalho britânicos que dependem disso, mas porque, tem que ser capaz de falar com eles, se você deseja exercer influência sobre seus sócios”, alegou Raab.

Na sua vez, “Ele vivia nos EUA. Não na Rússia, mas nos EUA. Nesse sentido, os EUA têm certa responsabilidade pelo que ocorreu. É algo que está subentendido”, alegou Putin durante seu discurso no fórum Valdai, em Sochi.Khashoggi, um colunista do jornal Washington Post e crítico do príncipe saudita, Mohammed bin Salman, sumiu há três semanas após entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul para obter documentos para se casar.

Por outro lado, Boris Johnson pediu hoje ao governo britânico que não faça “vista grossa” com o “homicídio” de Khashoggi Boris Johnson é o ex-ministro de Relações Exteriores., e também pressionou a Arábia Saudita a pôr fim ào”brutal” gcombatecivil no Iêmen.

Faz 7 meses, em artigo publicado em o ” The Daily Telegraph “, o político conservador igualou a morte de o jornalista com a tentativa de homicídio de o ex-espião de Rusia Sergei Skripal com a substância tóxica Novichok em Salisbury, em o sul inglês.

Johnson considerou que ambos os casos supõem “conspirações patrocinadas pelo Estado”, cujo objetivo é “aterrorizar” os adversários.

Faz 7 meses, Mohammed bin Salman visitou o Reino Unido, uma viagem que despertou críticas por a venda de armas por parte de Londres a Riad, que lidera a aliança militar árabe em o conflito de o Iêmen. EFE

Essa chance deveria ser vista como uma “opção” ao dispositivo de segurança que Londres também avaliou ele e Bruxelas que deixaria o Reino Unido dentro da união aduaneira para evitar uma fronteira em a Irlanda do Norte , , que deixaria o Reino Unido dentro da união aduaneira para evitar uma fronteira na Irlanda do Norte, evidenciou a dirigente conservadora.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United Kingdom, Turkey, Saudi Arabia, Australia

Cities: Salisbury

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>May garante que é preciso chegar à “verdade” sobre caso Khashoggi
>>>>>May destaca possibilidade de estender período de transição do Brexit – (EfeGeneric)
>>>>>Putin diz que EUA têm “certa responsabilidade” no caso de Jamal Khashoggi – October 18, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump diz que rei saudita não sabe o que aconteceu com Jamal Khashoggi – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Putin espera se reunir com Kim Jong-un ainda neste ano – October 16, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump diz que EUA estariam “se punindo” se interrompessem venda de armas à Arábia Saudita – October 13, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>ONU cobra Turquia e Arábia Saudita a investigarem desaparecimento de jornalista – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Turquia diz que irá realizar busca em consulado onde jornalista saudita desapareceu – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>A.Saudita permite buscas em consulado em que jornalista desapareceu na Turquia – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Erdogan desafia Riad a provar que jornalista desaparecido saiu de consulado na Turquia – October 08, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Turquia pede permissão para fazer buscas em consulado saudita em Istambul – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>EUA sabiam de planos de Riad para capturar jornalista Khashoggi, diz jornal – October 10, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>’O mundo está assistindo’, diz Kushner a príncipe saudita sobre morte de Khashoggi – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 o Reino_Unido 0 0 PLACE 5 (tacit) ele/ela (referent: o Reino_Unido): 1, o Reino_Unido: 4
2 Dominic Raab 0 0 PERSON 4 Dominic_Raab: 1, Ele (referent: Raab): 1, Raab: 2
3 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
4 Salman 0 30 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Salman): 1, Salman: 2
5 a Arábia_Saudita 0 24 PLACE 3 a Arábia_Saudita: 3
6 os EUA 40 0 PLACE 3 os EUA: 3
7 viagem 0 0 NONE 3 uma viagem: 3
8 governo 70 140 NONE 2 o governo britânico: 2
9 responsabilidade 80 0 NONE 2 certa responsabilidade: 2
10 Boris Johnson 0 0 PERSON 2 Boris_Johnson: 1, Boris_Johnson (apposition: o ex-ministro de Relações_Exteriores): 1