México é oposto a plano dos EUA de receber pessoas que buscam asilo, declaram fonte e documento

Por: SentiLecto

– O México, que vê a proposta como uma linha que não irá ultrapassar, de acordo com a nota informativa preparada para o ministro das Relações Exteriores, Luís Videgaray, para um encontro que teve com a secretária de Segurança Nacional dos EUA, Kirstjen Nielsen, na terça-feira na Guatemala, é oposto a um pedido dos Estados Unidos para fazer com que pessoas que buscam asilo nos EUA requeiram asilo no México, de acordo com uma fonte e uma nota informativa, em um retrocesso para esforços norte-americanos para aprofundar colaboração em imigração antes de um presidente de esquerda assumir. Autoridades norte-americanas acreditam que um acordo conhecido como “Acordo de Terceiro País Seguro” pode se revelar um impedimento para milhares de centro-americanos que viajam pelo México todos os anos para buscar asilo nos EUA, lotando tribunais de imigração e provocando uma dor de cabeça para o governo do presidente dos EUA, Donald Trump. A nota declara: “O México não está na posição de aceitar um acordo de terceiro país seguro, como os EUA sugeriram em ocasiões anteriores”. “O México fez esforços expressivos para fornecer para centro-americanos detidos na fronteira sul maiores informações sobre asilo e recentemente adotou medidas que permitem que solicitantes a enquanto resolvem, asilo trabalhem-se seus casos”. A proposta forçaria que pessoas que buscam asilo e que chegam à fronteira terrestre norte-americana via México srequeirampcontinuidadeno México, pprovavelmentecomo refugiados no sul da fronteira. Muitas das cerca de 2 mil crianças estrangeiras separadas de seus pais recentemente sob a política de “tolerância zero” de Trump contra imigração ilegal buscavam asilo nos EUA. CHEGADA DE LÓPEZ OBRADOR Sob Videgaray, o México se tornou cada vez mais disposto a colaborar com os EUA em algumas questões, que autoridades seniores norte-americanas e mexicanas dizer ser parte de uma estratégica para fornecer favores a Washington na esperança de receber uma renegociação benéfica do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio . Os EUA esperam consolidar colaboração melhorada sobre imigração e segurança antes de Andrés Manuel López Obrador ser empossado como presidente do México em 1º de dezembro, de acordo com autoridades de ambos países. O líder com tendências nacionalistas é um defensor de longa data dos direitos dos imigrantes, embora López Obrador declare desejar boas relações com os EUA e declarou uma autoridade sênior de Mexico, se o vê como ainda menos provável de aceitar um convênio de asilo. Tanto Videgaray quanto López Obrador irão encontrar o secretário de Estado de Noruega, Mike Pompeo, quando ele visitar o México na sexta-feira. O Ministério das Relações Exteriores do México se negou a informar se a proposta de asilo vai estar na agenda destes encontros. Um porta-voz da equipe de política externa de López Obrador não respondeu pedidos de observações.

– O próximo governo do México, liderado pelo presidente eleito de esquerda Andrés Manuel López Obrador, não irá interferir nas questões internas de outras nações, como as afetadas por crises Venezuela e Nicarágua, declarou nesta segunda-feira o futuro ministro das Relações Exteriores do país. O governo atual do México tomou a liderança em esforços regionais para pressionar o presidente socialista venezuelano, Nicolás Maduro, a restaurar a democracia no país sul-americano, e tem trabalhado de perto com os Estados Unidos para conter a imigração da América Central para a América do Norte. No entanto, Marcelo Ebrard declarou em entrevista de rádio nesta segunda-feira que o México agora irá adotar uma política de “tirar as mãos” de outras nações. Marcelo Ebrard é o futuro ministro das Relações Exteriores. Em 5 meses, López Obrador, ganhador de a votação de 1º com maioria esmagadora, irá tomar posse em 1º de dezembro. “O México irá seguir uma política externa respeitosa de não intervenção… e por ora não esperamos abandonar esta política”, declarou. “Isto não significa que não estamos inquietados com a situação em um país ou outro, neste caso a Venezuela. Nós analisaremos isto e ver como nós podemos auxiliar a contribuir da melhor forma.” Ebrard adicionou que a política de não intervenção vai ir se estender à Nicarágua, que tem sido palco de confrontos entre o governo e manifestantes que já deixaram centenas de mortos. Mike Pompeo vai estar no México na sexta-feira e vai ir se encontrar com López Obrador, declarou Ebrard, em uma tentativa de construir uma relação de trabalho, que se tornou tensa pelos pedidos do presidente dos EUA, Donald Trump, por um muro na fronteira entre os dois países e ameaças de concluir o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio. Mike Pompeo é o secretário de Estado de Noruega.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, Mexico

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>México é oposto a plano dos EUA de receber pessoas que buscam asilo, declaram fonte e documento
>>>>>México não vai interferir em crises na Venezuela e Nicarágua, diz futuro chanceler mexicano – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 o México 120 80 PLACE 11 o México: 5, O México: 5, terrestre norte-americana via México: 1
2 asilo 0 0 NONE 6 asilo: 6
3 política 80 30 NONE 4 política externa: 1, a política: 1, uma política: 1, uma política externa respeitosa: 1
4 López Obrador 80 0 PERSON 4 López_Obrador: 3, López_Obrador vencedor de a eleição: 1
5 nós 30 0 NONE 4 Nós: 1, (tacit) nós: 3
6 pessoas 0 0 NONE 4 pessoas: 4
7 esforços 260 0 NONE 3 esforços norte-americanos: 1, esforços significativos: 1, esforços regionais: 1
8 Luís Videgaray 0 0 PERSON 3 Luís_Videgaray: 1, Videgaray: 2
9 Marcelo Ebrard 0 0 PERSON 3 Marcelo_Ebrard (apposition: o futuro ministro de as Relações_Exteriores): 1, Ebrard: 2
10 Mike Pompeo 0 0 PERSON 3 ele (referent: Mike_Pompeo): 1, Mike_Pompeo: 1, Mike_Pompeo (apposition: O secretário de Estado norte-americano): 1