Novo premiê jordaniano retirará lei que gerou protestos

Por: SentiLecto

O primeiro-ministro nomeado da Jordânia, Omar al Razaz, anunciou nesta quinta-feira que seu Governo vai retirar o controverso projeto de lei do imposto da renda, que gerou uma onda de protestos que levaram à renúncia do seu antecessor.

– O rei Abdullah, da Jordânia, encarregou nesta segunda-feira o ex-economista do Banco Mundial Omar al-Razzaz de formar um novo governo, após a renúncia do primeiro-ministro Hani Mulki em reação aos maiores protestos no país em anos, declarou uma fonte ministerial. A medida pareceu ter por meta conter o motim popular com ampliações de impostos em planejamento que levaram milhares de pessoas às ruas da capital Amã e a outras partes do país desde a semana passada. Razzaz era ministro da Educação no governo de Mulki. A Jordânia, grande aliada dos Estados Unidos e que tem um tratado de paz com Israel, tem se conservado estável ao longo de anos de alvoroços regionais. Major Fadel al-Hamoud declarou que as forças de segurança detiveram 60 pessoas durante as manifestações Major Fadel al-Hamoud é o chefe de polícia., e que 42 membros das forças ficaram feridos, mas que os protestos estão sob controle. “Fiquem tranquilos, a Jordânia é um país seguro e protegido, e as coisas estão sob controle”, declarou o major de brigada Hussein Hawatmeh, chefe do setor de segurança conhecido como Gendarmeria, que apareceu ao lado de Hamoud em uma coletiva de jornalismo. O motim público com as políticas governamentais ampliou desde um ampliação apreciável dos impostos sobre vendas gerais no começo deste ano e da abolição das subvenções ao pão, duas medidas determinadas pelo Fundo Monetário Internacional .O primeiro-ministro da Jordânia, Hani al-Mulki, abdicou nesta segunda-feira depois de uma greve geral e após dias de protestos em todo o país contra um controverso projeto de lei impulsionado pelo seu Governo para aplicar uma reforma tributária, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

“Depois de consultar os presidentes de ambas as câmaras do Parlamento e de acordo com eles, o Governo vai retirar a lei após a posse”, segundo declarações de Razaz aos jornalistas.

O rei em um comunicado oficial para nomear Razzaz diss: “A prioridade de seu governo tem que ser reativar as energias da economia jordaniana e animar-la, para restabelecer suahabilidadee de crescimento, de competitividade e de geração de emprego..

Razaz tomou a iniciativa depois de reuniões com o líder da Câmara Alta, Faiçal al Fayez, e da Câmara Baixa, Atef Tarawneh, como parte das consultas que realiza para formar Governo.

Quando exibirá sua salinha ao rei Abdullah II, está calculado que Razaz tome posse da posição no próximo domingo com o que trocará Hani al Mulki.

Na sua vez, segundo um comunicado da Casa Real, o monarca pediu a Razzaz, que atualmente é ministro da Educação, que lidere uma nova salinha cuja prioridade vai ser a economia.

Os jordanianos fizeram manifestações nos últimos sete dias contra esse projeto de lei, impulsionado a pedido do Fundo Monetário Internacional e que pretende ampliar a arrecadação de impostos aumentando o número de contribuintes.

Os protestos, encorajados por um grupo de 33 sindicatos e associações profissionais, não pararam apesar da renúncia de Mulki, na segunda-feira passada.

Em esta noite, centenas de pessoas foram reunidas em frente a o escritório de o primeiro-ministro, em o bairro de Jabal Aman, queixar-se contra o polêmico projeto de lei e também, exigindo reformas políticas, incluindo a dissolução de a Câmara Baixa do Parlamento.

A regra pretendia ampliar o número de contribuintes em 6%, diminuindo o limite de renda exigido para pagar imposto.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Jordan

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Novo premiê jordaniano retirará lei que gerou protestos
>>>>>Rei da Jordânia convoca economista para formar novo governo no país – (EfeGeneric)
>>>>>Rei da Jordânia substitui premiê para conter os maiores protestos em anos – June 04, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Primeiro-ministro jordaniano renuncia após protestos por reforma tributária – June 04, 2018 (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 protestos 120 200 NONE 5 os maiores protestos: 1, protestos: 2, Os protestos: 1, os protestos: 1
2 Abdullah 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: O rei Abdullah de a Jordânia): 2, o rei Abdullah_II: 1, O rei Abdullah de a Jordânia: 1
3 esta 0 0 NONE 4 esta: 4
4 A Jordânia grande aliada de os Estados_Unidos e 600 0 PLACE 3 A Jordânia grande aliada de os Estados_Unidos e: 2, a Jordânia: 1
5 país 80 0 NONE 3 um país seguro e protegido: 1, o país: 1, todo o país: 1
6 Governo 0 0 PERSON 3 o Governo: 1, seu Governo: 2
7 Razaz 0 0 PERSON 3 Razaz: 2, (tacit) ele/ela (referent: Razaz): 1
8 gabinete 0 0 NONE 3 seu gabinete: 1, um novo gabinete: 2
9 Gendarmeria 0 0 PLACE 2 Gendarmeria: 2
10 Razzaz 0 0 ORGANIZATION 2 a Razzaz: 2