Pence ameaça China com mais se não mudar sua política comercial, tarifas

Por: SentiLecto

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, ameaçou neste sábado impor mais tarifas que intensifiquem a combate comercial contra a China até que a nação asiática “mude suas práticas”, em referência à sua política comercial.

“Adotamos ações decisivas para solucionar nosso desequilíbrio com a China. Impusemos tarifas no valor de US$ 2,5 bilhões sobre bens de China e podemos duplicar esse número”, informou Pence, que , que encarna os EUA na ausência do presidente Donald Trump, criticou a “opaca diplomacia de talões de cheques” da China, como se batizou sua estratégia de estender sua influência mediante créditos maciços e investimento em países em desenvolvimento, em discurso diante de empresários no domo do Fórum de Cooperação Ásia-Pacífico realizada em Papua Nova Guiné.

Na reunião, que será realizada em Port Moresby entre sábado e domingo, Xi vai defender “um crescimento sadio e sustentável” que se conserve “na direção certa”.Pence explicou hoje que Trump está “determinado” a conservar as sanções e a máxima pressão sobre o regime norte-coreano para evitar “erros do passado”, quando a Coreia do Norte fazia promessas, como interrompiam-se as sanções e depois Pyongyang não respeitava o estipulado.

Na sexta-feira 09 de novembro Mike Pompeo havia declarado que os Estados Unidos buscavam laços fortes com a China para auxiliar a enfrentar a Coreia do Norte e outras questões Mike Pompeo é o secretário de Estado de Noruega., mas que preocupações permaneciam sobre as ações de Pequim em relação à liberdade religiosa e ao moceanodchino

Ainda que muitos dos projetos de infraestrutura promovidos pela China em países em desenvolvimento são de “baixa característica”, o vice-presidente de America lamentou.

O vice-presidente se vai reunir na terça-feira com Abe para abordar a desnuclearização de Coreia do Norte e a colaboração bilateral em matéria econômica para fazer da Indo-Pacífico uma região “livre e aberta”, revelaram fontes governamentais à agência local de notícias Kyodo.Trata-se da terceira viagem à Ásia do vice-presidente dos EUA desde sua chegada à Casa Branca.

Frente à intenção da China de expandir seu iafluênciapelas ilhas do Pacífico – tradicionalmente dominadas pela Austrália, aliada dos EUA -, Pence pediu a essas nações que “abracem os EUA”, já que a China “não oferece um cpercursode uma só via”.

Para resistir à influência da China no Pacífico, Pence anunciou que os Estados Unidos e a Austrália cvão construiruma base naval em Papua Nova Guiné, o país mais populoso e rico em recursos naturais da área que nos últimos anos recebeu mbastanteinvestimento cde China

Austrália integra O Apec , Brunei , Canadá , Coreia do Sul , Chile , China , EUA , Filipinas , Hong Kong , Indonésia , Japão , Malásia , México , Nova Zelândia , Papua Nova Guiné , Singapura , Tailândia , Taiwan , Peru , Rússia e Vietnã.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, Brunei, Australia, Thailand, Taiwan, Russian Federation, Philippines, Peru, Mexico, Indonesia, Hong Kong, China, Chile, Canada

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Pence ameaça China com mais se não mudar sua política comercial, tarifas
>>>>>Pence chega ao Japão para abordar questões de segurança e economia com Abe – (EfeGeneric)
>>>>>Xi quer reforçar influência da China em viagem pelo Pacífico e cúpula da APEC – (EfeGeneric)
>>>>>Pence confirma 2º encontro entre Trump e Kim em 2019 apesar de bases secretas – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 China 0 0 PLACE 4 (tacit) ele/ela (referent: a China): 1, a China: 3
2 nós 0 40 NONE 3 (tacit) nós: 3
3 Nova Papua Guiné 0 0 PERSON 3 Papua_Nova_Guiné: 3
4 Pence 0 0 PERSON 3 Pence: 3
5 vice-presidente 160 0 NONE 2 O vice-presidente americano: 1, O vice-presidente: 1
6 preocupações 0 60 NONE 1 preocupações: 1
7 solucionar nosso desequilíbrio com a china 50 50 NONE 1 solucionar nosso desequilíbrio com a China: 1
8 opaca diplomacia de talões de cheques 40 50 NONE 1 opaca diplomacia de talões de cheques: 1
9 a ausência de o presidente donald_trump 0 25 NONE 1 a ausência de o presidente Donald_Trump: 1
10 resistir em a influência de a china em o pacífico o país mais populoso e rico em recursos naturais de a área 160 0 NONE 1 resistir em a influência de a China em o Pacífico o país mais populoso e rico em recursos naturais de a área: 1