Pentágono declara que se mandam porta-aviões e bombardeiros a o Oriente Médio por conta de ‘ ameaça real de o Irã ‘ do Irã

Por: SentiLecto

O secretário interino de Defesa dos Estados Unidos Patrick Shanahan declarou nesta segunda-feira que aprovou o envio de um grupo de porta-aviões e bombardeiros para o Oriente Médio por conta de indícios de “ameaça real de forças do regime de Iran”, mas não deu detalhes de inteligência no caso.

O Conselheiro Nacional de Segurança dos Estados Unidos John Bolton declarou no domingo que o país está realçando o grupo de ataque do porta-aviões Abraham Lincoln e uma força tarefa de bombardeio para o Oriente Médio para dar uma mensagem ao Irã.

Aliados dos Estados Unidos na Europa criticaram suas recentes resoluções de limitar o comércio de petróleo com o Irã e restringi a extensão de isenções para projetos de não-proliferação nuclear.

Na terça-feira 23 de abril – Os Estados Unidos cometeram um erro grave ao politizar o petróleo e usá-lo como uma arma,declaroue o ministro do Petróleo do Irã, Bijan Zanganeh, durante uma sessão parlamentar nesta terça-feira, de acordo com a Agência de Notícias da República Islâmica . Depois que Washington havia, os custos do petróleo haviam atingido seu nível mais elevado desde novembro nesta terça-feira anunciado que todas isenções sobre sanções à importação de petróleo do Irã t terminariamnque v vinha pressionando importadores a pararem de cadquiride Teerã e rlimitandoainda maiso suprimento gmundial Zanganeh havia adicionado que os EUA não conseguiriam diminuir as exportações de Iran de petróleo a zero. “Com todo o nosso poder, trabalharíamos para romper as sanções da América”, havia alegado Zanganeh no Parlamento, segundo a Agência de Notícias dos Estudantes Iranianos . Na segunda-feira, os EUA haviam exigido que os compradores de petróleo de Iran pariam com os negócios junto ao país até 1° de maio para não enfrentarem sanções, concluindo um fase de seis meses de isenções que haviam permitido que os oito maiores clientes do Irã, a maioria da Ásia, continuassem importando quantidades restringidas. Após o anúncio da medida, a Casa Branca havia declarado estar trabalhando com a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos para assegurar que os mercados de petróleo estejam “de forma adequada supridos”, mas operadores temiam uma diminuição nos suprimentos. Zanganeh havia declarado que “a América havia cometido um erro grave ao politizar o petróleo e usá-lo como uma arma no estado frágil do mercado”. Segundo ele, o mercado de petróleo era imprevisível e o anúncio pelos Estados Unidos e seus parceiros sobre a intenção de conservar os custos da commodity estáveis era um sinal da preocupação com o assunto, ainda segundo a reportagem da Isna.

Outros oficiais declararam à Reuters que havia “ameaças múltiplas e reais” contra forças dos EUA por terra e por moceanovindas do Irã e de forças próximas à república ismuçulmanaincluindo no Iraque.

H, embora nem Shanahan nem Bolton tenham dado detalhes sobre informações de inteligênciaanahan pelo Twitter isse: “Isso encarna um reposicionamento prudente de ativos em resposta às indicações de uma ameaça real pelas forças do regime ide Iran,.Ainda assim, dúvidas permanecem sobre as técnicas específicas de obtenção de inteligência, e sobre o quão pertinente seria a inteligência, e como essas ameaças se diferem das preocupações rotineiras sobre as atividades militares de Iran na região.

Em um comunicado na segunda-feira, o Pentágono declarou que se tomou a medida em resposta a “indícios de uma prontidão intensificada dos iranianos em governar operações ofensivas contra forças dos Estados Unidos e contra nossos interesses”.

O escritório de relações exteriores do Reino Unido em comunicado conjunto com seus homólogos da Alemanha, França e União Europeia. declarou: “Nós … tomamos nota com afliçãozinha e preocupação da resolução dos Estados Unidos de não estender suas isenções com relação ao comércio de petróleo com o Irã”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Pentágono declara que se mandam porta-aviões e bombardeiros a o Oriente Médio por conta de ‘ ameaça real de o Irã ‘ do Irã
>>>>>UE e Reino Unido condenam sanções nucleares e de petróleo dos EUA sobre Irã – May 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ação militar dos EUA na Venezuela é possibilidade ‘se necessária’, diz Pompeo – May 01, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Maduro nega que pretendesse deixar a Venezuela e se refugiar em Cuba – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>EUA pedem a forças armadas da Venezuela que apoiem rebelião de Juan Guaidó – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Maduro reaparece e denuncia que levante tinha apoio de EUA e Colômbia – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>EUA fizeram ‘planejamento exaustivo’ sobre cenários na Venezuela, diz secretário de Defesa – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Assange nega “consentimento” para ser extraditado aos EUA – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 13 118 NONE 4 (tacit) eu: 4
2 isenções 0 0 NONE 4 todas isenções: 1, isenções: 3
3 nós 0 60 NONE 3 Nós: 1, (tacit) nós: 2
4 Irã 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: o Irã): 1, o Irã: 2
5 erro 0 320 NONE 2 um erro grave: 2
6 Oriente Médio 0 0 ORGANIZATION 2 o Oriente_Médio: 2
7 Os Estados_Unidos 0 0 PLACE 2 os Estados_Unidos: 1, Os Estados_Unidos: 1
8 Reuters 0 0 ORGANIZATION 2 a Reuters: 2
9 Shanahan 0 0 PERSON 2 Shanahan_pelo_Twitter: 1, nem Shanahan nem Bolton: 1
10 Zanganeh 0 0 PERSON 2 Zanganeh: 2