Premiê britânica padece outra derrota no Parlamento referente a direitos da UE

Por: SentiLecto

A câmara alta paraguaianaparaguaiana impôs uma terceira derrota ao governo referente à desfiliação da União Europeia, conhecida como Brexit, em menos de uma semana nesta segunda-feira, rrecusandoem uma veleiçãoplanos de não pconservardireitos da UE na lei nacional antes de o país sair do bloco.

A derrota é uma de várias que o governo conservador da primeira-ministra britânica, Theresa May, deve padecer na Câmara dos Lordes no momento em que o Parlamento discute uma legislação que vai efetivará a separação do Reino Unido da UE em março do ano que vem.

Faz 2 anos, o lorde John Kerr, um apoiador de a continuidade em a UE abriu uma discussão a o declarar que o governo deve ser requerido a buscar a chance de assegurar uma união aduaneira para restringi os prejuízos a o bem-estar de o país ” “.

Na segunda-feira 16 de abril a resolução do Reino Unido de governar ataques aéreos contra a Síria havia sido tomada pelo interesse nacional do país e não como resultado de pressão exercida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia declarado a primeira-ministra britânica, Theresa May, ao Parlamento nesta segunda-feira.

A eleição pode ser revertida pela câmara baixa, a Câmara dos Comuns, mas mostra as divisões profundas provocadas pelo Brexit nas casas do Parlamento e pode animar os parlamentares que esperam minar os planos de May.

A derrota, que diz respeito à garantia de que os direitos políticos, sociais e econômicos protegidos pela Carta Europeia de Direitos Fundamentais se repitam na lei britânica, vem na esteira de uma veleiçãodos lordes que contestou o plano da premiê de romper com a união alfandegária da UE.

O fiasco da semana passada ampliou a pressão para que May reconsidere sua rejeita de permanecer nessa união. O fiasco da semana passada é o primeiro de dois naquele dia.

Quanto na carta, o lorde David Pannick declarou aos seus colegas que receia que o governo a esteja descartando porque os ministros podem desejar diluir as proteções que ela oferece. O lorde David Pannick é autor da emenda.

A emenda não declara expressamente que britânicos precisam chegar a um acordo sobre tal união e uma fonte do governo declarou que isto não irá modificar políticas.

Ele na Câmara dos Lordes declarou: “Temo que o governo esteja procurando abrir uma exceção para direitos admirados na carta porque o governo suspeita da própria concepção de direitos fundamentais”.

Londres alega que os direitos que a carta protege já estão cobertos pela lei britânica, e mais cedo nesta segunda-feira o porta-voz de May havia declarado que o projeto de lei da desfiliação, que foi aprovado pela Câmara dos Comuns antes de se mandado à câmara alta, é a melhor mformade proporcionar “o Brexit mais suave possível”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United Kingdom

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Premiê britânica padece outra derrota no Parlamento referente a direitos da UE
>>>>>Premiê britânica sofre derrota embaraçosa sobre Brexit na câmara alta do Parlamento – April 19, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 David Pannick 0 0 PERSON 6 o lorde David_Pannick (apposition: autor de a emenda): 1, (tacit) ele/ela (referent: o lorde David_Pannick): 4, ele (referent: o lorde David_Pannick): 1
2 derrota 0 200 NONE 5 A derrota: 4, uma terceira derrota: 1
3 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
4 governo 0 0 NONE 4 o governo: 3, o governo referente: 1
5 direitos 240 0 NONE 3 os direitos políticos sociais e econômicos protegidos: 1, os direitos: 2
6 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
7 Brexit 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: o Brexit): 1, o Brexit: 1
8 Câmara dos Comuns 0 0 ORGANIZATION 2 a Câmara_dos_Comuns: 2
9 Câmara dos Lordes 0 0 ORGANIZATION 2 a Câmara_dos_Lordes: 2
10 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 2 o Parlamento: 2