Presidente de Iran declara que grandes líderes constroem “pontes” e não “muros”

Por: SentiLecto

Hassan Rouhani defendeu nesta segunda-feira que os grandes líderes “constroem pontes em vez de muros”, em uma aparente mensagem ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Hassan Rouhani é o presidente do Irã.

Entre os opositores de a Guerra Fria As nervosismos foram intensificadas depois que Donald Trump endureceu o embargo em o ano passado, em a esteira de a retomada de as relações diplomáticas levada a cabo por seu antecessor, Barack Obama. Donald Trump é o presidente dos EUA. Washington também afirmou a ocorrência de uma série de ataques contra a saúde de seus diplomatas em Havana.

Na quarta-feira 05 de setembro Donald Trump havia declarado que permanecia aberto na chance de conversas entre Washington e Teerã Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. mas havia declarado que o Irã estava em uma turbulência e combatendo para sobreviver.

Rouhani, que discursou no domo sobre paz da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas , evidenciou que seu país aposta no diálogo, na tolerância e na democracia. O domo recorda os 100 anos do nascimento de Nelson Mandela e o governante iraniano realçou o tratamento que o ex-presidente de Sullana deu a seus inimigos depois de sair da prisão e chegar ao poder. Segundo ele, Mandela foi capaz de semear “a semente da amizade” nos adversários.

– Desde que estreou na Organização das Nações Unidas no ano passado defendendo a diretriz “América Primeiro”, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já rompeu o acordo nuclear com o Irã, retirou o país do Conselho de Direitos Humanos da ONU e agrediu alguns dos aliados mais próximos washingtonianos. Quando discursar na ONU na semana que vem, Trump planeja se ater à mesma mensagem alardeando seu epersistênciaem proteger a soberania dos EUA diante de líderes mglobais alguns dos quais se pinquietamcom o compromisso norte-americano com o multilateralismo que gconduza ONU desde o final da Segunda Guerra Mundial. “Não é declarar que o multilateralismo não pode dar certo. Mas é declarar que a soberania é uma prioridade acima de tudo isso”, declarou a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, antecipando o discurso que Trump fará na Assembleia Geral das Organização das Nações Unidas na terça-feira. “Todas essas coisas que sentíamos que estavam ditando as coisas nos Estados Unidos, estas são coisas com as quais não desejamo nos envolver”, declarou ela, mencionando o acordo do clima de Paris do qual Trump desligou seu país em 2017 e compromissos mundiais com um acordo imigratório do qual Washington se retirou antes de eles vigorarem. Em o ano passado também os EUA foram retirados de a agência cultural de a ONU, cortaram o financiamento da agência da entidade que auxilia refugiados de Palaos e desencadearam um combate comercial com a China. Faz 2 meses, se os membros não gastarem mais com a defesa, em um domo de a Organização do Tratado do Atlântico Norte Trump arremessou a ameaça de que sua nação ” vai seguir seu próprio percurso “. Atualmente Trump está cercado de assessores de direita mais alinhados com sua visão global, como o secretário de Estado, Mike Pompeo, e o assessor de Segurança Nacional, John Bolton, após a saída de seus antecessores, Rex Tillerson e H.R. McMaster, além do ex-conselheiro econômico da Casa Branca, Gary Cohn. Eles raramente dão nomes aos bois, embora alguns líderes e diplomatas tenham dito apreensão com o futuro do multilateralismo desde que Trump tomou posse em janeiro do ano passado. O secretário-geral da ONU, António Guterres, a repórteres nesta semana quando indagado se Trump é uma ameaça ao multilateralismo. declarou: “Não gosto de personalizar as coisas”. Trump vem se mostrando cético a respeito do valor da ONU há tempos, mas Nikki declarou à Reuters que lhe mostrou esse valor pressionando seu Conselho de Segurança a endurecer sanções contra a Coreia do Norte várias vezes. Donald Trump parabenizou nesta segunda-feira o mandatário da Colômbia, Iván Duque, pela “admirável triunfo” nas votações deste ano e declarou esperar trabalhos conjuntos para lutar a produção de cocaína. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

“Os grandes líderes constroem pontes em vez de muros. Constituem as coluninhas das pontes”, evidenciou o presidente do Irã, enquanto o racismo, a xenofobia e a discriminação facilitam a construção de muros entre os países, o diálogo, a tolerância e a coexistência pacífica.

Organizações da oposição de Iran marcaram protestos na cidade, especialmente para amanhã, dia em Trump e Rouhani vão fazer seus discursos na Assembleia Geral.

Na sua vez, o governo de Cuba declarou que nenhum ataque ocorreu e que a administração Trump está utilizando qualquer um que tenha acontecido – se algum de fato aconteceu – como pretexto para escalar sua postura hostil contra a ilha comunista.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente de Iran declara que grandes líderes constroem “pontes” e não “muros”
>>>>>Novo presidente de Cuba faz primeira viagem aos EUA para denunciar embargo na ONU – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Trump ressaltará defesa de soberania dos EUA em discurso na ONU, diz embaixadora – September 21, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Kim diz que cúpula com Trump estabilizou região; busca mais progresso em conversas com Seul – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz estar satisfeito com avanços na desnuclearização da Coreia do Norte – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Número de mortos por passagem de furacão Florence nos EUA sobe para 18 – (EfeGeneric)
>>>>>Trump parabeniza presidente da Colômbia por eleição e pede combate à cocaína – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 80 30 PERSON 15 a gestão Trump: 1, Trump: 7, (tacit) ele/ela (referent: Trump): 1, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 1, Donald_Trump (apposition: o presidente de os Estados_Unidos): 1, Donald_Trump: 2, Donald_Trump (apposition: o presidente de os EUA): 1, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 1
2 Nelson Mandela 60 80 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Mandela): 2, Mandela: 1
3 Rouhani 0 0 PERSON 3 Rouhani: 3
4 os EUA 0 0 PLACE 3 os EUA: 1, (tacit) eles/elas (referent: os EUA): 2
5 ameaça 0 60 NONE 2 uma ameaça: 1, a ameaça: 1
6 eu 0 40 NONE 2 (tacit) eu: 2
7 líderes 100 0 NONE 2 os grandes líderes: 1, Os grandes líderes: 1
8 Irã 0 0 ORGANIZATION 2 o Irã: 2
9 Nikki 0 0 PERSON 2 Nikki: 1, Nikki_Haley: 1
10 ONU 0 0 ORGANIZATION 2 a ONU: 2