Presidente do Irã acusa EUA de tentarem mudar establishment clerical

Por: SentiLecto

Hassan Rouhani acusou os Estados Unidos nesta quarta-feira de tramarem para utilizar a pressão econômica para derrubar o establishment clerical da República Islâmica Hassan Rouhani é o presidente do Irã., e descartou a chance de conversas com Washington.

No entanto, em Washington houve certo ceticismo por se considerar que nestes meses Pequim mostrou pouco interesse em aceitar mudanças nos temas de maior envergadura.

Faz 1 mês, o presidente de Iran Hassan Rouhani havia inaugurado um novo submarino construído domesticamente, armado com mísseis de cruzeiro, em um momento de crescentes nervosismos com seu arquirrival, os Estados Unidos, em o domingo 17 de fevereiro.

“O Irã está em combate econômica e psicológica com a América e seus aliados. A meta deles é mudar o regime, mas seu desejo não vai ser satisfeito”, declarou Rouhani em um discurso em Gilan, província do norte do país.

Na semana passada, a republicana Kristi Noem advertiu que o combate comercial “devastou” seu estado. A republicana Kristi Noem é a governadora de Dakota do Sul.

Depois que o presidente Donald Trump retirou Washington de um acordo de potências globais firmado com Teerã em 2015, os nervosismos entre EUA e Irã ampliaram que restringiu suas contestadas atividades nucleares. Trump declarou que o convênio é falho por não refrear o programa de mísseis balísticos iraniano ou seu suporte a representantes do regime na Síria, Iêmen, Líbano e Iraque.

Washington readotou sanções contra o Irã que haviam sido suspensas em 2016 graças ao acordo. O novo endurecimento dos EUA provocou a queda da moeda iraniana, uma inflação galopante e a escapada de investidores estrangeiros de que Teerã necessita desesperadamente para modernizar sua economia.

Os outros signatários do acordo – China, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha – se opõem à readoção de sanções dos EUA aos setores financeiro e petrolífero e vêm tentando sresgataro pconvêniode 2015 procurando fmaneirasde negociar com o Irã que não envolvam dólares.

Por outro lado, uma suspensão total da interdição poderia permitir que bilhões de dólares em reivindicações legais progridam nas cortes dos EUA e possivelmente contrariaria o Canadá e parceiros europeus, cujas companhias têm negócios importantes em Cuba.A respeito, Rohani alegou hoje que os estadunidense desejavam que o Irã fosse “o primeiro a” violar o convênio nuclear, mas – adicionou – “não alcançaram”.

Autoridades de Iran declararam que o governo Trump disse em segredo a disposição de começar conversas com o Irã.

Rouhani em um discurso na cidade de Lahijan transmitido ao vivo pela TV estatal alegou: “Não existe nenhuma chance de começar conversas com a América”. “A América deseja fazer o Irã retroceder 40 anos… à era anterior à Revolução … eles desejam uma mudança de regime.”

Analistas declaram que aiatolá Ali Khamenei apoiou o acordo de 2015 veladamente, já que sabia que os iranianos, muitos dos quais vão nas ruas periodicamente para queixar-se contra os obstáculos econômicas, não tolerariam mais pressões. Aiatolá Ali Khamenei é o líder supremo clerical do Irã.”Nossa nação e a liderança estão juntados contra nossos opositores… vamo continuar em nosso percurso de independência e liberdade”, declarou Rouhani, o arquiteto do acordo nuclear.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States, United Kingdom, Lebanon, Syria, Russian Federation, Iran, China, Brazil

Cities: Washington, Lahijan, Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente do Irã acusa EUA de tentarem mudar establishment clerical
>>>>>Trump pede à China que suspenda “imediatamente” tarifas agrícolas sobre EUA – (EfeGeneric)
>>>>>EUA vão permitir processos contra empresas estrangeiras que fazem negócios em Cuba – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Rohani diz que “guerra econômica” dos EUA não alcançou fracasso do Irã – March 06, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Seul trabalhará com EUA e Coreia do Norte após fracasso de cúpula nuclear – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Venezuela rejeita medidas dos EUA e “ameaças” contra militares – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>México se preocupa com planos dos EUA de estender política mais dura de asilo – March 02, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Após alerta de Putin, TV russa lista alvos nucleares dos EUA – February 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin diz que Rússia responderá se EUA instalarem mísseis na Europa – February 20, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin diz que se EUA desdobrar mísseis na Europa, responderá imediatamente – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin diz que se EUA desdobrarem mísseis na Europa, responderá imediatamente – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin não foi avisado com antecedência sobre prisão de americano, diz Kremlin – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin não vê indícios de nova “Crise dos Mísseis” por tensões com EUA – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Putin adverte que Rússia pode instalar mísseis hipersônicos em águas neutras – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Brasil não cogita ’em hipótese alguma’ permitir que EUA usem território para intervenção na Venezuela, diz Mourão – February 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Mourão diz que Venezuela pode voltar a convívio democrático sem medidas extremas – February 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Guaidó exige abertura da fronteira da Venezuela com o Brasil – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Primeira caminhonete com ajuda do Brasil chega à fronteira com Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>China espera que comunidade internacional ofereça ajuda ‘construtiva’ à Venezuela – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Soldados venezuelanos deixam um morto perto da fronteira com o Brasil – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Caminhões com ajuda humanitária do Brasil partem para fronteira com Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>EUA destinam US$ 56 milhões à Venezuela, “apesar da brutalidade de Maduro” – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Irã 0 0 ORGANIZATION 7 o Irã: 5, (tacit) ele/ela (referent: o Irã): 1, O Irã: 1
2 Washington 30 0 PLACE 4 Washington de um acordo: 1, Washington: 3
3 Teerã 0 50 PERSON 3 Teerã: 3
4 Donald Trump 0 0 PERSON 3 o governo Trump: 1, o presidente Donald_Trump: 1, Trump: 1
5 Rouhani 0 0 PERSON 3 Rouhani: 3
6 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
7 tensões 0 120 NONE 2 crescentes tensões: 1, As tensões: 1
8 os Estados_Unidos 0 50 PLACE 2 os Estados_Unidos: 2
9 Kristi Noem 0 40 PERSON 2 a republicana Kristi_Noem (apposition: a governadora de Dakota_do_Sul): 1, (tacit) ele/ela (referent: a republicana Kristi_Noem): 1
10 guerra 0 40 NONE 2 a guerra comercial: 1, guerra econômica: 1