Presidente eleito argentino declara que Evo Morales vai poder se asilar em seu país após sua posse

Por: SentiLecto

Alberto Fernández declarou nesta quinta-feira que o ex-presidente de Bolivia Evo Morales vai poder se asilar no país sul-americano depois que ele começar seu mandato no dia 10 de dezembro. Alberto Fernández é o presidente eleito argentino. “A Argentina, que é sua casa, por isso os vou receber com gosto”, adicionou o presidente eleito, é a casa de todos os bolivianos , e para mim, no dia em que chegar à presidência, svai seruma honra receber Evo Morales e Álvaro García Linera no país”, ddeclarouFernández em uma coletiva de ijornalismona capital ude UruguayMontevidéu.

“Lhes teria oferecido asilo desde o primeiro dia, se eu fosse presidente neste momento.

A Argentina faz divisa com a Bolívia e, de acordo com o último recenseamento, a comunidade de Bolivia constitui a segunda maior coletividade de estrangeiros do país, assim como a segunda mais ativa economicamente.

Luis Alberto Sánchez também anunciou sua renúncia, afirmando que “o curso dos eventos vai contra meus princípios pessoais, assim como meus valores espirituais e democráticos Luis Alberto Sánchez é o ministro de Hidrocarbonetos., e me impedem, portanto, de continuar na direção da pasta”.

No domingo 03 de novembro o presidente de Bolivia Evo Morales havia declarado que convidaria uma reunião de emergência com suas bases sindicais para se contrastar a um ultimato recebido de um líder regional da oposição que havia declarado que, na segunda-feira, decidiria ações que “garantam” a saída do poder dele.

Mauricio Macri ainda não se pronunciou sobre a legitimidade das novas autoridades de Bolivia. Mauricio Macri é o governo do atual mandatário de Argentina.

Atualmente, Morales se encontra no México, cujo governo lhe ofereceu asilo político. O líder indígena abdicou no domingo sob pressão, e em meio a enfrentamentos entre simpatizantes e inimigos, na esteira da publicação de um relatório que delatou uma fraude nas votações presidenciais.

Por outro lado, enquanto isso, o líder da oposição radical Luis Fernando Camacho , empresário sem posição eletiva que conduz o Comitê Cívico do setor de Santa Cruz e na última semana tomou a frente dos protestos contra Morales, entrou no palácio de governo em La Paz e se fez fotografar ajoelhado diante da bandeira boliviana e de uma Bíblia.Morales e Linera apareceram juntos de surpresa em um vídeo no qual fizeram um pedido pela pacificação do país, que é palco de vários protestos de inimigos do governo que eles formavam. A crise política é devida em as denúncias de fraude em a apuração de os votos de as votações em as quais o agora ex-governante foi reeleito para um quarto mandato em primeiro turno de 20 de outubro,. Abdico ao meu posição de presidente para que [Carlos] Mesa e Luis Fernando não continuem perseguindo os dirigentes sociais — declarou Morales, referindo-se respectivamente ao ex-presidente que ficou em segundo lugar na contestada votação presidencial de 20 de outubro e ao líder da oposição radical, que comanda o Comitê Cívico do setor de Santa Cruz.

Faz 1 mês, o ex-presidente derrotou o inimigo Carlos Mesa em a eleição contestada.

Após quatro anos da presidência neoliberal de Mauricio Macri, a posição vai passar às mãos do peronista Fernández, que tvai tercomo desafio recuperar a economia argentina, atualmente mergulhada em uma recessão e com uma inflação anual de mais de 50%.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Mexico, Bolivia, Argentina

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente eleito argentino declara que Evo Morales vai poder se asilar em seu país após sua posse
>>>>>Sob pressão da oposição e dos militares, Evo Morales anuncia renúncia; vice denuncia ‘golpe de Estado’ – November 10, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Governo da Bolívia promete segurança a opositor que pede renúncia de Morales – November 06, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Morales convoca bases sindicais ante a ultimato de líder da oposição na Bolívia – November 03, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Protestos entram na 3ª semana na Bolívia e Evo Morales enfrenta ultimato – November 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Opositor acusa Morales de levar Bolívia ao limite por não querer renunciar – November 05, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Após relatório da OEA, Evo Morales anuncia novas eleições na Bolívia – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Candidato da oposição na Bolívia diz que Morales não deve ser candidato em nova eleição – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Após Evo, vice-presidente da Bolívia também renuncia – (EfeGeneric)
>>>>>Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia, e vice relata ‘golpe de Estado’ – November 10, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Bolívia diz que auditoria da OEA sobre eleição ficará pronta na próxima semana – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 105 NONE 8 (tacit) eu: 6, eu: 1, me: 1
2 Alberto Fernández 0 0 PERSON 4 o peronista Fernández: 1, ele (referent: Alberto_Fernández): 1, Alberto_Fernández (apposition: O presidente eleito de a Argentina): 1, Fernández: 1
3 eleições 0 60 NONE 3 as eleições presidenciais: 1, as eleições: 1, a votação contestada: 1
4 ex-presidente 0 40 NONE 3 o ex-presidente: 1, o ex-presidente boliviano: 1, O ex-presidente: 1
5 A Argentina 0 0 PLACE 3 A Argentina: 3
6 Morales 0 0 PERSON 3 Morales: 3
7 Morales e Linera 0 0 PERSON 3 (tacit) eles/elas (referent: Morales e Linera): 1, Morales e Linera: 1, eles (referent: Morales e Linera): 1
8 governo 0 0 NONE 3 o governo: 1, governo: 2
9 presidente 0 0 NONE 3 o presidente eleito: 1, o presidente boliviano: 1, presidente: 1
10 cargo 0 70 NONE 2 o cargo: 1, cargo eletivo: 1