Quênia tem novos confrontos após inimigo recusar resultado eleitoral

Por: SentiLecto

Registraram-se violentos confrontos em este domingo em uma comunidade de a periferia de Nairóbi, capital de o Quênia, entre membros de a etnia kikuyu, ligada a o presidente reeleito Uhuru Kenyatta, e integrantes da etnia luos, partidários do inimigo derrotado nas urnas, Raila Odinga.

Depois que os luos incendiaram estabelecimentos de comerciantes kikuyus, a violência estourou , provocando um combate campal entre ambos os grupos. Se espancou um homem que seria um kikuyu,, com um bastão, e seu corpo jazia inerte no chão. Quando estava na sacada no quarto andar de um edifício, esse incidente ocorreu após a visita de Odinga a Mathare, que faleceu na manhã de sábado nessa periferia, depois de ser atingida , aonde se conduziu para se encontrar com a família de uma menina de nove anos morta a tiros.

Odinga já havia ido ao subúrbio de Kibera, onde falou para uma multidão de partidários. Ele garantiu que não vai aceitar os resultados da votação presidencial, “roubada” por Kenyatta.

Muitos quenianos estão temerosos de uma repetição dos confrontos que mataram cerca de 1.200 pessoas após a votação contestada de 2007, enquanto esperam que os números finais sejam contados e confirmados.

“Ainda não perdemos. Não abandonaremos vocês. Aguardem que eu anuncio na terça o percurso a seguir depois de amanhã”, disse Odinga.

Ele também pediu a correligionários e a simpatizantes para não irem trabalhar na segunda-feira , em função da presença em massa das forças de segurança nas ruas.

A Comissão Eleitoral de Unidade Democrática foi uma formação eleitoral oposicionista que disputou as votações legislativas de 1969 nos círculos de Lisboa, Porto e Braga, onde a oposição ao Estado Novo não chegou a acordo para estabelecer listas unitárias, sobretudo em virtude das disputas entre socialistas e comunistas.

Na sexta-feira , a Comissão Eleitoral anunciou o triunfo do presidente Uhuru Kenyatta, reeleito com 54,27% dos votos, contra os 44,74% obtidos por Odinga. A oposição contesta esses números, delatando uma “fraude” eleitoral.

Musalia Mudavadi declarou aos repórteres que informações de “fontes confidenciais” da delegação eleitoral assinalaram que Odinga se sagrou vitorioso com pouco menos de 300 mil votos. Musalia Mudavadi é autoridade de alto escalão da aliança inimiga. Ele não forneceu nenhuma prova, mas exigiu que seu candidato seja dito ganhador.O governo do Quênia pediu nesta quarta-feira “responsabilidade” aos cidadãos em meio àogrande tnervosismoque vive o país após a dacusaçãode fraude nas evotaçõespresidenciais feita pela oposição antes dos resultados definitivos.As principais cidades do Quênia recuperaram a serena após os incidentes registrados na manhã desta quarta-feira em decorrência da acusação de fraude eleitoral arremessada contra o governo e permanecem à espera de um novo pronunciamento público do líder da oposição, Raila Odinga.

De acordo com balanço da AFP com base em fontes policiais e hospitalares, os distúrbios teriam deixado pelo menos 16 mortos até o momento.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Quênia tem novos confrontos após inimigo recusar resultado eleitoral
>>>>>Apoiadores da oposição do Quênia celebram vitória eleitoral rejeitada por autoridades – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Governo pede “responsabilidade” a quenianos em meio à tensão eleitoral – (EfeGeneric)
>>>>>Quênia volta à calma enquanto espera pronunciamento da oposição – August 09, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Duas principais dinastias políticas do Quênia se enfrentam em eleição presidencial – August 08, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Quênia registra primeiros distúrbios após denúncia de fraude eleitoral – August 09, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>O Quénia vai votar em clima de tensão – August 07, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Eleições tensas no Quénia – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Kenyatta perto da recandidatura mas rival contesta escrutínio – August 09, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Começa contagem dos votos no Quénia – (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Odinga 75 0 PERSON 8 (tacit) ele/ela (referent: Odinga): 2, Odinga: 4, Ele (referent: Odinga): 2
2 Comissão Eleitoral 0 0 ORGANIZATION 3 a Comissão_Eleitoral: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Comissão_Eleitoral): 2
3 oposição 0 0 NONE 3 a oposição: 2, A oposição: 1
4 confrontos 0 260 NONE 2 os confrontos: 1, Violentos confrontos: 1
5 Mathare 0 140 PERSON 2 Mathare: 2
6 tensão 100 120 NONE 2 a grande tensão: 2
7 Musalia Mudavadi 0 0 PERSON 2 Ele (referent: Musalia_Mudavadi): 1, Musalia_Mudavadi (apposition: autoridade de alto escalão de a coalizão opositora): 1
8 Raila Odinga 0 0 PERSON 2 Raila_Odinga: 2
9 eleições 0 0 NONE 2 as eleições presidenciais: 1, as eleições legislativas de 1969: 1
10 esta 0 0 NONE 2 esta: 2