Suprema Corte dos EUA recusa recurso e abre percurso para realização no Texas

Por: SentiLecto

A Suprema Corte dos Estados Unidos recusou um recurso de último minuto de um prisioneiro do Texas, cerca de uma hora antes da sua programada realização nesta quinta-feira pelo homicídio de um guarda penitenciário em 1999.

A resolução abre percurso para que Robert Pruett, 38 anos, seja executado com uma injeção fatal em Huntsville às 18h .

Ela vai ser a 544ª no Texas desde que a Suprema Corte recomeçou a pena de morte em 1976, o maior número entre todos os Estados dos EUA, se a realização for adiante.

A Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou na terça-feira a resolução de um tribunal de apelações que derrubou uma limitação de viagens proposta pelo presidente dos EUA, Donald Trump, contra cidadãos de vários países de maioria muçulmana e que agora já expirou.A corte não comportar-se em uma outra contestação, movida pelo Estado do Havaí, a qual a Suprema Corte também aceitou tratar. Esse caso contesta uma limitação a refugiados por 120 dias, que ainda não expirou.

Advogados de Pruett argumentaram que ele é inocente e pediram que a corte poupasse a sua vida. A resolução divulgada pelo juiz Samuel Alito não exibiu justificativas.

Pruett , que satisfazia uma sentença de 99 anos como cúmplice de um homicídio cometido por o a morte , condenou seu pai de o guarda penitenciário Daniel Nagle , golpeado com objeto cortante.

Promotores declararam que ele matou o agente porque Nagle havia o repreendido por levar um sanduíche para a área de recreação. Se os encontraram perto do corpo de Nagle, pedaços rasgados do boletim disciplinar sobre Pruett.

“Nenhuma testemunha declarou ter presenciado o ataque, e nenhuma evidência física ligava Robert Pruett com o homicídio”, escreveram os advogados do preso no recurso à Suprema Corte na terça-feira.

Eles declararam que se condenou Pruett com base em depoimentos duvidosos de informantes em a prisão e que nem as impressões digitais nem o DNA dele foram encontrados no boletim rasgado. Faz 17 anos, os advogados também pediram a o estado depois de exames inconclusivos.

Ken Paxton na representação na Suprema Corte alegou: “As alegações dele têm como base a pura especulação não provam a sua inocência”. Ken Paxton é procurador-geral do Texas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States

Cities: Huntsville

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Suprema Corte dos EUA recusa recurso e abre percurso para realização no Texas
>>>>>Suprema Corte dos EUA derruba decisão que contestou restrição de viagens – October 11, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Expulsão dos EUA de diplomatas cubanos inclui todos os funcionários de negócios – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Irã afirma que EUA violaram “corpo e espírito” do pacto nuclear – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Irã adverte aos EUA que suas bases estarão em perigo se impuser novas sanções – October 08, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Secretário de Defesa Mattis sugere que EUA permaneçam em acordo nuclear com Irã – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Europa fará tudo para preservar acordo com Irã, diz diplomata da UE – October 04, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Robert Pruett 0 60 PERSON 7 Pruett por o: 2, (tacit) ele/ela (referent: Pruett): 1, Robert_Pruett: 2, Pruett: 2
2 Suprema Corte 5 0 ORGANIZATION 7 (tacit) ele/ela (referent: a Suprema_Corte): 3, a Suprema_Corte: 4
3 Daniel Nagle 0 0 PERSON 3 Nagle: 2, Daniel_Nagle: 1
4 decisão 45 150 NONE 2 A decisão: 1, A decisão divulgada: 1
5 Advogados de Pruett 80 0 PERSON 2 Advogados_de_Pruett: 1, ele (referent: Advogados_de_Pruett): 1
6 A Suprema_Corte_dos_Estados_Unidos 0 0 PLACE 2 A Suprema_Corte_dos_Estados_Unidos: 2
7 a decisão de um tribunal de apelações 0 0 NONE 2 a decisão de um tribunal de apelações: 2
8 corte 0 0 NONE 2 a corte: 1, A corte: 1
9 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
10 execução 0 0 NONE 2 execução: 1, a execução: 1