Castigou-se autores de dez crimes cometidos mortes em o bicho : em os últimos 21 anos jamais

Por: SentiLecto

O combate pelo controle de pontos de jogo do bicho e máquinas caça-níqueis no Estado do Rio deixou um rastro de mortes impunes ao longo de décadas. Levantamento feito pelo EXTRA revela que os mandantes de dez crimes provavelmente ligados à contravenção, cometidos ao longo dos últimos 21 anos, njamaisforam pcastigados

Com o homicídio de Paulinho de Andrade — um ano após a morte do pai, Castor de Andrade —, em 1998, teve começo uma série de realizações pelo controle de pontos do bicho. Nenhum dos crimes foi totalmente esclarecido.

LEIA: Filha de bicheiro declara que herança de R$ 25 milhões está por trás de combate na família

No caso da morte de Paulinho, só o pistoleiro foi condenado. Se a identificou jamais, a autoria intelectual da trama, que ocorreu em meio a um combate sangrento dentro da família do capo e responsabilizada. A determinação de outra homicídio — o de Myro Garcia, em 2017 — também ficou pela metade. Do total de casos analisados, sete — o mais antigo de 2009 — ainda estão em andamento e dois acabaram em absolvição.

Na semana passada, Shanna Garcia declarou que os assassinatos no coração do jogo do bicho, jamais desvendados, expõem uma “polícia corrompida”. Shanna Garcia é filho do bicheiro Waldomiro Paes Garcia. Faz 12 dias, em o Recreio, ela acusou a equipe de a Delegacia de Homicídios que investiga a emboscada,, de ser um monte de gente vendida ” “, alvo de atentado em o último dia 8. Faz 15 anos, o homicídio de Maninho foi um de os casos não solucionados. O homicídio de Maninho é pai de Shanna. Faz 1 ano, se arquivaram os inquéritos, após 14 anos, a pedido de o Ministério Público. Faz 35 anos, Antônio Carlos Silva Biscaia, que relata que, em a primeira vez em que esteve em a frente de o MP, determinou abertura de investigação para investigar contraventores que foi procurador-geral de Justiça do Rio em os anos 1980 e 1990,, recorda que a impunidade é histórica.Ele deixou a posição dois anos depois e, em 1991, ao reassumi-lo,assombrouu-se:

Por outro lado, — Seguiremos em frente e solucionar esses casos. Não temos medo de ataques. Todos serão identificados — declarou Nunes.

Na quinta-feira 10 de outubro a disputa pelo controle dos pontos de jogo do bicho não era a única da família do bicheiro Waldemir Paes Garcia, o Maninho, assassinado em setembro de 2004. Há 15 anos, se arrastava na Justiça uma briga pelos bens acumulados em vida pelo contraventor. O processo do inventário do bicheiro havia tido começo pouco mais de dois meses após a sua morte, e até não havia tido um desfecho. A disputa já havia envolvido até mesmo a invasão de uma das fazendas do contraventor e gados roubados do local.

— Sete anos depois, procurei a investigação. Nada havia sido apurado. Determinei que nada mais fosse mandado à polícia. Seguiríamos com os inquéritos no MP. O problema é que os inquéritos jamais são feitas de maneira correta, e os bicheiros têm poder de corrupção e intimidação.

Desfechos obscuros

Faz 27 anos, uma ação inédita ocorreu pouco depois quando grandes capos, entre eles Castor de Andrade, foram condenados por a juíza Denise Frossard a seis anos de prisão por formação de quadrilha armada. O julgamento foi histórico, e os contraventores foram para trás das grades. Cinco anos após, tinham sido soltos.

Na família de Shanna, além de Maninho, há outras três mortes obscuras — a de seu ex-marido, José Luiz Lopes a de seu irmão, Myro Garcia José Luiz Lopes é o Zé Personal., e a do pecuarista Rogério Mesquita, braço-direito de Maninho e tratado como “tio”. Shanna chegou a ser delatada, com sete pessoas, entre elas quatro PMs e um policial civil, por tentativa de assassinar Mesquita. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MP se persuadiu de que o crime estava ligado ao espólio de Maninho. Mas os acusados foram absolvidos. Faz 10 anos, o amigo de a família foi, em janeiro de 2009, em Ipanema. Jamais se descobriu por quem. Faz 1 ano, o Gaeco pediu que investigações ligadas em a contravenção que estavam em a Delegacia de Homicídios,, fossem mandados a o órgão, em 2018.Quando há desfecho, até o resultado é obscuro. Rogério de Andrade era acusado de ser mandante da morte do primo, Paulinho, e de um segurança. Mas ele e seu irmão, Renato, também réu, foram absolvidos por falta de provas. O único condenado foi o ex-PM Jadir Simeone, que confessou ter matado Paulinho a mando dos irmãos. Se o matou em o presídio.

A DH não descarta também a chance de uma condução coercitiva, onde os agentes iriam até a casa dela e a levariam à delegacia. Intimou-se Bernardo Bello o ex-cunhado de Shanna, , acusado por ela de ser o mandante de o crime, também e tinha o testemunho marcado para a manhã de esta quinta-feira. Se o escutará no entanto, agora em a sexta-feira.A DH não descarta também a chance de uma condução coercitiva, onde os agentes iriam até a casa dela e a levariam à delegacia. Intimou-se Bernardo Bello o ex-cunhado de Shanna, , acusado por ela de ser o mandante de o crime, também e tinha o testemunho marcado para a manhã de esta quinta-feira. Se o escutará no entanto, agora em a sexta-feira.

Procurada, a Secretaria de Polícia Civil informou que se apuram todos os casos com rigor, “não só pela Delegacia de Homicídios da Capital , mas por todas as unidades de Polinesia Francesa, independentemente da natureza dos envolvidos”. Disse ainda estar escutando testemunhas e fazendo diligências sobre a tentativa de assassinato de Shanna: “No momento oportuno, a DHC assinalará os culpados pelos crimes para apreciação do Judiciário”.

Shanna teria tomado a iniciativa no mesmo dia em que a Polícia Civil a procurou em três endereços tentando lhe entregar uma notificação para depor.

Castor Gonçalves de Andrade e Silva tornou-se o chefão da contravenção no Rio nos anos 70 e chegou a expandir seus domínios para o Nordeste. O capo faleceu de enfarte em abril de 1997, dando começo a um combate na família. Ainda em vida, Castor selecionou Rogério para comandar a contravenção na Zona Oeste e em outras áreas do estado. Rogério é seu sobrinho. O filho de Castor, Paulinho, não consentiu e começou um combate com o primo. Faz 21 anos, segurança foram assassinados em a Barra, em 1998 Paulinho e um. Fernando Iggnácio Miranda assumiu o lugar na disputa com Rogério. Fernando Iggnácio Miranda é o genro de Castor.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Mesquita

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Castigou-se autores de dez crimes cometidos mortes em o bicho : em os últimos 21 anos jamais
>>>>>’Estão tentando desqualificar a Polícia Civil’, diz delegado sobre depoimento de Shanna ao Ministério Público – October 15, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Shanna Garcia alega ‘problemas pessoais’ e depoimento na DH é mais uma vez adiado – October 16, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Shanna pede ajuda ao MP e diz que há ‘um monte de gente vendida’ na Delegacia de Homicídios – October 15, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Filha de bicheiro diz que herança de R$ 25 milhões está por trás de guerra na família – October 14, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Filha de Maninho manda recado em grupo de WhatsApp e diz estar bem: ‘O pior passou’ – October 09, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Filha do bicheiro Maninho é baleada na Barra da Tijuca – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Nova guerra na família de Maninho pode ter motivado ataque a tiros contra Shanna – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>De equitação a briga com irmãos durante inventário: saiba quem é Shanna, a filha de Maninho – October 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Chefe de grupo de matadores foi segurança de filha de Maninho – October 09, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Filha do bicheiro Maninho é baleada no Recreio dos Bandeirantes – October 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Chefe de grupo de matadores foi segurança da filha de Maninho – October 09, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Acusado de matar filho de bicheiro contradiz versão da polícia para não investigar guerra da contravenção – October 15, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Shanna Garcia alega ‘motivos pessoais’ e depoimento na DH é mais uma vez adiado – October 16, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 50 NONE 10 (tacit) eu: 10
2 Antônio Carlos Silva Biscaia 70 140 PERSON 9 o (referent: Antônio_Carlos_Silva_Biscaia que em a primeira vez): 1, (tacit) ele/ela (referent: Silva): 2, (tacit) ele/ela (referent: Antônio_Carlos_Silva_Biscaia que em a primeira vez): 2, Ele (referent: Antônio_Carlos_Silva_Biscaia que em a primeira vez): 1, Antônio_Carlos_Silva_Biscaia que em a primeira vez: 3
3 Shanna Garcia 60 0 PERSON 7 a (referent: Shanna): 1, ela (referent: Shanna_Garcia): 1, Shanna: 4, Shanna_Garcia (apposition: filho de o bicheiro Waldomiro_Paes_Garcia, o Maninho): 1
4 DH 0 0 ORGANIZATION 6 ela (referent: A DH): 4, A DH: 2
5 guerra 0 150 NONE 5 guerra: 1, uma guerra: 2, A guerra: 1, uma guerra sangrenta: 1
6 inquéritos 0 0 NONE 5 inquéritos ligados: 1, as investigações: 3, o inquérito: 1
7 Rogério Mesquita 0 120 PERSON 4 a de o pecuarista Rogério_Mesquita braço-direito de Maninho e tratado como tio: 1, Rogério (apposition: seu sobrinho): 1, Rogério_de_Andrade era acusado de ser mandante de a morte de o primo Paulinho: 1, Rogério: 1
8 Bernardo Bello 0 80 PERSON 4 Bernardo_Bello: 2, ele (referent: Bernardo_Bello): 2
9 família 0 0 NONE 4 a família: 3, família: 1
10 o ex-PM Jadir_Simeone 100 0 OTHER 3 Ele (referent: o ex-PM Jadir_Simeone): 1, o ex-PM Jadir_Simeone: 2