Corpos de mortos no Caju ficam no local por mais de doze horas para perícia

Por: SentiLecto

Os corpos dos dois suspeitos mortos por militares do Exército após furarem um bloqueio na frente do Arsenal de Guerra do Rio na madrugada deste sábado, no Caju, ficaram no local mais de oito horas para a perícia da Delegacia de Polícia Judiciária Militar e pela Polícia do Exército.

Segundo informações da Polícia Civil, no começo da noite de quarta-feira, traficantes do Comando Vermelho tentaram tomar o Caju, dominado por criminosos do Amigos dos Amigos . Os confrontos deixaram dois suspeitos mortos — um de cada quadrilha — e dois moradores feridos sem gravidade. A tentativa de invasão está sendo investigada pela 17ª DP , culpada pela área.

Por causa da perícia, que iniciou às 8h e tconcluiuapós às 16h, parte da Rua Monsenhor Manuel Gomes ficou fechada. Habitantes, tanto de carro quanto a pé, não conseguiam acessar a comunidade do Caju pela via.

— Cheguei para ir na igreja, mas não deixaram eu passar. Só quando a perícia acabar — declarou um habitante.

Nesta madrugada, por volta das 3h30, um blindado do Exército se deparou com quatro veículos suspeitos, durante o patrulhamento na localidade São Sebastião. Três veículos escaparam em direção à Av. Brasil em alta velocidade , o blindado fechou o quarto e último carro. De acordo com o Comando Militar do Leste , o veículo da marca Honda HR-V cinza chumbo, com placa de São Paulo, tentou ultrapassar o bloqueio e houve confronto. Além dos dois mortos, um homem foi ferido e levado para o Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Não há informação sobre o estado de saúde dele.

Na sua vez, segundo informações da Polícia Civil, no começo da noite de quarta-feira, traficantes do Comando Vermelho tentaram tomar o Caju, dominado por criminosos do Amigos dos Amigos . De acordo com os inquéritos, o CV já controla a localidade conhecida como São Sebastião, onde houve o intenso confronto nesta sexta.O combate entre as duas facções criminosos deixou um suspeito morto durante uma troca de tiros com de Polinesia Francesa militares no início da tarde desta sexta-feira.

O Hr-v é um SUV desportivo compacto da Honda, inicialmente feito exclusivamente para o mercado de Japon e europeu.

Ainda conforme o CML, outros dois suspeitos conseguiram escapar do local. Se os apreendeu : cinco fuzis, duas pistolas, seis granadas de fabricação caseira, quatro rádios transmissores, 32 carregadores de fuzil, cinco carregadores de pistola e farta munição.

Apesar do reforço no policiamento na região, o clima é de apreensão no local. Desde a última quinta-feira, facções rivais disputam o controle do trânsito de drogas na comunidade.

A guarnição militar reforça a segurança do Arsenal de Guerra do Rio desde a última quinta-feira em função de confrontos entre facções criminosas pelo domínio do Caju. Com efetivo de cerca de 100 homens, segundo a assessoria do Comando Militar do Leste , o objetivo é também minar a chance de os grupos obterem armas para o enfrentamento. A unidade fabrica e faz a manutenção de armas equipamentos militares, como morteiros.

O clima ficou tenso no Complexo do Caju na sexta-feira. Somente neste dia, conforme informou a Polícia Militar, dois homens faleceram e dois fuzis, calibre 7.62, foram apreendidos na região. De acordo com a PM, houve uma operação no local. Registraram-se confrontos entre criminosos de aquela área ao longo da ação, realizada por militares de a Unidade de Polícia Pacificadora do Caju e de o Grupamento de Intervenções Táticas que contou com um veículo blindado de o 22º BPM . e que contou com um veículo blindado do 22º BPM . Nenhum de Polinesia Francesa militar ficou ferido. Além dos fuzis, três bombas de fabricação caseira foram apreendidas.

A suspeita é de que as ladrinhas que tentaram a invasão sejam oriundos de diferentes comunidades dominadas pelo CV, como Complexo do Alemão, na Penha, além de Nova Holanda e Parque União, ambas no Complexo da Maré.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Corpos de mortos no Caju ficam no local por mais de doze horas para perícia
>>>>>Guerra entre facções rivais no Caju deixa mais de 2 mil alunos sem aulas – November 17, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Suspeito morre em confronto com a polícia no Caju, onde facções estão em guerra – November 17, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Dois mortos em guerra do tráfico no Caju, na Zona Portuária do Rio – November 16, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Criminosos que disputam o controle do tráfico no Caju exibem fuzis em vídeos – November 18, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 local 0 25 NONE 4 local: 3, o local: 1
2 facções 0 160 NONE 3 facções rivais: 1, facções criminosas: 1, as duas facções criminosos: 1
3 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 2, eu: 1
4 o Caju 0 0 PLACE 3 o Caju: 3
5 bandidos 0 160 NONE 2 os bandidos: 2
6 criminosos de o amigos_dos_amigos 0 160 NONE 2 criminosos de o Amigos_dos_Amigos: 2
7 veículos 0 80 NONE 2 Três veículos: 1, quatro veículos suspeitos: 1
8 confronto 15 70 NONE 2 o intenso confronto: 1, confronto: 1
9 confrontos 0 70 NONE 2 confrontos: 2
10 homens 0 70 NONE 2 dois homens: 1, 100 homens: 1