Vote2final.png

Apuração confirma triunfo de Merkel nas votações de Alemania

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Vote2 final

A apuração final dos votos das votações na Alemanha confirmou nesta segunda-feira o triunfo do bloco conservador liderado pela chanceler, Angela Merkel, com um grande retrocesso, e a estreia da ultradireitista Alternativa para a Alemanha no Parlamento como terceira força.

Segundo os dados divulgados pelo Escritório eleitoral federal, a União Democrata-Cristã de Merkel e sua irmanada União Social-Cristã da Baviera ficaram com 33% dos votos, uma queda de 8,5 pontos em relação há quatro anos e o seu segundo pior resultado depois dos 31% de 1949.

O Partido Social democrata , liderado por Martin Schulz, caiu para 20,5%, mais de cinco pontos abaixo das votações gerais anteriores e o pior resultado da história da legenda.

Preferida segundo todas as pesquisas, Merkel tem quase certa a possibilidade de um quarto mandato. Quando atingiu 41,5%, mas o resultado esperado é assim mesmo bem abaixo do que obteve há quatro anos. A perda é resultado da crise dos refugiados, que, segundo analistas, não foi ainda inteiramente superada.A União Democrata Cristã e a União Social Cristã da Baviera conquistaram entre 32,5% e 33,5% dos votos, à frente dos social-democratas do SPD de Martin Schulz, com entre 20% e 21%, segundo as pesquisas de boca de urna dos canais públicos ARD e ZDF.

Na quarta-feira 13 de setembro firme no percurso para a reeleição, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, havia recusado um pedido de seu adversária Martin Schulz para uma repetição de uma discussão televisiva, depois de um primeiro embate no qual ele havia sido incapaz de reduzi o benefício da atual líder de Alemania nas pesquisas.

Martin Schulz ) é um político alemão pertencente ao Partido Social-Democrata da Alemanha-SPD .

A AfD, que nas votações de 2013 ficou fora do Bundestag ao não conseguir por alguns décimos o mínimo necessário de 5% dos votos, neste domingo conquistou 12,6%.

Partido político é um grupo coordenado, legalmente formado, com base em maneiras voluntárias de participação numa associação orientada para ocupar o poder político.

O Partido Liberal , legenda tradicionalmente que pende a balança na Alemanha e que há quatro anos também não conseguiu o mínimo para entrar no Legislativo, regressa à câmara com o asuportede 10,7%.

Faz 4 anos, a Esquerda obteve %9,2 de os votos, seis décimos mais que enquanto que os Verdes ficaram com %8,9, meio ponto mais que em as votações anteriores.

Um cartaz do CDU que sintetiza um ponto-chave da discussão durante a campanha. declarava: “O pleno emprego é melhor que a justiça social”.

De acordo com a lei eleitoral, após serem apurados todos os primeiros votos e os segundos o Parlamento será ampliado das 631 cadeiras da última legislatura para 709, o maior número até o momento.

Um governo com maioria parlamentar exigiria a reedição da grande aliança entre conservadores e social-democratas que Merkel liderou na última legislatura, mas Faz 1 dia, que Schulz recusou em a noite ou a formação de uma tripartite entre as fileiras da chanceler, os liberais e os verdes.

O analista político Michael Spreng considera que um dos grandes erros do SPD durante a campanha foi justamente focá-la no discurso sobre justiça social em um momento no qual a maioria dos alemães considera que a situação econômica do país é boa.

A participação nestas gerais, segundo os dados do Escritório eleitoral federal, ficou em 76,2%, frente a 71,5% de 2013.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Apuração confirma triunfo de Merkel nas votações de Alemania
>>>>>Schulz e Merkel fazem última aparição pública antes de eleições na Alemanha – September 23, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>Merkel vota na eleição na Alemanha – September 24, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Colégios eleitorais abrem na Alemanha – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Alemães alertam para apatia com Merkel liderando para 4º mandato – September 24, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Merkel diz que ameaça de Trump de ‘destruir’ Coreia do Norte é um erro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Merkel rejeita ameaças de Trump a Pyongyang e fala em solução diplomática – September 20, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Moon e Trump concordam em aplicar “a fundo” sanções contra a Coreia do Norte – September 17, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Em desafio a sanções da ONU, Coreia do Norte ameaça redobrar esforços – September 13, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Coreia do Sul realiza seu primeiro teste de fogo real com um míssil Taurus – September 13, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump diz que opções para lidar com Coreia do Norte são ‘esmagadoras’ – September 15, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA e Coreia do Sul querem mais pressão sobre Pyongyang – September 17, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump pressiona por mais sanções internacionais contra Coreia do Norte – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Merkel obtém quarto mandato como chanceler da Alemanha – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Angela Merkel 80 0 PERSON 7 Angela_Merkel: 2, Merkel: 2, (tacit) ele/ela (referent: Merkel): 3
2 resultado 0 90 NONE 3 o resultado esperado: 2, pior resultado: 1
3 Martin Schulz 0 0 PERSON 3 Martin_Schulz: 2, Schulz: 1
4 a Alemanha 0 0 PLACE 3 a Alemanha: 3
5 da Partido Alemanha-SPD 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: O Partido_Liberal): 1, O Partido_Liberal: 1, o Partido_Social-Democrata_da_Alemanha-SPD: 1
6 eleições 0 0 NONE 3 as eleições: 1, eleições gerais anteriores: 1, as eleições anteriores: 1
7 votos 0 0 NONE 3 os votos: 3
8 AfD 120 0 ORGANIZATION 2 A AfD: 2
9 Esquerda 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: A Esquerda): 1, A Esquerda: 1
10 SPD 0 0 ORGANIZATION 2 o SPD: 1, (tacit) ele/ela (referent: o SPD): 1