Arquitetura e estresse têm que ser sinônimos?

Por: SentiLecto

Tornar-se arquiteto e trabalhar na área não parece ser das tarefas mais saudáveis. Longas jornadas, cobrança intensa e a necessidade de tomar resoluções depressa, aliado com perspectivas de salários baixos e frequentes relatos de precarização das relações trabalhistas, tornam a arquitetura uma dos ofícios mais estressantes.

Estefanía Grandal Leirós e Lyudmila Castro Fiorito são sócias da Encaixe Arquitectura, um pequeno estúdio fundado em 2015 com sede em O Porriño, Espanha. Sua vocação é auxiliar as pessoas a projetar espaços com vida que respondam às necessidades dos usuários, amelhorandoas qcaracterísticasmateriais e espaciais para cinstituirlugares únicos com personalidade.

Faz 2 anos, uma pesquisa realizada por o Architect ” s Journal constatou que %25 de os alunos de arquitetura de o Reino Unido buscam tratamentos relacionados a saúde mental. Em um artigo publicado em maio de 2014 sobre a saúde mental de alunas de arquitetura, Jennifer Whelan discute resultados de uma pesquisa desenvolvida pela União do Estudante de Pós Graduação de Arquitetura, Paisagem e Design da Universidade de Toronto, onde muitos estudantes admitiram que regularmente viravam noites, pulando refeições, abandonando atividades sociais extracurriculares e raramente se exercitando para conseguir concluir os projetos no prazo.

Marina Villelabeitia é Arquiteta e Gerente Cultural da FADU / UBA. Trabalha de maneira independente em Buenos Aires e na Patagônia, investigando as correspondências entre paisagem, identidade e cultura através de explorações que se baseiam em diferentes disciplinas. Se escolheu mundo Petroleo sua série chamada para a exibição de Argentina em a Bienal de Veneza, como parte de a exposição maior Vertigo Horizontal.

No entanto, em vez de buscar a mudança desse quadro, muitos escritórios de arquitetura parecem perpetuar e cristalizar essas práticas. Não é incomum ler, em chances de trabalho e estágio, talentos como “resistência ao estresse”, ou “ter um alto nível de controle ao estresse e a habilidade de conservar uma visão geral em circunstâncias caóticas”, por exemplo, além de exigências como o domínio em variados programas e idiomas, dinamismo para trabalho em equipe e disponibilidade para viagens e experiências anteriores. Para debater isso, sugerimo uma Discussão AD, que você acha que todo o processo tem que ser estressante. ? Que a pressão leva a resultados melhores? Ou acha que os escritórios de arquitetura deveriam se inspirar em outras áreas, que provam que funcionários mais contentes produzem mais? Qual a sua experiência? Desejamo saber!

Fonte: archdailybrasil-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United Kingdom

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Arquitetura e estresse têm que ser sinônimos?
>>>>>Mulheres que estão ajudando a definir a arquitetura mundial – (archdailybrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Arquiteta e Gerente_Cultural_da_FADU 0 0 PERSON 2 (tacit) eles/elas (referent: Arquiteta e Gerente_Cultural_da_FADU): 1, Arquiteta e Gerente_Cultural_da_FADU: 1
2 arquitetura 0 0 NONE 2 arquitetura: 1, a arquitetura: 1
3 explorações 0 0 NONE 2 explorações: 2
4 nós 0 0 NONE 2 (tacit) nós: 2
5 uma Discussão_AD 0 0 OTHER 2 uma Discussão_AD: 2
6 áreas 0 0 NONE 2 outras áreas: 2
7 ter um alto nível de controle a o estresse e a capacidade de manter uma visão geral em circunstâncias caóticas além_de requisitos como o domínio em variados softwares e idiomas dinamismo para trabalho em equipe e disponibilidade para viagens e experiências anteriores 110 80 NONE 1 ter um alto nível de controle a o estresse e a capacidade de manter uma visão geral em circunstâncias caóticas além_de requisitos como o domínio em variados softwares e idiomas dinamismo para trabalho em equipe e disponibilidade para viagens e experiências anteriores: 1
8 relatos de precarização de as relações trabalhistas 0 80 NONE 1 relatos de precarização de as relações trabalhistas: 1
9 longas jornadas cobrança intensa e a necessidade de tomar decisões rapidamente 15 40 NONE 1 Longas jornadas cobrança intensa e a necessidade de tomar decisões rapidamente: 1
10 as necessidades de os usuários 0 40 NONE 1 as necessidades de os usuários: 1