Casa na Ilha – Contexto ® / Garden House

Por: SentiLecto

Caracterização mandada pela equipe de projeto. A casa. Uma pequena habitação com um conjunto de volumetrias espontâneas, introduzida numa ilha no centro do Porto.Para os tornar habitáveis, um conjunto de questões a resolver: privacidade; luz natural; dimensões regulamentares; trocar a cobertura de amianto; conforto térmico;

Com o concepção de viver uma nova vida numa casa antiga, harmonizamos o que deveria ser valorizado desta história com novos elementos.A habitação de estilo de Japon original se converteu num jardim. É no conforto do espaço exterior que vários elementos se entrelaçam.A casa em si está localizada em uma rua linear, criando um caminho singular para chegar à entrada. A experiência de percorrer um corredor coberto antes de finalmente chegar à entrada oferece às pessoas uma experiência completa antes mesmo de entrar. A beleza simples da casa de dois andares continua no espaço interno. Uma flora de um jardim a o ar livre é habilmente trazida para o espaço a sensação em cachoeira   e uma escada de aço , tudo em contraste com um aconchegante forro de madeira. O coração da casa é evidente: uma grande área de estar que se conecta estrategicamente com quase qualquer outro lugar da casa. É um lugar habitual para interação e entretenimento, com lareira e um depósito de lenha vertical e imaginativo.Os arquitetos sugeriram uma solução que não exclusivamente satisfez as pré-requisito individuais da família, mas também se realçou, desafiando as limitações de tempo e verba. Projetou-se a casa considerando a concepção de Vastu sobre fluxo de energia. Outra referência conceitual vem do arquiteto F. L. Wright: “Uma construção tem que prover uma sensação de alojamento, refúgio e proteção contra os elementos externos. Se sentir expostos ou desprotegidos, seus moradores não devem , jamais tem que faltar privacidade.”

A estratégia. A substituição da cobertura pré-existente foi a premissa para a definição da estratégia.

Resolveu-se o conjunto de necessidades através da reconfiguração deste elemento, que agora não cobre os dois espaços que tinham o pé-direito demasiado baixo. Dessa maneira, redundam dois pátios que asseguram a privacidade e permitem a entrada de luz natural no interior.

Fonte: archdailybrasil-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Casa na Ilha – Contexto ® / Garden House
>>>>>Reforma da Casa Shimotoyama / ALTS Design Office – May 19, 2018 (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>Casa Rapel / Bauer Arquitectos – April 21, 2018 (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>Casa MIDA / Apaloosa Estudio de Arquitectura y Diseño – (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>Casa BVLE / Live Incorporadora – April 25, 2018 (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>Casa 08 / Live Incorporadora – April 20, 2018 (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>Casa Confusa / SO – (archdailybrasil-pt)
>>>>>Casa Bloomfield / FGR Architects – May 24, 2018 (archdailybrasil-pt)
>>>>>>>>>Residência Wildcoast / FGR Architects – (archdailybrasil-pt)
>>>>>Casa Sky Box / Garg Architects – May 28, 2018 (archdailybrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 elementos 0 15 NONE 3 os elementos externos: 1, vários elementos: 1, novos elementos: 1
2 privacidade 0 0 NONE 3 a privacidade: 1, privacidade: 2
3 área 100 0 NONE 2 uma grande área: 2
4 casa 0 0 NONE 2 A casa: 2
5 espaço 0 0 NONE 2 o espaço: 1, o espaço interno: 1
6 espaços 0 0 NONE 2 os dois espaços: 2
7 jardim 0 0 NONE 2 um jardim: 2
8 pátios 0 0 NONE 2 dois pátios: 2
9 uma solução 0 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: uma solução): 2
10 as restrições de tempo e orçamento 0 60 NONE 1 as restrições de tempo e orçamento: 1