Dirigentes tentam abafar divisões do PSDB em encontro que elegeu Alckmin

Por: SentiLecto

Em acontecimento que elegeu Geraldo Alckmin, que defendeu a pauta de reformas do Estado, em uma tentativa de vincular o PSDB a essa agenda, presidente nacional do PSDB, tucanos arremessaram o governador paulista em pré-campanha ao Palácio do Planalto, com um discurso centrado na busca pela recuperação da economia. , e responsabilizou o PT pela recessão dos últimos anos.

“Temos compromisso com as reformas que darão condições para o Brasil voltar a aumentar. Sabemos como chegar lá e não em bravatas de marketing. Sabemos fazer políticas públicas perenes”, alegou.

Alegou: “Não vejo que essa mediocridade binária entre Lula e Bolsonaro vá dar certo”.

Durante o acontecimento, os dirigentes tucanos se esforçaram para abafar divisões internas que resistem no partido, apesar dos esforços de Alckmin para evitar a fragmentação.

O primeiro da linha sucessória no novo comando da sigla vai ser Marconi Perillo seguido do deputado Ricardo Tripoli . Marconi Perillo é o governador de Goiás. Com isso, Alckmin distribuiu a correntes anômalo as duas principais vices. Perillo é próximo ao governo e defende uma relação mais próxima ao PMDB. Se alia Tripoli já de o senador Tasso Jereissati que abriu mão de disputar a presidência de o partido com Perillo em favor de Alckmin,.

Aliados de Alckmin e do senador Aécio Neves também ocupam posição de destaque no novo comando do partido, que vai ficar na posição pelos próximos dois anos.

A secretaria-geral ficou com o deputado Marcus Pestana , próximo ao senador de Mineral’nyje Vody, e a tesouraria com o homem de confiança do governador paulista, deputado Silvio Torres .

Lideranças da legenda tentaram provar unidade. Eles se reuniram em um café ao lado do acontecimento para chegar juntos ao salão de discursos. Foco das atenções, Alckmin posou para fotografias com o prefeito de São Paulo, João Doria, os senadores Tasso Jereissati e Cassio Cunha Lima e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

Ao discursar após sua votação para a direção da legenda, Alckmin falou ver “legitimidade” na resolução de Virgílio.

As divergências, contudo, ficaram claras nos últimos dias durante a formação da chapa eleita neste sábado. Alckmin passou as últimas duas semanas concentrado em formar uma estrutura de comando do partido que admirasse alas anômalo. Com isso ele evita enfrentar palanque dividido na disputa pela Presidência da República em 2018.

Alckmin desejava sair do acontecimento consagrado candidato tucano ao Palácio do Planalto, mas seus planos foram frustrados por Virgílio, que discursou anunciando sua pré-candidatura. O PSDB terá que realizar no começo do ano que vem prévias para oficializar um candidato.

Vaiou-se o prefeito de Manaus a o se arremessar pré-candidato, . Em resposta, declarou que o gesto era de “mau gosto” e propôs aos militantes que vaiassem o deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato ao Planalto, a quem chamou de “fascista e homofóbico”.

Virgílio ainda defendeu que o partido feche questão em defesa da reforma da Previdência. Ele ainda falou que o PSDB deve “castigar pessoas que pratiquem transgressões ou corrupção”, sem mencionar nomes.

Outro a defender a eleição da reforma da Previdência foi Perillo. O governador, contudo, não falou em suporte integral do partido, mas declarou que esse é um assunto de protagonismo para os tucanos.

Suporte DE DORIA

Doria foi um dos primeiros a fazer discurso. Para se afastar da imagem de que disputaria com Alckmin a candidatura pela presidência da República, seus assessores orientaram ele a caminhar ao lado do governador sempre. Ao subir no palanque, fez uma fala elogiosa.

Como costuma fazer, o prefeito voltou a conduzi críticas ao PT. “Lá em São Paulo nós arrasamos o PT na votação no ano passado. Não há mais cinturão vermelho em São Paulo e também na região metropolitana. Só deu PSDB e partidos aliados”, disse.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

Cities: Manaus, Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Dirigentes tentam abafar divisões do PSDB em encontro que elegeu Alckmin
>>>>>Arthur Virgílio desafia Alckmin, diz querer prévias no PSDB e ironiza vaias – December 09, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Geraldo Alckmin 30 0 PERSON 9 Alckmin: 6, ele (referent: Alckmin): 1, (tacit) ele/ela (referent: Alckmin): 1, Geraldo_Alckmin: 1
2 nós 0 30 NONE 4 nós: 1, (tacit) nós: 3
3 eu 80 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
4 evento 60 0 NONE 4 evento: 2, o evento: 1, o evento consagrado: 1
5 Virgílio 0 0 PERSON 4 Ele (referent: Virgílio): 1, Virgílio: 3
6 partido 0 0 NONE 4 o partido: 4
7 Jair Bolsonaro 0 5 PERSON 2 o deputado Jair_Bolsonaro: 1, Bolsonaro: 1
8 João Doria 0 0 PERSON 2 ele (referent: Doria): 1, Doria: 1
9 Lula 0 0 PERSON 2 Lula: 1, (tacit) ele/ela (referent: Lula): 1
10 PSDB 0 0 ORGANIZATION 2 o PSDB: 1, O PSDB: 1