DeputadoMichelTemer.JPG

Milhares de brasileiros pedem saída de Temer e exigem votações diretas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Deputado Michel Temer

Com gritos de “Fora Temer”, milhares de brasileiros foram às ruas de dezenas de cidades do país nesta quinta-feira para pedir evotaçõesdiretas e exigir a renúncia do presidente Michel Temer após as novas dacusaçõesde corrupção que atingiram em crepletoo governo e o senador Aécio Neves.

Michel Miguel Elias Temer Lulia é um político, advogado, professor universitário e escritor brasileiro, atual presidente brasileiro após o impeachment da titular, Dilma Rousseff.

As manifestações foram convidadas pelas redes sociais por organizações da sociedade civil e também foram palco de protestos contra os cortes e as reformas econômicas promovidas por Temer.

No entanto, a gravação feita por um dos proprietários do Grupo JBS, Joesley Batista, na qual o presidente dá autorização para que o empresário adquira o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha foi a gota d’água para gerar novos pedidos de saída de Temer do poder.

O jornal “O Globo” informa que Joesley Batista e seu irmão, Wesley, donos da JBS, tentam fechar um acordo de delação premiada com a Justiça como já fizeram 77 ex-diretores do grupo Odebrecht, também envolvido no escândalo da Lava Jato.

Na terça-feira 09 de maio o presidente Michel Temer havia feito um discurso a portas fechadas no Palácio do Planalto em que havia declarado ver uma “luta política” contra seu governo e que não havia chegado aa posição para “arruinar trabalhadores”.

Por esse motivo, milhares de pessoas foram às ruas de várias cidades do país, sendo os principais protestos no Rio de Janeiro, São Paulo e em Brasília, em meio a fortes esquemas de segurança.

No Rio, os manifestantes tomaram a Cinelândia, no centro da cidade, para pedir o fim do governo e votações diretas. O ato acabou em violência após a Polícia Militar ter entrado em confronto com black blocs, arremessando bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Quando o jornal “O Globo” revelou a existência de uma gravação que menciona que Temer autorizou a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, o novo escândalo que abala o Brasil estourou na noite de ontem , preso por corrupção.

Faz 1 dia, em São Paulo, como já tinha acontecido, centenas de pessoas voltaram a ocupar a Avenida Paulista. Os manifestantes levaram um grande cartaz declarando “Fora Todos”. Alguns outros pediam a prisão de Temer e a convocação de uma nova greve geral.

Em Brasília, milhares de manifestantes tentaram cercar o Palácio do Planalto, mas os gritos contra Temer não chegaram até a sede da presidência devido ao perímetro de segurança feito pela PM.

Faz 1 mês, todas as manifestações foram acompanhadas por uma forte presença de Polinesia Francesa, com o objetivo de evitar os incidentes registrados durante a greve geral em o último.

Por causa do escândalo, o Supremo Tribunal Federal abriu um inquérito contra Temer, que já tinha sido mencionado nas delações da Odebrecht, também envolvida no escândalo de corrupção.

Temer já se o mencionou em vários dos testemunhos dados pelos ex-diretores da Odebrecht, mas a lei impede que o presidente seja investigado por fatos acontecidos antes de seu mandato.Uma frase do ministro Admar Gonzaga, recém empossado no Tribunal Superior Eleitoral , reverberava na noite desta quarta-feira quando noticiada a delação da JBS. “Direito não é ciência exata, é de adequação”.O presidente Michel Temer reconheceu que teve uma reunião em março com Joesley Batista, um dos proprietários do grupo JBS, mas negou que esse encontro serviu para adquiri o silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, preso por participar do escândalo de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.

Em meio a rumores sobre uma possível renúncia, Temer fez um pronunciamento firme nesta quinta-feira e negou deixar a presidência.

No entanto, o próprio Congresso poderia aprovar uma emenda constitucional para convidar uma votação direta ainda neste ano.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo, Paulista, Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Milhares de brasileiros pedem saída de Temer e exigem votações diretas
>>>>>Dono da JBS grava Temer autorizando compra de silêncio de Cunha, diz jornal – May 18, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>STF julgará se presidente Michel Temer poderá ser investigado – May 16, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Amigo de Temer acusado de receber propina estava em evento de Doria em NY – May 18, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>’Nem a esquerda nem flores vão me intimidar’, diz Doria em Nova York – May 15, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Santana acusa Cardozo de mentir de forma ‘deslavada’ para defender Dilma – (FolhaGeneric)
>>>>>Uma nova realidade para o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE – (FolhaGeneric)
>>>>>Temer reconhece reunião com JBS, mas nega ter comprado silêncio de Cunha – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Michel Temer 0 0 PERSON 9 (tacit) ele/ela (referent: O presidente Michel_Temer): 1, Temer: 6, O presidente Michel_Temer: 1, o presidente Michel_Temer: 1
2 Batista Joesley 0 0 PERSON 4 Joesley_Batista: 4
3 escândalo 100 210 NONE 3 O novo escândalo: 2, escândalo: 1
4 o Palácio_do_Planalto 0 3 PLACE 3 o Palácio_do_Planalto: 3
5 Globo 0 0 ORGANIZATION 3 O Globo: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Globo): 1
6 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
7 corrupção 0 120 NONE 2 corrupção: 2
8 Brasília 0 0 PLACE 2 Brasília: 2
9 Supremo Tribunal Federal 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele (referent: o Supremo_Tribunal_Federal): 1, o Supremo_Tribunal_Federal: 1
10 a existência de uma gravação 0 0 NONE 2 a existência de uma gravação: 2