Scaleofjusticegold.png

Ministério Público e Moro não buscam a verdade, declara advogado de Lula

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Scale of justice gold

Em coletiva após o testemunho de Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro, Cristiano Zanin Martins questionou a atuação da Justiça e do Ministério Público. Cristiano Zanin Martins é o advogado do ex-presidente.

O Ministério Público é um organismo público, em geral estatal, ao que se atribui, dentro de um Estado de direito democrático, a representação dos interesses da sociedade mediante o exercício das faculdades de direção do inquérito dos fatos que revestem os caracteres de transgressão, de proteção nas vítimas e testemunhas.

Alegou: “O testemunho serviu para mostrar que o juiz e o Ministério Público não estavam buscando a verdade dos fatos”.

Zanin declarou que a base da denúncia envolve oito contratos firmados pela Petrobras, e que Moro e os procuradores não fizeram qualquer questão a respeito desses contratos.

Moro Em julho , o petista condenou ele a 9,5 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex guardense. Ele recorre da sentença, mas, caso ela seja confirmada no Tribunal Regional Federal, será enquadrado na Lei da Ficha Limpa e se tornará inelegível.

Na quarta-feira 06 de setembro o ex-ministro Antonio Palocci, preso há quase um ano no Paraná, havia prestado testemunho ao juiz Sergio Moro. Ele era acusado de administrar uma conta-corrente de propina da Odebrecht utilizada para favorecer o ex-presidente Lula.

O advogado de Lula alegou que não existe nenhuma prova de que qualquer valor oriundo de contratos com a estatal tenha sido conduzido ao ex-presidente, direta ou indiretamente.

Se não for confirmada a base da acusação, ele declarou que não é possível debater os imóveis que, segundo a denúncia, teriam sido ofertados e aceitos por Lula como propina que, segundo Zanin, é a origem do dinheiro em contratos da Petrobras.

O advogado alegou que o ex-presidente mostrou que nunca recebeu ou requereu qualquer imóvel.

Ter Em este caso , Lula acusa de corrupção passiva e lavagem de dinheiro ele recebido propinas de a Odebrecht. A construtora alega ter pagado R$ 13 milhões para a compra do terreno da nova sede do Instituto Lula e um apartamento em São Bernardo do Campo, próximo à residência do ex-presidente.Faz 4 meses, quando aconteceu o primeiro testemunho a Moro, o PT montou um extenso palanque para a execução de ato em suporte a Lula, em maio. Nesta quarta-feira , o discurso do ex-presidente foi em um carro de som.

Zanin declarou que Lula não respondeu a algumas questões durante o testemunho por três motivos diferentes.

Primeiro, Moro e os procuradores teriam feito questões repetidas sucessivamente. Segundo, teriam formulado “questões insólitas ao objeto do processo”. Terceiro, algumas questões teriam como base papeis cuja autenticidade a defesa questionou ela e, segundo Zanin, ainda não foi dada uma resposta.

O advogado voltou a declarar que o testemunho prestado pelo ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci na semana passada não merece credibilidade. Ele afirma que Palocci contradisse depoimentos prestados por si mesmo anteriormente e depoimentos de testemunhas e acusados.

Ele evidenciou que o ex-ministro está preso há quase um ano e busca acordo de delação premiada. Quando perguntado sobre o tema, Lula respondeu, alegou: “Hoje que a única chance de ‘convênio de sangue’ foi entre Antonio Palocci e a Lava Jato”.

Dirigentes do partido, porém, negaram peremptoriamente a chance.

Além disso, Zanin criticou o juiz Sergio Moro porque, de acordo com ele, o Ministério Público tem acesso a documentos negados à defesa. “Denúncia e defesa devem ser tratadas em platô de igualdade.”

Assista aos vídeos do testemunho de Lula. O último traz o testemunho de Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci.

Assista ao vídeo

Assista ao vídeo

Assista ao vídeo

Assista ao vídeo

Assista ao vídeo

Assista ao vídeo

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ministério Público e Moro não buscam a verdade, declara advogado de Lula
>>>>>Em novo depoimento de Lula, PT procura reforçar embate político – (FolhaGeneric)
>>>>>Lula presta segundo depoimento a Moro em caso de corrupção da Lava Jato – September 13, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Fachin envia denúncia de Dilma, Lula e Mercadante para primeira instância – September 09, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Janot denuncia Lula, Dilma e mais 6 do PT por organização criminosa – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Janot denuncia Lula e Dilma na Lava Jato – September 05, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Em áudio, Joesley fala de Dilma, Cármen Lúcia e combina gravação de Cardoso – September 05, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Lula diz que não chegou onde chegou “sem o dedo de Deus” – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dilma diz que impeachment provocou a ‘destruição’ do PSDB – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Em depoimento, Odebrecht diz que Lula sabia de conta de propina – (FolhaGeneric)
>>>>>Sem dinheiro, PT leva Lula de carro e faz ato modesto em Curitiba – September 13, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Assista aos vídeos do 2º depoimento do ex-presidente Lula a Sergio Moro – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Sergio Moro 0 60 PERSON 6 o juiz Sergio_Moro: 2, (tacit) ele (referent: Moro): 1, Moro: 2, Ele (referent: Moro): 1
2 o último 0 0 NONE 6 (tacit) ele/ela (referent: O último): 6
3 vídeo 0 0 NONE 6 o vídeo: 6
4 Cristiano Zanin Martins 0 0 PERSON 5 Cristiano_Zanin_Martins (apposition: o advogado de o ex-presidente): 1, Zanin: 4
5 depoimento 0 0 NONE 5 prestado depoimento: 1, o depoimento: 1, o primeiro depoimento: 1, o depoimento prestado: 1, O depoimento: 1
6 Lula 0 0 PERSON 4 Lula: 4
7 perguntas 0 80 NONE 3 algumas perguntas: 1, perguntas repetidas: 1, perguntas estranhas: 1
8 corrupção 0 170 NONE 2 corrupção passiva: 1, corrupção: 1
9 eu 7 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
10 Antonio Palocci 0 0 PERSON 2 o ex-ministro Antonio_Palocci: 1, Antonio_Palocci: 1