O “tempo executivo” de Trump: TV, Twitter e pouca clareza

Por: SentiLecto

Donald Trump dedica mais da metade da sua agenda diária ao que a Casa Branca define como “tempo executivo”: horas que o governante pode se dedicar a fazer ligações, ver TV e escrever no Twitter, livre das amarras e da clareza de um calendário definido. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Um funcionário anônimo da Casa Branca vazou recentemente àoijornalismotodas as agendas diárias do presidente desde o ciníciode novembro até o último dia 1º de fevereiro, em uma aparente tentativa de pôr o presidente em evidência e corroborar sua aemoçãopelo “tempo executivo”, um termo que suscita brincadeiras em Washington.

Esses documentos, publicados no site “Axios”, mencionam que Trump passa cerca de 60% do seu horário de trabalho em atividades indefinidas, com quase 300 horas “livres” e somente 77 dedicadas a reuniões programadas nos últimos três meses.

A revelação foi um prato repleto para os mais críticos a Trump, que viram nela o mais parecido com uma confirmação de que o presidente passa os seus dias no Twitter e vendo sua emissora de TV preferida, a “Fox News”, sem trabalhar quase nada.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, tentou dissipar essa ideia ao assegurar que Trump tem “um estilo de liderança diferente dos seus antecessores”, e que suas horas flexíveis animam sua “criatividade” e o tornam “mais produtivo”.

Trump jamais gostou de se limitar a um horário fixo, como já reconheceu em 1987 no seu livro “A Arte da Negociação”.

“Tento não programar muitas reuniões. Deixo a minha porta aberta. Se tudo está, não se pode ser criativo nem empreendedor estruturado demais”, escreveu então o magnata imobiliário.

Previamente, segundo a nota, serão realizadas reuniões de preparação entre suas respectivas equipes a partir de 11 de fevereiro.Faz 4 dias, se Washington tem que impor sanções e contra quem, o Congresso deu a o governo de o presidente Donald Trump um prazo para entregar um relatório sobre quem é o culpado por a morte de Khashoggi e. Assessores parlamentares declararam que não receberam tal relatório da Casa Branca até o começo da noite de sexta-feira.

Na quinta-feira 24 de janeiro Donald Trump exclusivamente considerará um plano do Senado para financiar o governo norte-americano provisoriamente se ele incluir um “grande adiantamento” para um muro ao longo da fronteira com o México, havia declarado a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, nesta quinta-feira. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Foi o general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter umo general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para apazio general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter uma agenda regulare, que detestava ter umo general John Kelly, quem inventou o concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter uma agenda regular segundo o “Axios”. O general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter uma agenda regular é o segundo chefe de salinha de Trump. O general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter uma agenda regular é o segundo chefe de salinha de Trump. O general John Kelly, quem inventou a concepção de “tempo executivo” para acalmar o presidente, que detestava ter uma agenda regular é o segundo chefe de salinha de Trump.

Embora seus tweets matutinos provem que acorda cedo, Trump estende seu tempo na residência e não costuma chegar ao Salão Oval antes de 11h da manhã, bem mais tarde que seus antecessores.

São poucas as vezes que Trump recebe pessoalmente o relatório diário de inteligência – somente 17 em três meses – e muitas vezes também não o lê quando o entregam por escrito, de acordo com a emissora “NBC News”.

A Casa Branca insiste em declarar que o presidente dedica boa parte do seu “tempo executivo” a fazer ligações e ter reuniões privadas, e uma análise do jornal “The Washington Post” prova que Trump nem sempre escreve no Twitter durante seus momentos flexíveis.

Em entrevista publicada hoje pelo jornal “Politico”, Pelosi garantiu que não haverá outro encerramento parcial administrativo.

Mas o fato de que esses contatos não estejam na agenda de Trump significa que os seus subordinados não estão necessariamente a par deles, o que dá rédea solta aos seus frequentes impulsos de ligar para seus aliados na “Fox News” para pedir-lhes conselhos, ou aos jornalistas do jornal “The New York Times” para criticar sua cobertura.

“O preocupante a respeito do presidente Trump é que permite que os caprichos do ciclo de notícias determinem sua agenda, e que sinta que suas alternativas estão determinadas por quem deseja que tenha falado com ele nesse dia”, considerou à Efe o professor de Política Matthew Beckmann, da Universidade da Califórnia em Irvine.

Beckmann está escrevendo um livro sobre a maneira como os presidentes de America manejam o seu tempo, e lhe parece difícil encontrar um precedente para a agenda semivazia de Trump.

Pelosi ao ser perguntada em entrevista coletiva no Capitólio sobre as negociações do comitê bipartidário encarregado de desenvolver uma proposta de fundos para o Departamento de Segurança Nacional respondeu: “Tomara que tenhamos boas notícias em um curto fase de tempo”.

“Todos os presidentes tentam ter adaptabilidade na sua agenda diária, mas normalmente isso inclui uma hora aqui e outra lá, no contexto de um horário cheio”, explicou Beckmann.

“O que parece único no caso de Trump é que sua agenda é basicamente o oposto: muitas atividades ad hoc e somente umas poucas planejadas”, adicionou.

Beckmann não acredita, no entanto, que a pouca clareza da agenda de Trump signifique necessariamente que não esteja fazendo nada, e não descarta que, como declara Sanders, esse estilo de governo seja o mais adaptado para ele.

No entanto, sua tendência a deixar-se levar pelas manchetes das emissoras de televisão, recompiladas a cada tarde para ele em um documento especial, “significa que suas posições podem variar drasticamente de um dia para outro, e isso faz com que seu pessoal não as leve bastante a sério”, informou.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

Cities: Washington, Irvine

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>O “tempo executivo” de Trump: TV, Twitter e pouca clareza
>>>>>Pelosi espera chegar logo a um acordo com Trump para evitar outro fechamento – February 07, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump volta a garantir que construirá muro na fronteira com o México – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump insistirá em muro na fronteira em discurso do Estado da União – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Democratas respondem a Trump após discurso do presidente sobre Estado da União – (EfeGeneric)
>>>>>EUA e China retomarão negociação comercial em 14 e 15 de fevereiro em Pequim – February 08, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump adverte China de que políticas comerciais “chegaram ao seu fim” – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump se diz preocupado com propostas para implementar o socialismo nos EUA – February 06, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Bolsonaro se reunirá com Trump em março na Casa Branca – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Mídia americana destaca pontos controversos em discurso de Donald Trump – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump indica funcionário do Tesouro dos EUA para comandar Banco Mundial – February 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Pompeo deu detalhes ao Congresso dos EUA sobre assassinato de Khashoggi, diz Departamento de Estado – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 40 PERSON 13 Donald_Trump (apposition: o presidente de os Estados_Unidos): 1, (tacit) ele/ela (referent: o presidente Trump): 1, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 1, o presidente Trump: 1, Trump: 9
2 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 6
3 John Kelly 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: o general John_Kelly): 1, o general John_Kelly (apposition: o segundo chefe de gabinete de Trump): 3
4 agenda 0 0 NONE 4 sua agenda: 2, sua agenda diária: 2
5 tempo 0 0 NONE 4 tempo: 1, seu tempo: 2, seu tempo executivo: 1
6 Matthew Beckmann 0 0 PERSON 3 Beckmann: 3
7 Pelosi 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Pelosi): 1, Pelosi: 2
8 Salão Oval 0 0 ORGANIZATION 3 o Salão_Oval: 1, o (referent: o Salão_Oval): 2
9 Sarah Sanders 0 0 PERSON 3 Sanders: 1, Sarah_Sanders: 2
10 atividades 0 80 NONE 2 atividades indefinidas: 1, muitas atividades ad: 1