RocinhaFavela.jpg

Polícia do Rio investiga se traficante Rogério 157 voltou para Rocinha

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rocinha Favela

A Polícia Civil do Rio investiga se um dos chefes do grupo que entrou em combate há uma semana na Rocinha voltou à favela na manhã deste sábado .

A Rocinha é uma favela localizada na Zona Sul do município do Rio de Janeiro, no Brasil.

Segundo os inquéritos, Rogério Avelino, conhecido como Rogério 157, teria embarcado em um táxi no Jardim Botânico, zona sul do Rio, fez o motorista refém e seguiu com outros três comparsas em direção à Rocinha, em São Conrado.

O objetivo seria utilizar o táxi para despistar os policiais e furar bloqueios de militares nos acessos à favela.

Após conseguir passar por duas obstáculos, o veículo teria sido abordado por policiais em uma das entradas da Rocinha.

Houve troca de tiros. O motorista relatou que teve que se jogar do carro em movimento para escapar dos disparos. Os suspeitos conseguiram escapar, mas deixaram parte de suas armas no carro.

Antônio Ricardo Lima disse na noite deste sábado que o relato do motorista está de acordo com os inquéritos, de que o chefe do bando teria voltado na favela. Antônio Ricardo Lima é o delegado da 11a DP .Não há informações, contudo, de quando ele teria deixado a Rocinha. Acreditava-se até então que Rogério 157 estaria junto de comparsas escondido na mata ou em casas no morro.

De acordo com o delegado, o criminoso estaria em constante deslocamento para evitar ser encontrado. “Ele está sufocado. A prisão dele pode ocorrer a qualquer momento”.

O combate pelo controle da Rocinha envolve os traficantes Antônio Bonfim Lopes, o Nem, preso em 2010, e seu sucessor no comando, Rogério Avelino, o Rogério 157.

Nem estaria insatisfeito com a atuação de Rogério, que passou a cobrar os habitantes por serviços como água e mototáxi. Determinou a invasão de dentro de presídio federal em Rondônia, com suporte de criminosos da facção ADA , a segunda maior do Rio. Bandidos reforçaram Rogério de o CV.

Um vídeo que circula nas redes sociais nesta segunda-feira mostra o momento em que um grupo traficantes entra na favela da Rocinha na Zona Sul do Rio. Ligaria-se as ladrinhas a Nem da Rocinha, antigo chefe de o tráfico de a comunidade que teria comandado a tentativa de invasão e de dentro de um presídio federal em Rondônia.

Vídeo de tiroteio

O cerco realizado pelas Forças Armadas não suspendeu a troca de tiros na favela da Rocinha. Disparos foram registrados na madrugada e no começo da tarde na comunidade, que há uma semana é palco de conflito de traficantes.

Além da Rocinha, a PM também atua na comunidade do Caju, na Zona Norte do Rio. Naquela comunidade, militares do Batalhão de Choque realizam uma operação. Ainda não há informações sobre prisões e apreensões em ambas as áreas.se invadiu a favela, em a madrugada de domingo, por cerca de 60 ladrinhas, a mando de Nem. O alvo dos criminosos era Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, e seu bando. Ex-segurança de Nem segundo inquéritos, virou opositor do antigo cúmplice ao se rejeitar a satisfazer uma resolução dele e lhe entregar de volta o controle das bocas de fumo. Ex-segurança de Nem é rogério.

Confrontos, com três mortes, também aconteceram à tarde em locais do outro lado da Floresta da Tijuca, que circunda a Rocinha e éos bladrinhasuutilizamela como esconderijo e rota de fescapadaA Polícia Militar trocou tiros com suspeitos em pontos do Alto da Boa Vista, Tijuca e Santa Teresa. Nos dois primeiros casos, a Polícia Civil confirmou a suspeita de vínculo com os conflitos na Rocinha.

No Alto da Boa Vista, dois homens foram mortos e dois, presos, segundo a Polícia Civil. Se os apreendeu dois fuzis. Baleou-se uma criança de 13 anos e levada para o Hospital Souza Aguiar.

Na Tijuca, uma pessoa foi morta em confronto com a PM e outra, presa.

Na sexta-feira, os tiroteios levaram a polícia a fechar, por quatro horas, a autoestrada Lagoa-Barra onde está sendo realizado o Rock in Rio. A autoestrada Lagoa-Barra é principal via de ligação entre as zonas sul e oeste da cidade.

Houve trocas de tiros também em ao menos outras sete comunidades do Rio. A onda de violência gerou uma série de rumores e disseminou a sensação de insegurança pela população, com encerramento de escolas, postos de saúde e comércio.

Após operação do Bope na Rocinha de manhã, para buscar suspeitos de participar do combate entre facções, houve confronto.

Na manhã deste domingo, cerca de 60 ladrinhas participaram de uma tentativa de invasão à Favela da Rocinha e deram icomeçoa uma série de confrontos que deixaram pelo menos três mortos, um durante um confronto contra equipes do Bope e outros dois que foram encontrados pelos pde Polinesia Francesacom os corpos carbonizados no alto do morro.

Às 8h, um grupo ateou fogo em um ônibus na avenida Niemeyer, em São Conrado. Arremessou-se uma granada em direção a um carro de Polinesia Francesa, mas o produto não estourou. Luciano Monteiro Marques, 41, habitante da comunidade, foi baleado e hospitalizado.

Com o agravamento da situação, o governo do Rio decidiu pedir a assistência para as Forças Armadas cercarem a Rocinha, liberando a polícia para atuar dentro da favela. O reforço começou a chegar às 15h30, com 14 blindados.

A Polícia Civil também decidiu entrar com pedido no plantão judiciário de mandados coletivos de busca e apreensão para regiões da favela. O objetivo é que os de Polinesia Francesa possam entrar em casas da Rocinha com respaldo judicial.

O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, declarou que a topografia da região e as armas pesadas dos criminosos dificultavam a ação de Polinesia Francesa, mas evitou provar alarmismo. “O Rio não está em combate. O Rio tem uma situação de violência urbana difícil, como no resto brasileiro.”

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Polícia do Rio investiga se traficante Rogério 157 voltou para Rocinha
>>>>>Vídeo mostra momento em que traficantes invadem a favela da Rocinha – September 19, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Favela da Rocinha vive clima de tensão com disputa entre Nem e Rogério 157 – September 16, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>PM pede para população evitar região da Rocinha por causa de tiroteio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Morador faz transmissão ao vivo de tiroteio na Rocinha – September 17, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Intenso tiroteio assusta moradores de Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio – September 15, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>PM realiza operação na Rocinha pelo quarto dia consecutivo – September 21, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Suspeito de invadir Rocinha a mando de Nem é preso – September 21, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Moradores da Rocinha não conseguem sair de casa por causa de tiroteio e perdem prova da Uerj – September 17, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Policiais fazem operação com cães no Vidigal em busca de fugitivos da invasão na Rocinha – September 18, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Operação na Rocinha um dia após guerra do tráfico faz escolas fecharem – September 18, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Bandidos decretaram toque de recolher na Favela da Rocinha – September 18, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Cúpula de facção determinou invasão da Rocinha para derrubar chefão – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Polícia faz operação na Rocinha após domingo de guerra do tráfico comunidade – September 18, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Rocinha 0 110 ORGANIZATION 10 a Rocinha: 7, A Rocinha: 1, a Rocinha de manhã: 1, (tacit) ele/ela (referent: A Rocinha): 1
2 bandidos 0 400 NONE 5 60 bandidos: 2, bandidos: 1, Os bandidos: 1, os bandidos: 1
3 favela 16 0 NONE 5 A favela: 1, uma favela localizada: 1, a favela: 3
4 comunidade 0 260 NONE 4 a comunidade: 3, aquela comunidade: 1
5 Rogério Avelino 0 14 PERSON 4 Rogério_Avelino: 1, Rogério: 3
6 investigações 0 0 NONE 4 investigações: 1, as investigações: 3
7 confronto 0 105 NONE 3 um confronto: 1, confronto: 2
8 guerra 0 60 NONE 3 guerra: 2, A guerra: 1
9 a Polícia_Civil 0 50 PERSON 3 a Polícia_Civil: 2, A Polícia_Civil: 1
10 eu 0 8 NONE 3 (tacit) eu: 3