SP corre o risco de perder um dos centro de saúde mais antigos do país

Por: SentiLecto

“Eu acho que as clínicas estão lotados, e também não tem muitos médicos para atender as pessoas e também tão lotadas as internações, uma fila para operar. Igual eu. Eu operei e tardei bastante, bastante para operar minha hérnia, que eu tinha.”

Rahianny só tem dez anos e conhece bem a realidade das clínicas públicas. É emblemático que a situação do SUS já faça parte das preocupações de uma criança, embora não haja novidade em seu relato à Folha.O SUS também está no radar do médico Drauzio Varella, que acaba de arremessar uma série de vídeos chamada “O Sistema”, que tem por objetivo mostrar os diferentes lados do nossos sistema de saúde, o que tem de certo e o que tem de errado.

Um sistema, é um conjunto de elementos interdependentes de modo a formar um todo coordenado.

A série inicia com a história de Darlene, uma usuária do SUS que descobriu no autoexame um nódulo suspeito na mama, mas que, por conta da demora no tratamento, viu o câncer progredir.

Dramas como os de Darlene e de Rahianny estão tão ligados ao SUS que parecem que já são a tradução desse sistema que em 2018 completa 30 anos. As queixas são mais do que legítimas, mas é preciso dar um passo além. É preciso cobrança, vigilância e defesa coletiva desse SUS que é nosso.

No domingo, ganhei uma celebração surpresa de aniversário e minhas amigas fizeram circular no salão uma petição pelo não encerramento do Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza pela Prefeitura de São Paulo.

O centro atende 110 mil pessoas em São Paulo e faz mais de 5 mil atendimentos por mês. Ele pertence e funciona na área da Faculdade de Saúde Pública da USP, zona oeste de SP, e é uma das mais antigas unidades de saúde do país.

Além de oferecer atenção primária aos habitantes da região, o centro é referência no tratamento de hanseníase, enfermidades sexualmente transmissíveis, tuberculose e câncer de pele em São Paulo. Um em cada quatro pacientes atendidos é idoso. Ali há também muita gente que, sem conseguir continuar bancando o plano de saúde, migrou para o SUS.

As operadoras de planos de saúde se justificam utilizando três argumentos , mas estes sempre aparecem para reajustar seus planos acima da inflação: Os usuários usam o plano; a variação do Custo Médico Hospitalar que, afirmam, é sempre acima da inflação geral; e o envelhecimento populacional de suas carteiras, o que obviamente obriga a um maior uso.

Em 2 meses, vou estar em Moçambique até dezembro treinando jornalistas em a cobertura de saúde, com foco em questões ligadas a o HIV, segurança alimentar, planejamento familiar, saúde materno-infantil, saúde sexual e reprodutiva, a partir da próxima semana. A Irex desenvolve o programa em parceria com a USAID. A Irex é uma organização sem fins lucrativos. Até a volta!

Mas, desejemos ou não, esta querela dura anos. Os tribunais e os advogados pugnam em ações que se perdem no tempo. Os planos de saúde, bastante bem coordenados e possuidores de um verdadeiro exército de hábeis advogados, conseguem postergar eternamente o pagamento, e esta dívida que logicamente existe, e é lícita, não beneficia nem o Estado e bastante menos o cidadão!

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil, Mozambique

Cities: Sao Paulo, Mocambique

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>SP corre o risco de perder um dos centro de saúde mais antigos do país
>>>>>Quanto os planos de saúde devem ao SUS? – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 80 90 NONE 9 Eu: 2, eu: 2, (tacit) eu: 5
2 SUS 80 90 ORGANIZATION 7 (tacit) ele/ela (referent: O SUS): 2, esse SUS: 1, O SUS: 1, o SUS: 3
3 São_Paulo 0 0 PLACE 5 (tacit) ele/ela (referent: São_Paulo): 2, Ele (referent: São_Paulo): 1, São_Paulo: 2
4 esto 0 0 NONE 4 (tacit) esto: 4
5 saúde 240 0 NONE 3 saúde sexual: 1, saúde: 1, saúde materno-infantil: 1
6 Rahianny 0 0 PERSON 3 Rahianny: 1, (tacit) ele/ela (referent: Rahianny só tem dez anos e): 1, Rahianny só tem dez anos e: 1
7 cobrança vigilância e defesa coletiva de esse SUS 80 0 ORGANIZATION 2 (tacit) eles/elas (referent: cobrança vigilância e defesa coletiva de esse SUS): 1, cobrança vigilância e defesa coletiva de esse SUS: 1
8 esta dívida 50 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: esta dívida): 2
9 a tradução de esse sistema 0 0 NONE 2 a tradução de esse sistema: 2
10 ações 0 0 NONE 2 ações: 2