Qualcomm firma parceria com operadoras e fabricantes para testes comerciais do 5G

Por: SentiLecto

A Qualcomm anunciou nesta quinta-feira que O anúncio marca um importante passo nas promessas da Qualcomm, que se coloca em um nítido benefício em relação a sua concorrente Intel, em comercializar o 5G já em 2019. Entre as OEMs parceiras neste período de testes iniciais estão nomes conhecidos: LG, ASUS, Fujitsu, Nokia, HTC, Sony, Xiaomi e ZTE, entre outras. Já as operadoras formam uma frente de 19, ao todo. São elas a AT&T, British Telecom, China Telecom, China Mobile, China Unicom, Deutsche Telekom, KDDI, KT Corporation, LG Uplus, NTT DOCOMO, Orange, Singtel, SK Telecom, Sprint, Telstra, TIM, Verizon e Vodafone Group.

Os testes serão governados tanto no espectro de onda milimétrica quanto em sub-6 GHz usando o Snapdragon X50 NR. A empresa também anunciou nessa quarta-feira que governou, com êxito, testes de interoperabilidade entre uma infraestrutura comercial da Nokia e um equipamento 5G.

Os testes de interoperabilidade feitos na base da Nokia serão utilizados como base para os testes de campo com as operadoras neste ano. Tais cooperações têm que permitir lançamentos de redes comerciais 5G NR em larga escala já em 2019, em particular nos Estados Unidos, China, Japão, Coréia e Europa.

Na quarta-feira 24 de janeiro autoridades antitruste da União Europeia haviam aplicado uma multa de ‎€ 997 milhões de euros contra a norte-americana Qualcomm por pagar a Apple para que a fabricante do iPhone utilizasse somente os seus microchip.

Vale evidenciar que a lista de parceiros OEMs não inclui um grande nome do mercado: a Apple. A Qualcomm e a Apple ainda seguem em uma disputa calorosa acerca de patentes e há boatinhos de que a fabricante dos iPhones vai recorrer a Intel para equipar sua próxima geração de aparelhos com chipsets.

Apesar da Samsung não estar na lista de parceiros exibida nessa quinta-feira, a fabricante sul-coreana dos Galaxys ganhou um anúncio à parte. Há duas semanas, a Qualcomm revelou um acordo estratégico com a Samsung pelos próximos anos que cobre a transição do 4G para o 5G.

Um percurso comercial para o 5G

Por outro lado, a especificação aprovada pela 3GPP em dezembro do ano passado é o chamado non-standalone, ou seja, não funciona exclusivamente por si só. Em sinopse, pela especificação da entidade, serão equipamentos considerados 5G aqueles que conseguem emitir sinais através das redes LTE , mas também capazes de operar em novas frequências. A ideia é que o LTE seja utilizado em um primeiro momento para dar, então, permanência à entrega de acesso à internet móvel para quando o 5G estiver maduro não depender mais de nenhum rádio legado.

Nessa quarta-feira , a empresa revelou estratégias e o esperado efeito do 5G para uma série de indústrias em acontecimento realizado em San Diego, Califórnia, onde fica a sede da empresa.

Faz 2 anos, a companhia exibiu, pela primeira vez, o seu chipset com modem   Snapdragon X50 5G ( NR De lá para cá, tem se mantido em um prazo justo para habilitar os primeiros smartphones com a velocidade da nova geração de telefonia móvel. Se esboçou o chipset x50 para permitir testes e desdobramentos iniciais de redes 5G 5Gbps e apoio a operação em o espectro em mmWave em banda 28GHz, além das tecnologias chamadas Multiple-Input Multiple-Output, permitindo velocidades de até 5Gbps e apoio a operação no espectro em mmWave em banda 28GHz, além das tecnologias chamadas Multiple-Input Multiple-Output , e tecnologias adaptativas beam-forming e beam-tracking.

Segundo a Qualcomm trata-se de uma uma malha flexível para trabalhar com a transição do 4G para o 5G. Isso porque operadoras deverão lidar com os desafios do espectro e do escopo para entregar a nova conectividade aos seus usuários.

Durante o acontecimento, o brasileiro Cristiano Amon evidenciou o efeito do 5G para uma série de indústrias e uma nova geração de serviços que se vão beneficiar da baixa latência trazida pelo 5G. O brasileiro Cristiano Amon é presidente da Qualcomm Incorporated.  Entre os destaques estão carros autônomos, óculos de realidade ampliada e virtual, cidades inteligentes, serviços de missão crítica e a chamada indústria 4.0.

*Jornalista viajou a San Diego à convite da Qualcomm

Fonte: Idgnow-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

Cities: San Diego, Orange

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Qualcomm firma parceria com operadoras e fabricantes para testes comerciais do 5G
>>>>>Qualcomm e Nokia completam testes de interoperabilidade 5G em dispositivo – February 08, 2018 (Idgnow-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Qualcomm 0 0 ORGANIZATION 4 a norte-americana Qualcomm: 1, a Qualcomm: 2, A Qualcomm: 1
2 companhia 40 0 NONE 3 a companhia: 1, A companhia: 1, A empresa: 1
3 chipset 0 0 NONE 3 seu chipset: 2, O chipset: 1
4 essa 0 0 NONE 3 essa: 3
5 o anúncio marca um importante passo em as promessas de a qualcomm em comercializar o 5g já em 2019 100 0 NONE 2 O anúncio marca um importante passo em as promessas de a Qualcomm em comercializar o 5G já em 2019: 2
6 NR 0 0 ORGANIZATION 2 NR: 1, 5G NR: 1
7 San_Diego 0 0 PLACE 2 a San_Diego: 1, San_Diego: 1
8 Snapdragon 0 0 PERSON 2 Snapdragon: 1, modem Snapdragon: 1
9 a lista de parceiros 0 0 NONE 2 a lista de parceiros: 2
10 aqueles 0 0 NONE 2 aqueles: 2