Análise: Política vira desafio injusto para Copa na Rússia

Por: SentiLecto

A Síria perdeu para a Austrália no fim do ano passado e não vai estar na Copa do Mundo de 2018. Ainda assim, o país ganha atenção no Mundial de futebol: a poucos meses de o acontecimento, a Rússia é encontrada em um cruzamento diplomático com os Estados Unidos graças a ataques de America em o país asiático. E isso cria um injusto problema para o grande encontro da Fifa.

Em 2018, as passagens voltaram a encarecer. Segundo o estudo, a tendência é que, com a proximidade do Mundial, os custos continuem crescendo.

Na segunda-feira 09 de abril um das principais coluninhas da Seleção Brasileira sob o comando de Tite, o zagueiro Miranda era presença certa na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, após ficar de fora dos Mundiais de 2010, na África do Sul, e 2014, no Brasil. Desta vez, no entanto, o zagueiro da Inter de Milão se via melhor preparado para o torneio.

Há alguns meses, escrevi que a Rússia tinha um desafio pelo turismo: mudar a imagem de vilão da Guerra Fria. Existem, ainda, preconceitos sobre o modo com que o país pode receber visitantes. Agora, o problema é ainda maior e mais injusto. Após a Copa no Brasil, é na Rússia que surge o medo de violência. Nos últimos dias, teve até corrente de WhatsApp sobre a mudança de sede em caso de combate.

Não há, no entanto, nenhuma evidência de conflito iminente. E, sem isso, a Rússia, que tem seus problemas, é um local muito seguro. Especialmente a capital Moscou. Hoje, o país tem um índice de 11 assassinatos por 100 mil moradoras, longe dos 27 do Brasil. A mais populosa tem menos de 3 por 100 mil. Em Fortaleza, que recebeu o Mundial, o número passa dos 80, o que lamentavelmente coloca a cidade de Brasil entre as mais violentas do mundo., mas tem tudo para triunfar como o Brasil.

Quando a Fifa anunciou a venda de ingressos, o custo médio das passagens ficou mais alto em setembro — e chegou a ficar 100% mais caro em relação a junho do mesmo ano: R$ 7.678. Faz 1 mês, fechou com valor médio de R $ 6.662, o mês de março.

Fonte: maquinadoesporte-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil, United States, Syria, Russian Federation, Australia

Cities: Fortaleza

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Análise: Política vira desafio injusto para Copa na Rússia
>>>>>Procura por passagens para a Rússia cresce mais de 1.000% na Copa, diz site – April 18, 2018 (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>”Estou bem, mas não poderei jogar a próxima Copa”, brinca Pelé – April 16, 2018 (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>>>>>Gol fecha com Neymar, mas sai do óbvio em campanha – April 16, 2018 (maquinadoesporte-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Neymar revela faltar um mês para se recuperar de lesão no pé direito – (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>>>>>Forlan rasga elogios a Tite e aponta Brasil como favorito na Copa – April 13, 2018 (gazetaesportiva-pt)
>>>>>>>>>>>>>”Neymar está próximo do retorno”, afirma técnico do PSG – April 14, 2018 (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>”Neymar está perto de voltar”, diz técnico do PSG – April 13, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>”Neymar está próximo do retorno”, afirma técnico do PSG – (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>De olho no mercado asiático, PSG abre escritório em Cingapura – (maquinadoesporte-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 a Rússia 0 160 PLACE 7 a Rússia: 7
2 eu 100 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
3 país 0 40 NONE 4 o país asiático: 1, o país: 3
4 o Brasil 0 0 PLACE 3 o Brasil: 3
5 problema 0 320 NONE 2 um injusto problema: 1, o problema: 1
6 A Síria 0 0 PLACE 2 (tacit) ele/ela (referent: A Síria): 1, A Síria: 1
7 modo 0 0 NONE 2 o modo: 2
8 o Mundial 0 0 OTHER 2 o Mundial: 1, o Mundial de futebol: 1
9 o medo de violência 0 120 NONE 1 o medo de violência: 1
10 a imagem de vilão de a guerra_fria 0 80 NONE 1 a imagem de vilão de a Guerra_Fria: 1