Hilton assume dois hotéis e recomeça presença na opulência em NY

Por: SentiLecto

Com o encerramento em março do icônico hotel Waldorf Astoria New York, como parte de uma reforma e remodelação planejada do empreendimento, a Hilton perdeu provisoriamente um dos seus maiores representantes no mercado hoteleiro do país. Não tardou, porém, para o grupo recomeçar espaço na cidade de Nova York com novos investimentos.

Arremessou na última semana a campanha de marketing True York City

Faz 2 meses, o Grupo Hilton assumiu o London NYC anunciando planos para converter o empreendimento de 516 quartos em uma propriedade de marca Conrad até 2019, em outubro por exemplo. O London NYC é hotel vizinho do Central Park. O hotel vai ser o segundo de Manhattan com a bandeira Conrad da Hilton,

Complementando o Conrad New York, de 463 quartos, que abriu na cidade em 2012.

A adição do Londres NYC ao portfólio ocorreu pouco depois da rede Hilton

Assumir a gestão do One Un New York, o “Hotel da Onu”

Situado no coração da sede internacional das Nações Unidas. Agora designada Millennium Hilton New York One Un Plaza, a propriedade conta com 439 quartos e suítes e espaços para reuniões e acontecimentos, além de áreas públicas e restaurantes.

Com os dois acordos, o Grupo Hilton adicionou, em menos de dois meses, quase mil quartos de opulência para seu portfólio no centro de Nova York, compensando, ao menos em parte, a perda dos 1,4 mil quartos que gerenciar no Waldorf, antes de sua proibição para reformas – vale recordar que

Ele vai reabrir em cerca de três anos

Embora com uma diminuição apreciável do número de acomodações: serão 840, enquanto outros 321 apartamentos de opulência serão voltados para a utilização como condomínio.

Para o site

Porém, a rede teria alegado que o momento oportuno das duas novas adições foi meramente uma coincidência, mais fruto de um relacionamento do grupo com o Milennium & Copthorne e com os donos do London NYC do que necessariamente uma reação ao encerramento do Waldorf.

“Tivemos relacionamentos longos com os do VP sênior de Administração da Hilton evidenciando que desde 1994 a rede gerenciar outro hotel da Millennium, o Millennium Hilton New York Downtown. O VP sênior de Administração da Hilton é ted Ratcliff. O VP sênior de Administração da Hilton é ted Ratcliff. “Nós estávamos negociando com eles já a algum tempo sobre a conversão do One Un para a marca Conrad”.

Ampliação DE OFERTA É UM RISCO

Ainda para o

A Hilton poderia estar correndo um risco ao expandir a sua presença no mercado de Nova York, onde a ampliação da oferta está entre os “mais rápidos do país dos últimos anos”, alegou o site.

A oferta de acomodações no terceiro trimestre deste ano na

Aumentou 4% em relação ao ano anterior, a sexta taxa de crescimento mais rápida entre os maiores mercados hoteleiros dos Estados Unidos, segundo estudo da companhia de consultoria STR Global.

Hoje, a cidade conta com cerca de 115 mil quartos, o que representa um aumento de cerca de 25% nos últimos cinco anos, enquanto outros 17 mil novas acomodações estão previstas para serem abertas em Manhattan, de acordo com NYC & Company, agência de promoção turística da cidade.

“Alguns atrativos pouco conhecidos da cidade vão ganhar algum destaque como pontos de visita, como Koreatown, área próxima ao Empire State Building que tem diversos restaurantes coreanos e karaokês bastante conhecidos pelo habitantes da cidade, mas não por turistas”, exemplificou a blogueira.

Por outro lado, o número de quartos de opulência de Nova York tem ampliado de maneira bem mais tímida do que as acomodações geralmente. Faz 5 anos, para cá, foram acrescidos somente %10 a a soma de apartamentos de as categorias opulência e, de 2012

Consideradas as mais superiores, enquanto a ampliação mais substancial ocorreu nos quartos

Os três hotéis de opulência (London NYC ou Conrad, o New York One Un e mesmo o Waldorf, quando reabertos têm que receber diferentes espécies de público, explicou Ted Ratcliff; os três, porém, têm que focar em viajantes corporativos, com turistas à lazer ficando em segundo plano.

“Não é secreto que a ampliação da oferta tem sido gigantesco recentemente. Todos os nossos hotéis, porém, foram bem sucedidos, por isso é uma questão de equilibrar as expectativas até a procura atender à oferta. Mas não é como se as pessoas não quisessem mais vir para cá”, concluiu Ted Ratcliff.

Fonte: Panrotas

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Hilton assume dois hotéis e recomeça presença na opulência em NY
>>>>>True York City: campanha promove locais alternativos de NY – (Panrotas)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Grupo Hilton 30 0 ORGANIZATION 4 ele (referent: o Grupo_Hilton): 1, o Grupo_Hilton: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Grupo_Hilton): 1
2 quartos 0 0 NONE 4 439 quartos: 1, 516 quartos: 1, 463 quartos: 1, os quartos: 1
3 Hilton 15 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: a Hilton): 1, a Hilton: 2
4 Ted Ratcliff 0 0 PERSON 2 Ted_Ratcliff: 2
5 cidade 0 0 NONE 2 a cidade: 2
6 nós 0 0 NONE 2 Nós: 1, (tacit) nós: 1
7 o Empire_State_Building 0 0 OTHER 2 o Empire_State_Building: 2
8 o Waldorf 0 0 PLACE 2 o Waldorf: 2
9 o aumento de a oferta 0 0 NONE 2 o aumento de a oferta: 2
10 portfólio 0 0 NONE 2 seu portfólio: 1, o portfólio: 1