– Depois que a companhia de America entrar com o pedido no país, declarou o ministro da Saúde neste sábado, o Japão, que confirmou quase 15.000 casos e 517 mortes por Covid-19, segundo uma contagem da NHK, agilizará a análise do remédio antiviral remdesivir, da farmacêutica Gilead Sciences, para que ele possa ser aprovado para pacientes domésticos com Covid-19 somente uma semana. A observação do ministro da Saúde Katsunobu Kato acontece depois de o remdesivir ter recebido autorização para utilização emergencial contra o Covid-19 pela FDA dos EUA na sexta-feira. Kato a repórteres. declarou: «Escutai declarar que a Gilead Sciences vai entrar com pedido de aprovação dentro de alguns dias». «Emiti uma instrução para que estejamos prontos para aprová-lo dentro de uma semana». O primeiro-ministro Shinzo Abe declarou na última sexta-feira que está inclinado a estender o estado de emergência do Japão, que tem que expirar em 6 de maio, por mais um mês, já que experts declaram que as limitações pelo coronavírus devem permanecer em forcita até que o número de casos caia ainda mais.

Durante uma reunião no Salão Oval com o presidente Donald Trump, o executivo-chefe da Gilead, Daniel O’Day, chamou a medida de primeiro passo importante e declarou que a companhia estava doando 1,5 milhão de frascos do remédio para auxiliar os pacientes.A Gilead informou na quarta-feira que o remédio auxiliou a melhorar os resultados para pacientes com Covid-19, a enfermidade provocada pelo coronavírus, e forneceu dados propondo que funcionou melhor quando gerenciar no começo da infecção.

Na sexta-feira 17 de abril – As ações da Gilead Sciences dispararam nas negociações ‘after market’ na quinta-feira, após reportagem detalhar dados parciais de testes com o remédio remdesivir da companhia norte-americana em pacientes graves com Covid-19 Um clínica da Universidade de Chicago, que participa de um estudo sobre o remédio antiviral, declarou que está observando recuperação rápida em febre e sintomas respiratórios, com quase todos os pacientes recebendo alta em menos de uma semana, segundo o site de notícias médias STAT . A Gilead, em um comunicado mandado por email, declarou que «a totalidade dos dados precisa ser analisada para tirar finalizações da experiência». A UChicago Medicine, também em um email, declarou que «dados parciais de um estudo clínico em andamento eram por definição incompletos e jamais deviam ser utilizados para tirar finalizações». A universidade declarou que se divulgaram informações de um fórum interno para colegas de pesquisa sobre trabalhos em andamento sem autorização. A Gilead esperava resultados de seu estudo de Fase 3 em pacientes com Covid-19 no final deste mês, e que dados complementares de outros estudos sejam disponibilizados em maio A Universidade de Chicago é um dos 152 locais que participam do experiência da Gilead envolvendo pacientes graves com Covid-19, que é «braço único», o que significa que não mede o remédio contra um grupo correspondente de pacientes tratados com placebo. Atualmente, não há tratamentos aprovados para o Covid-19, a doença respiratória altamente contagiosa causada pelo novo coronavírus que já infectou mais de 2 milhões de pessoas em todo o mundo.

Fonte: Extraoglobo-pt

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Gilead 100 0 ORGANIZATION 7 A Gilead: 3, (tacit) ele/ela (referent: a Gilead): 1, (tacit) ele/ela (referent: A Gilead): 3
2 a empresa norte-americana 0 0 NONE 5 (tacit) ele/ela (referent: a empresa norte-americana): 5
3 O Japão 0 0 PLACE 3 ele (referent: O Japão): 1, O Japão: 2
4 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
5 medicamento 0 0 NONE 3 o medicamento antiviral: 1, o medicamento: 2
6 pacientes 120 0 NONE 2 pacientes domésticos: 1, os pacientes: 1
7 Gilead Sciences 0 0 PERSON 2 a farmacêutica Gilead_Sciences: 2
8 UChicago Medicine 0 0 ORGANIZATION 2 A UChicago_Medicine: 1, (tacit) ele/ela (referent: A UChicago_Medicine): 1
9 andamento 0 0 NONE 2 andamento: 2
10 email 0 0 NONE 2 um email: 1, email: 1

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Japão pretende agilizar a aprovação do antiviral remdesivir
>>>>>Agência dos EUA autoriza remdesivir como tratamento de emergência para Covid-19 – (Extraoglobo-pt)