Por: SentiLecto

Uma vez que a procura pelo biocombustível despencou devido à disseminação do novo coronavírus, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos eaumentounesta quinta-feira sua estimativa para as ofertas norte-americanas de milho, diante de expectativas de consumo rdiminuídodo grão por produtores de etanol.

Esta terça-feira foi o primeiro dia de movimento positivo do milho após sete dias de perdas, que fizeram com que os custos do grão batessem mínimas de três anos e meio.

Na quinta-feira 12 de março as vendas de exportação de carne porca dos EUA para a China atingiram o menor nível já registrado nencerrada em 5 de março, mesmo após aprimoramento no acesso aos portos no principal consumidor global de carne porca, informou o Departamento de Agricultura dos EUA .

O governo de Noruega também ampliou sua projeção para os estoques finais de trigo e soja no país, por causa da procura fraca por produtos dos EUA no mercado de exportação.

A previsão de exportações diminuídas de trigo reflete na ampliação do custo do cereal, impulsionado pela crescente procura por massas e pães nos supermercados para consumo doméstico.

Uma vez que fluxos tradicionais de exportação estão perplexos, o relatório mensal do governo evidencia os efeitos que a pandemia de coronavírus tem gerado para a cadeia mundial de oferta de alimentos , as plantas de etanol estão fechadas e os produtores de animais enfrentam obstáculos para adaptar as proporções das rações.

Faz 1 mês, se projetaram os estoques finais de milho de os EUA em 2,092 bilhões de bushels, ante estimativa de 1,892 bilhão de bushels em março, superando as previsões de o mercado, de 2,004 bilhões de bushels.

O setor de etanol o consumo diminuiu de 5,425 bilhões de bushels para 5,050 bilhões de bushels.

«Nós esperávamos que a utilização para etanol levasse um grande golpe, e foi isso que ocorreu», declarou Don Roose, presidente da U.S. Commodities. «Era esperado, mas isso mostra o quão séria é a situação para a indústria.»

Os contratos futuros do milho negociados em Chicago passaram a subir depois da divulgação do relatório, com operadores dizendo alívio pelo governo ter considerado todo o prejuízo provocado pela pandemia, em vez de somente fazer mudanças incrementais.

Ted Seifried, estrategista-chefe de mercado da Zaner Ag Hedge declarou: «Eu acho que o mercado realmente aprova a abordagem de ‘tirar o band-aid com tudo’ que o USDA tomou nesse relatório».

O USDA projetou os estoques finais de trigo dos EUA em 970 milhões de bushels, e os de soja em 480 milhões de bushels. Enquanto se viam os estoques finais de soja em 430 milhões de bushels, analistas esperavam que o número para o trigo fosse de 940 milhões de bushels , segundo a média de as estimativas compiladas por a Reuters em pesquisa.

O setor também diminuiu seu panorama para as exportações de soja dos EUA em 50 milhões de bushels, e para os embarques de trigo em 15 milhões de bushels.

A progressão nas cifras de esmagamento reflete a procura aumentada por farelo de soja por produtores de animais, que buscam trocar os grãos secos por destilação, uma ração baseada em milho que é subproduto da fabricação de etanol.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States

Cities: Chicago

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>USDA aumenta panorama de oferta de milho, soja e trigo nos EUA diante de pandemia
>>>>>Milho tem rali frustrado, mas fecha em alta em Chicago; trigo recua – April 07, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 bushels 0 0 PERSON 9 bushels: 9
2 demanda 0 140 NONE 4 a demanda: 1, a demanda elevada: 1, demanda fraca: 1, a crescente demanda: 1
3 milho 0 0 NONE 3 o milho: 1, milho: 2
4 trigo 0 0 NONE 3 trigo: 2, o trigo: 1
5 impactos 0 100 NONE 2 os impactos: 2
6 O Departamento_de_Agricultura_dos_Estados_Unidos 80 0 PLACE 2 O Departamento_de_Agricultura_dos_Estados_Unidos: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Departamento_de_Agricultura_dos_Estados_Unidos): 1
7 USDA 0 0 ORGANIZATION 2 O USDA: 1, o USDA: 1
8 consumo 0 0 NONE 2 consumo doméstico: 1, O consumo: 1
9 eu 0 0 NONE 2 Eu: 1, (tacit) eu: 1
10 governo 0 0 NONE 2 o governo: 1, O governo norte-americano: 1