Por: SentiLecto

— As pessoas que receberam a ajudinha emergencial indevidamente poderão fechar um acordo com o governo para devolver os valores e ficarem livres de penalidades. O chamado arrependimento posterior consta da medida provisória que prorroga a ajudinha emergencial em mais quatro parcelas no valor de R$ 300 e está prestes a ser publicada no Diário Oficial da União. O presidente Jair Bolsonaro anunciou a medida em a terça-feira. O programa de pagamento das parcelas complementares da ajudinha deverá ser divulgado pelo Ministério da Cidadania até segunda feira. Os beneficiários do Bolsa Família começam a receber a partir de 17 de setembro de acordo com o último dígito do NIS . Modificou-se o calendário para esse público não . A autorização dos acordos em caso de anormalidade atende às recomendações do Tribunal de Contas da União no trabalho de monitoramento das fraudes no pagamento doaaajudinha O Ministério da Cidadania vai ficar culpado pela execução desses acordos e emissão de guia para a devolução dos recursos. Em dezembro, quando conclui o programa de pagamento da ajudinha, o ministério vai fazer um balanço das fraudes e vai dar começo ao processo de cobrança, que vai incluir juros e multa de 100% sobre o valor recebido indevidamente. A Receita Federal será acionada para encruzilhada de informações na sua base de dados e identificação dos devedores. Servidores públicos responderão a processo administrativo. Segundo dados do ministério, 140,3 mil pessoas já se anteciparam e devolveram aos cofres públicos R$ 145 milhões. Mas os valores podem ser bem maiores, segundo o TCU. De acordo com apontamentos preliminares, as fraudes podem chegar a R, que instituído em abril por iniciativa do Congresso, a ajudinha emergencial calculava o pagamento de R$ 600 por três meses, $ 42 bilhões. O objetivo era auxiliar informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, além dos beneficiários do Bolsa Família a cruzarem a crise com a pandemia do coronavírus. Faz 3 meses, se prorrogou a vantagem em o fim, por dois meses, diante de incertezas em a retomada de a economia. Devido ao preço aumentado da vantagem, de cerca de R$ 50 bilhões por mês, o governo sugeriu no novo aumento diminuir o valor pela metade, o que exigirá a aprovação do Congresso. De acordo com o Ministério da Economia, o preço do programa estava estimado em R$ 254,4 bilhões, considerando somente as cinco parcelas. Até agora, já foram desembolsados R$ 212,75 bilhões. Faz 1 mês, a Caixa Econômica Federal pagou a quinta parcela de a ajudinha para os beneficiários de o Bolsa Família. Para os demais trabalhadores o programa para o saque continua em andamento.

Faz 3 meses, viviam em a extrema pobreza em junho de este ano, cerca de %3,3 de a população de Brasil ou sete milhões de pessoas. Quando os levantamentos ficaram mais precisos, desde a década de 1980 o menor índice registrado havia sido de 4,2%, em 2014. A vantagem atingiu mais de 80% dos domicílios das duas menores faixas de renda.Faz 2 meses, segundo números publicados por o Ministério da Cidadania, com base em os dados de a Pnad Covid-19, de o mês de julho, em os domicílios mais vulneráveis, os rendimentos ampliaram %24 se comparados em as rendas verificadas de a pandemia.No Nordeste, região com maior índice de crescimento de renda, a taxa média chegou a 10,1% de ampliação.Técnicos alega, no entanto, que sem cortar despesas para o ano que vem, é difícil aumentar a vantagem a famílias pobres, por causa da norma do telhado de gastos.Na última quarta-feira , a Dataprev mandou os resultados de 604,6 mil requerimentos à Caixa. Do total, 275,3 mil cadastros como elegíveis por atenderem os critérios do governo. Incluiu-se o pagamento de a vantagem para o novo grupo já em o programa de depósitos de a Caixa.

Na sexta-feira 21 de agosto — O presidente Jair Bolsonaro teria que anunciar, em breve, a prorrogação da nova ajudinha emergencial no valor de R$ 300 por mês, que seria pago em mais quatro parcelas: setembro, outubro, novembro e dezembro. Os detalhes constavam de uma medida provisória , segundo fontes palatinas, a ser mandada ao Congresso Nacional nos próximos dias. Paulo Guedes sempre defendeu R$ 200 Paulo Guedes é o ministro da Economia., mas o presidente considerou o valor insuficiente e optou por um meio-termo. Instituído em abril por lei de iniciativa do Congresso, o ajudinha no valor de R$ 600 seria pagava inicialmente por três meses a informais, microempreendedores individuais, autônomos desempregados, além dos beneficiários do Bolsa Família. O objetivo era auxiliar essas pessoas a cruzar a crise na economia provocada pela pandemia do coronavírus. Faz 3 meses, mas, diante de incertezas e demora de a retomada de a atividade econômica, o governo aumentou o pagamento por mais dois em o valor de R $ 600, em o fim de junho. A equipe econômica avaliava que as pessoas ainda precisavam de suporte, mas devido ao preço aumentado do programa, de cerca de R$ 50 bilhões por mês, passou a defender um valor menor. Isso exigirá esforço da base de suporte no Congresso para aprovar a MP. A expectativa era que a partir de janeiro, a população mais vulnerável seja coberta pelo Renda Brasil, que vai trocar o Bolsa Família. Segundo dados do Ministério da Econômica, o preço da ajudinha estava estimado em R$ 254,4 bilhões e se os desembolsaram até agora já R$ 182,87 bilhões. A Caixa Econômica Federal pagava neste mês a quinta parcela da ajudinha.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ajudinha emergencial: quem recebeu indevidamente pode fechar acordo com o governo e ficar isento de penalidade
>>>>>Auxílio emergencial: valor médio do benefício por domicílio foi de R$ 896, em julho – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Sem Renda Brasil, governo prevê R$ 34,8 bilhões para o Bolsa Família em 2021 – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Auxílio emergencial: 823 mil cadastros ainda constam como ‘inconclusivos’ na Dataprev – August 29, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Segundo ciclo de pagamentos do auxílio emergencial começa nesta sexta-feira incluindo os últimos 275 mil aprovados – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Começa o pagamento da 5ª parcela do auxílio emergencial a trabalhadores nascidos em janeiro, sem Bolsa Família – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Auxílio: 5,9 milhões de nascidos em julho e beneficiários do Bolsa Família com NIS de final 8 podem sacar nova parcela hoje – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 r 0 0 NONE 9 R: 9
2 Ministério da Cidadania 50 50 ORGANIZATION 5 o Ministério_da_Cidadania: 2, O Ministério_da_Cidadania: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Ministério_da_Cidadania): 2
3 pessoas 0 100 NONE 4 as pessoas: 1, 140,3_mil pessoas: 1, As pessoas: 2
4 medida 0 60 NONE 4 a medida provisória: 2, A medida: 1, uma medida provisória: 1
5 auxílio 0 0 NONE 4 o auxílio: 1, o auxílio emergencial: 3
6 parcelas 0 0 NONE 4 parcelas: 2, as cinco parcelas: 1, as parcelas adicionais: 1
7 eu 0 20 NONE 3 (tacit) eu: 3
8 o valor de r 225 0 NONE 3 o valor de R: 3
9 benefício 150 0 NONE 3 O benefício: 1, o benefício: 2
10 a R 0 0 OTHER 3 a R: 1, a (referent: a R): 1, (tacit) ele/ela (referent: a R): 1