Por: SentiLecto

– A Azul, que anunciou no último dia 24 uma diminuição de 90% de sua habilidade total, realçando que as medidas de contenção e quarentena que estão sendo implementadas em todo o país tornaram impraticável a operação de várias rotas da empresa, reportou nesta terça-feira que a taxa de profissão de suas aviõezinhos caiu para 73,5% em março, de 80,8% um ano antes, refletindo os primeiros conseqüência de medidas ligadas à pandemia de Covid-19, que fez a ttrânsitode passageiros recuar 24,6%, enquanto a oferta encolheu em 17,2% no pfase John Rodgerson em nota alegou: «Durante as duas primeiras semanas de março, nós vimos tendências saudáveis de procura, com o trânsito de passageiros ampliando %20 na comparação anual». John Rodgerson é o presidente da Azul. Adicionando ue de 25 de março a 30 de abril a Azul espera operar 70 voos diretos por dia para 25 cidades do país. firmou,: «Desde então, reagimos depressa às mudanças no mercado decorrentes da pandemia do Covid-19, com a chabilidadetotal caindo mais de 50% ano contra ano nas últimas duas semanas do mês»,.Outras áreas como a adversário Gol também anunciaram medidas para enfrentar a pandemia. Nos voos domésticos da Azul, a procura mostrou declínio de 21,6% e oferta caiu 14,8% no mês passado, redundando em profissão a 74,5%, de 81% em março de 2019. Nas operações internacionais, a profissão recuou 10,4 pontos percentuais, a 69,8%, com queda de 34,8% na procura e de 25,1% na oferta. Na véspera, a Gol anunciou que a sua taxa de profissão total caiu para 71,6% em março, de 79,3% um ano antes, em meio ao recuo de 29,7% na procura e declínio de 22,2% na oferta. Enquanto os papéis da Gol valorizavam quase 10%, por volta de 10:40, as ações da Azul tinham alta de quase 12%. No mesmo horário, o Ibovespa subia quase 7%.

– A taxa de profissão total dos voos da Gol GOLL> caiu para 71,6% em março, de 79,3% um ano antes, em meio ao recuo de 29,7% na procura e declínio de 22,2% na oferta, segundo dados prévios de trânsito no mês passado divulgados nesta segunda-feira, afetados pela pandemia de Covid-19, que pode levar a novos ajustes. No mercado doméstico, a taxa de profissão caiu para 72,8% , com declínio de 27,4% na procura e retração de 20,4% na oferta. Entre 1 e 13 de março, antes das primeiras medidas da empresa relacionadas ao coronavírus, a profissão nos voos domésticos era de aproximadamente 82%, declarou a Gol. Faz 1 mês, a queda em a taxa de profissão de os voos internacionais de a área foi ainda maior, para %63,8, de %76,2 de o ano passado, com um tombo de %42,9 em a procura e baixa de %31,7 em a oferta. Alegou: «Faz 1 mês, se adaptou a malha aérea de a Gol,, tanto em o mercado doméstico quanto em o internacional, para atender em a redução de a procura de clientes em a medida que os brasileiros adotam medidas responsáveis de distância social,à medida que os brasileiros adotam medidas responsáveis de distância social e evitam viagens durante a pandemia de Covid-19». Faz 1 mês, a Gol diminuiu os voos domésticos em %50 a %60 e os voos internacionais em %90 a %95, em o dia 16 de março. Faz 1 mês, se reformulou a malha,, em ajuste que encarnou uma redução de %92 de os voos domésticos e interrupção provisória de os voos internacionais. Alegou: «Novos ajustes serão feitos para garantir aderência da oferta aos novos platô de procura».

Na terça-feira 24 de março – A empresas aéreas Gol e Azul anunciaram novas medidas para fazer frente à queda na dprocurade passageiros em razão da pandemia do Covid-19, com drástico corte na oferta de voos, o que respaldava forte valorização de suas ações em sessão mais positiva nos mercados no Brasil e no exterior. Faz 11 meses, a Gol anunciou que diminuiu a oferta de voos em aproximadamente %92 em o mercado doméstico que parará de operar em os mercados internacionais entre o fase de 28 de março com suspensão de todas as operações regionais e internacionais regulares. e a, com suspensão de todas as operações regionais e internacionais regulares. Enquanto os brasileiros adotarem uma conduta responsável de isolamento social, a empresa em fato pertinente alegou: » e evitarem viagens, a Gol conservaria uma malha imprescindível de 50 voos diários entre o Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos e as demais 26 capitais». Segundo a Gol, a oferta de serviços seria adaptada conforme a procura específica dessas capitais e voos extras aconteceriam de acordo com a necessidade para destinos regionais e internacionais. O tempo limite das conexões seria flexibilizado para assegurar a interligação entre capitais em até 24 horas. Na mesma direção, a Azul comunicou que entre 25 de março e 30 de abril esperava operar 70 voos diretos por dia, para 25 cidades, o que encarnava uma diminuição de 90% de sua habilidade total. A Azul declarou: «As medidas de contenção e quarentena que estavam sendo implementadas em todo o país estavam restringindo significativamente a mobilidade de nossos clientes, tripulantes e parceiros, o que tornava impraticável a operação de várias rotas que servimos». Por volta das 12:50, os papéis preferenciais da Gol subiam 16,88% e as ações preferenciais da Azul tinham valorização de 17,93%, entre as maiores altas do Ibovespa, que subia 11%. Na máxima da sessão, chegaram a progredir 24,10% e 23,67%. Até a véspera, acumulavam quedas de 82% e 75,5% em 2020. O setor aéreo no mundo todo vinha padecendo mais recentemente em razão da série de medidas de limitação de circulação de pessoas decorrente da rápida disseminação do novo coronavírus. Mais cedo, o chefe da Associação Internacional de Transporte Aéreo alertou que as companhias aéreas de todo o mundo estão em situação de emergência e os pacotes de resgate de governos são necessários o mais rápido possível para evitar o colapso de várias empresas. No Brasil, o setor era ainda afetado pela conduta da taxa de cotação, com o dólar mostrando forte valorização em relação ao real neste ano. Nesta sessão, porém, o dólar cedia 1,25%, a 5,0743 reais na venda. MAIS MEDIDAS A Azul também divulgou que ampliou a quantidade de tripulantes que aderiram ao programa de permissão não-remunerada da empresa, totalizando mais de 7,5 mil até esta terça-feira, o que encarnava mais de metade do total da força de trabalho da companhia. A aérea ainda anunciou a diminuição de 50% nos salários de membros do comitê executivo e corte de 25% nos salários dos administradores. A Azul também estava trabalhando para fortalecer sua liquidez, negociando novas condições de pagamento com seus parceiros e avaliando uma nova linha de crédito com instituições financeiras, entre outras iniciativas. Já a Gol declarou que flexibilizou as normas e procedimentos de mudança de passagens, para que os clientes com voos reservados entre 28 de março e 3 de maio tenham a alternativa de modificar suas viagens sem nenhuma cobrança de taxa.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Azul tem queda na taxa de profissão em março para 73,5%
>>>>>Ocupação em voos da Gol recua a 71,6% em março e aérea sinaliza novos ajustes em oferta – April 06, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Gol 0 0 ORGANIZATION 8 A Gol: 1, a Gol: 6, (tacit) ele/ela (referent: a Gol): 1
2 demanda 70 0 NONE 7 a demanda: 6, a demanda específica: 1
3 oferta 0 30 NONE 6 a oferta: 6
4 Azul 0 0 ORGANIZATION 6 A Azul: 3, a Azul: 3
5 mercado 0 0 NONE 5 o mercado doméstico: 4, o mercado: 1
6 voos 0 0 NONE 5 os voos domésticos: 2, os voos internacionais: 1, voos reservados: 1, voos extras: 1
7 pandemia 0 200 NONE 4 a pandemia de Covid-19: 3, a pandemia de o Covid-19: 1
8 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
9 nós 0 60 NONE 3 (tacit) nós: 2, nós: 1
10 valorização 450 0 NONE 3 valorização de %17,93: 1, forte valorização: 2