Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Brasão de armas ou logo

A Câmara dos Deputados agilizou nesta terça-feira a tramitação da proposta que privatiza os Correios, que parlamentares aprovaram requerimento de urgência, por 280 votos a favor e 165 contra. , e assim encurtaram o percurso para a análise do texto.

— Como foi o primeiro exercício de elaboração conjunta do Orçamento, alguns desacertos aqui e ali, revelando justamente esse começo de entrosamento, acabaram dificultando esse encaixe. Agora, o mais importante desse encaixe das emendas parlamentares, republicanas que encarnam de um lado os acordos políticos. E de outro lado, a necessidade de que isso caiba nas verbas públicas.

Na quinta-feira 08 de abril Paulo Guedes declarou que aprovou-se Orçamento de 2021 que estava sendo alvo de uma disputa entre o governo e o Congresso,, com » excessos «. Paulo Guedes é o ministro da Economia. Ele admitiu problemas com a aprovação da proposta, mas repetiu que esse obstáculo seria «provisória».

A Câmara dos Deputados é a câmara baixa do Congresso Nacional do Brasil e, ao lado do Senado Federal, faz parte do Poder Legislativo da União.

Com a eleição, o assunto já pode ser apreciado em plenário a qualquer momento. Faz 2 meses, o presidente Jair Bolsonaro de privatização de os Correios exibiu o projeto em a Câmara de este ano.

Jair Messias Bolsonaro é um capitão reformado, político e atual presidente brasileiro.

Diante das críticas de que o governo havia descuidado a agenda liberal defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro foi pessoalmente entregar o texto a Lira.

O Ministério da Economia divulgou nota àoijornalismoem que aalegaque os dois programas estão em processo de fconclusãoe tvão tercpreçode R$ 15 bilhões. Segundo a pasta, as duas ações, que já vigoraram em 2020, serão relançadas após a aprovação dessa flexibilização orçamentária pelo Congresso.

Durante a eleição do requerimento, partidos de esquerda se posicionaram contra a proposta. Argumentaram que o momento não é avaliar o tema, e sim a eleição de uma ajudinha emergencial maior que o calculado pelo governo.

O projeto de venda da estatal permite que os serviços postais, inclusive os prestados em regime de monopólio, possam ser buscados pela iniciativa privada.

Na semana passada, o governo publicou no «Diário Oficial da União» um decreto presidencial que inclui a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no Programa Nacional de Desestatização .

A proposta em análise pelos deputados disciplina o Sistema Nacional de Serviços Postais , correspondências e objetos postais e emissão e fabricação de selos e o Serviço Postal Universal, cuja garantia de prestação é compulsória da União, em todo o território nacional, de modo ininterrupto e a custos competitivos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Uganda

Cities: Lira

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Câmara aprova urgência e agiliza tramitação da privatização dos Correios
>>>>>Guedes diz que apenas gastos contra a pandemia ficarão fora do teto – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Orçamento 0 36 PERSON 4 Orçamento de 2021: 2, (tacit) ele/ela (referent: Orçamento de 2021): 1, Ele (referent: Orçamento de 2021): 1
2 Câmara dos Deputados 0 0 ORGANIZATION 4 A Câmara_dos_Deputados: 2, (tacit) ele/ela (referent: A Câmara_dos_Deputados): 2
3 governo 0 0 NONE 4 o governo: 4
4 Correios 0 0 ORGANIZATION 3 os Correios: 3
5 Congresso 0 0 ORGANIZATION 2 o Congresso: 2
6 Ministério da Economia 0 0 ORGANIZATION 2 O Ministério_da_Economia: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Ministério_da_Economia): 1
7 Paulo Guedes 0 0 PERSON 2 Paulo_Guedes (apposition: o ministro de a Economia): 1, Paulo_Guedes: 1
8 a tramitação de a proposta 0 0 NONE 2 a tramitação de a proposta: 2
9 ações 0 0 NONE 2 as duas ações: 2
10 decreto 0 0 NONE 2 um decreto presidencial: 2