Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bolsafamiliafeiradesantana

— A equipe econômica deve sugeri ao presidente Jair Bolsonaro cortar despesas em ministérios, inclusive nas Forças Armadas, e remanejar recursos de programas mal avaliados e considerados pouco eficientes para bancar o novo Bolsa Família. Estão na mira iniciativas como o seguro-defeso, pago a pescadores artesanais, e isenções tributárias para alguns setores. O presidente Jair Bolsonaro alegou nesta terça-feira, em entrevista à «SIC TV», de Rondônia, que está «praticamente acertado» um reajuste que levaria oabvantagemmmédiado Bolsa Família, que é de R$ 190 por mês, para R$ 300. A medida seria adotada a partir de dezembro. A revisão do abono salarial, que chegou a ser ponderada ano passado para bancar a ampliação do valor do Bolsa Família e padeceu forte resistência, não faz parte das opções em estudo agora, segundo técnicos a par das debates. O Ministério da Cidadania trabalha para que Bolsonaro anuncie o substituto do Bolsa Família ainda na primeira quinzena de julho. A expectativa é aprovar o projeto que cria o novo programa até outubro para que entre em operação em janeiro de 2022. Nessa pausa, a população mais carente vai continuar tendo o amparo da ajudinha emergencial — que deveria ser prorrogado em mais três parcelas a partir de agosto. Segundo fontes envolvidas nos debates, a resolução final vai ser do presidente, que tem uma votação pela frente. Caso não seja possível assinalar a fonte de recursos, o governo pode mandar ao Congresso somente as linhas gerais do novo programa até que se encontre a maneira de financiamento. No entanto, João Roma trabalha junto na equipe econômica para que se mencione o orçamento na proposta orçamentária de 2022, que será mandada ao Congresso em agosto. João Roma é o ministro da Cidadania.O plano do governo conta com a aceleração do programa de vacinação contra a Covid-19 de modo a permitir a reabertura de setores prejudicados, como comércio e serviços, a partir de outubro. O programa que está sendo formatado calcula também o pagamento de ajudinha para crianças e adolescentes até 18 anos que ficaram órfãos após terem perdido os pais para a enfermidade. Segundo técnicos do governo, a tendência é que o Bolsa Família seja transferido para as famílias que assumirem as crianças, sem preço complementar para o governo. A ideia é beneficiar crianças da baixa renda e inscritas no Cadastro Único do Cidadania. Detalhes como valor da ajudinha e quantidade de crianças beneficiadas ainda não foram fechados. Além do benefício em si para as famílias, que está na faixa de R$ 190 em média e será reajustado para R$ 250, o novo programa prevê medidas de apoio da primeira infância à inserção no mercado de trabalho. Entre elas, o pagamento de vouchers para cuidadores e para mães matricularem os filhos em creches privadas. O governo pretende reajustar todos os parâmetros do programa, mas a ampliação não vai ser linear, devendo beneficiar quem ganha menos, segundo fontes a par das debates. Em alguns casos, a alta vai ser superior a 50%. Além do critério de renda, o programa considera a composição familiar. A linha de extrema pobreza subirá de R$ 89 para R$ 95 e a linha de pobreza, de R$ 178 para R$ 190. Faz 1 dia, o Ministério da Cidadania divulgou o calendário de a terceira parcela de a ajudinha emergencial, ontem. Em 14 dias, o depósito em as contas digitais será feito de 18 a 30 de junho. Já os saques e as transferências bancárias serão liberados de 1º a 19 de julho. O valor da terceira parcela da ajudinha emergencial 2021 permanece R$ 150 , R$ 250 e R$ 375 .

Nos últimos dias, governadores e prefeitos têm antecipado os seus calendários de vacinação. De acordo com o consórcio de veículos de jornalismo, mais de 54,6 milhões de pessoas tomaram a primeira dose de vacinas contra a Covid no Brasil, o que corresponde a 25,79% da população.A ideia, explicou, é que a ajudinha seja concluído com toda população adulta vacinada. Esse cenário, de acordo com o Ministério da Saúde, poderia ser alcançado em outubro, declarou Guedes.Os recursos podem ser agitados pelo aplicativo Caixa Tem, por quem recebe pela conta poupança social digital.O ministério pontua as diferenças entre os dois programas assistenciais, mas não explica o motivo pelo qual as pessoas que aguardam o Bolsa Família não terem sido incluídas automaticamente na nova rodada da ajudinha emergencial, que iniciou com quatro meses de atraso e deixou de fora milhares de pessoas. Faz 1 ano, se os admiraram, 68 milhões de brasileiros. Na edição de 2021, o programa chegou a 39,1 milhões de pessoas.

Na sexta-feira 04 de junho – O presidente Jair Bolsonaro alegou nesta quinta-feira, em sua live semanal nas redes sociais, que pretende ampliar o Bolsa Família em ‘pelo menos 50%’. Segundo ele, Paulo Guedes tem estudado o tema ‘com responsabilidade’. Paulo Guedes é o ministro da Economia. Pressionado pela CPI da Covid e queda de popularidade, o presidente indicou uma das principais pautas dos protestos realizados contra ele no último sábado: a ampliação da ajudinha emergencial: — tem gente que falava que o ajudava emergencial, que estava em R$ 250, era um absurdo, bastante pouco. consentia. Mas vocês jamais falaram que o Bolsa Familia estava hoje, em média, R$ 192. Resolveram falar que era pouco por conta da pandemia. O pobre podia continuar vivendo com R$ 192, que era pouco, quando não tinha pandemia. O presidente então adicionou: — estávamo trabalhando para ampliar esse valor . pretendíamo chegar aí… dar pelo menos 50% . estava lá o Paulo Guedes debatendo esse tema. Com responsabilidade. Na transmissão, Bolsonaro falou que esta foi uma «semana de glória» para a economia e que a previsão era de o Produto Interno Bruto aumentar no mínimo 4% neste ano de 2021. Ele também criticou o preço dos combustíveis, que, na visão dele, seriam inflados por conta do ICMS, imposto estadual: — Cada estado cobra o que bem entende . E cobrava em cima do custo médio que você paga na bomba. tinha que ser o custo da refinaria ou um valor fixo. Que seja um valor fixo. Conversei com o Arthur Lira . botará um projeto em eleição que tratava desse tema — declarou Bolsonaro, em mais um aceno para os caminhoneiros, categoria de sua base política que reivindicava diminuição no custo do diesel.

O Programa Bolsa Família é um programa de transferência de renda do Governo Federal, sob condicionalidades, criado no Governo Lula pela Medida Provisória 132, de 20 de outubro de 2003, convertida em lei em 9 de janeiro de 2004, pela Lei Federal n.

João Inácio Ribeiro Roma Neto é um político brasileiro, filiado ao Republicanos e atual ministro da Cidadania.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Equipe econômica vai sugeri cortes para bancar novo Bolsa Família e auxilia a órfãos da Covid
>>>>>Auxílio emergencial deve ser prorrogado por três meses, diz Guedes – June 14, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caixa vai antecipar o calendário de pagamento da 3ª cota do auxílio emergencial – June 14, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Sem Bolsa Família e sem auxílio emergencial, avaliações estão suspensas até 28 de setembro – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 r 0 0 NONE 11 R: 11
2 Jair Bolsonaro 70 0 PERSON 8 ele (referent: O presidente Jair_Bolsonaro): 1, Bolsonaro: 3, o presidente Jair_Bolsonaro: 1, O presidente Jair_Bolsonaro: 2, (tacit) ele/ela (referent: Bolsonaro): 1
3 eu 25 0 NONE 8 (tacit) eu: 8
4 programa 0 0 NONE 5 o novo programa: 1, O programa: 2, o programa: 2
5 João Inácio Roma Ribeiro 0 70 PERSON 4 João_Roma (apposition: o ministro de a Cidadania): 1, João_Inácio_Ribeiro_Roma_Neto: 1, (tacit) ele/ela (referent: João_Roma): 2
6 auxílio 0 40 NONE 4 o auxílio: 1, o auxílio emergencial: 3
7 pessoas 0 0 NONE 4 pessoas: 2, as pessoas: 2
8 presidente 0 0 NONE 4 o presidente: 3, O presidente: 1
9 população 0 80 NONE 3 toda população adulta: 1, a população: 1, a população mais carente: 1
10 Paulo Guedes 40 0 PERSON 3 Paulo_Guedes (apposition: o ministro de a Economia): 1, Guedes: 1, ele (referent: Paulo_Guedes): 1