Por: SentiLecto

O governo federal concederá 5,45% de reajuste para 11,7 milhões de aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social acima do salário mínimo. Em 1 mês, vai ser retroativa a 1º de janeiro, com pagamento em os primeiros cinco dias úteis de fevereiro, a data de a correção. O índice corresponde ao Índice de Nacional de Preços ao Consumidor acumulado em 2020. Mas os segurados que tiveram vantagens concedidas ao longo do ano passado não vão ter direito ao percentual de ampliação cheia. Eles vão receber reajustes proporcionais, de acordo com o mês em que tiveram a concessão.

Instituto Nacional do Seguro Social é uma autarquia do Governo do Brasil vinculada ao Ministério da Economia que recebe as contribuições para a manutenção do Regime Geral da Previdência Social, culpado pelo pagamento de aposentadorias, salário-maternidade, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão e outras vantagens, pertencentes ao núcleo das Atividades Exclusivas de Estado, para aqueles que comprarem o direito a estas vantagens segundo o calculado pela lei.

Cheque a tabela:

Se escalonam os percentuais de ampliação porque as vantagens de esses segurados não padeceram as perdas inflacionárias ao longo de todo o ano. São pagamentos recentes. Portanto, não fazem jus à mesma correção de quem já era aposentado ou recebia pensão há muito tempo.

Vantagem igual ao salario mínimo

No caso dos 23.332.503 segurados que ganham somente o salário mínimo, o reajuste vai ser de 5,26%, já que o piso nacional subiu para R$ 1.100. Portanto, a correção ficou abaixo da inflação, pois anunciou-se o soma em a virada de o ano, ainda com uma projeção de o índice seria registrado em o mês de dezembro. O percentual acabou ficando maior.

O pagamento dos beneficiários do INSS que recebem somente o piso nacional será feito entre os cinco últimos dias úteis de janeiro e os primeiros cinco de fevereiro .

— Pela lei do INSS, obriga-se o governo a reajustar por esse valor — explica.Esse mesmo calendário seria utilizado no pagamento do abono salarial. O programa de pagamento do abono do PIS vai de julho a junho.

Na sábado 19 de dezembro uma portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social prorrogou por mais dois anos até 2022 o chamando Programa Especial do Monitoramento Operacional de Benefícios . Na prática, o objetivo era ampliar da habilidade produtiva dos servidores do INSS na análise e revisão de vantagens com anormalidades, como nas aposentadorias e pensões.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Faz 1 ano, se aposentou por o INSS? Veja quanto você terá de reajuste proporcional no sua vantagem
>>>>>Veja qual será o valor da sua aposentadoria após reajuste – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 50 NONE 3 (tacit) eu: 3
2 correção 120 0 NONE 3 a correção: 2, correção: 1
3 direito 160 0 NONE 2 o direito: 1, direito: 1
4 benefícios 100 0 NONE 2 estes benefícios: 1, benefícios concedidos: 1
5 Instituto Nacional do Seguro Social 0 0 ORGANIZATION 2 Instituto_Nacional_do_Seguro_Social: 1, o Instituto_Nacional_do_Seguro_Social: 1
6 Ministério da Economia 0 0 ORGANIZATION 2 o Ministério_da_Economia: 2
7 o pagamento de os beneficiários de o inss 0 0 NONE 2 O pagamento de os beneficiários de o INSS: 2
8 PIS 0 0 ORGANIZATION 2 o PIS: 1, (tacit) ele/ela (referent: o PIS): 1
9 abono 0 0 NONE 2 o abono: 1, o abono salarial: 1
10 aposentadorias 0 0 NONE 2 as aposentadorias: 1, aposentadorias: 1